25 junho 2013

Taboeira conquista ViseuCup2013 em sub13

Grupo 1:
Académico Viseu - Ranhados 1:2
Taboeira - Nelas 6:2
Académico Viseu - Taboeira 0:3
Ranhados - Nelas 2:5
Académico Viseu - Nelas 0:3
Ranhados - Taboeira 0:6
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Taboeira33001529
Ranhados3201596
Nelas3102793
Académico Viseu3003180

Grupo 2:
Crasto - Alcains 5:1
Viriatos - Alcains 0:3
Viriatos - Crasto 1:7
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Crasto22001226
Alcains
2101453
Viriatos20021100
Dínamo Estação0000000

NOTA: (Falta comparência Dínamo Estação)

Meia Final 
Taboeira - Alcains 9:1
Ranhados - Crasto 0:8

5 e 6 lugar 
Nelas- Viriatos 1:5

3 e 4 lugar
Ranhados - Alcains 1:1 (Ranhados vencem em penaltys)

FINAL
Taboeira - Crasto 2:2 (Taboeira vencem em penaltys)

Avanca conquista ViseuCup2013 em sub12

Grupo 1:
Académico Viseu - Ranhados 8:1
Crasto - Avanca 0:3
Crasto - Académico Viseu 1:8
Ranhados - Avanca 2:5
Académico Viseu - Avanca 2:3
Ranhados - Crasto 1:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Avanca33001149
Académico Viseu32011856
Crasto31023123
Ranhados30034150

Grupo 2:
Dínamo Estação - Viriatos 2:2
Taboeira - Viseu 2001 1:5
Dínamo Estação - Taboeira 6:1
Viriatos - Viseu 2001 4:2
Viriatos - Taboeira 3:0
Dínamo Estação - Viseu 2001 0:3
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Viriatos3210947
Viseu 2001
32011056
Dínamo Estação3111864
Taboeira30032140

Meia Final 
Académico Viseu - Viriatos 2:2 (Viriatos vencem em penaltys)
Viseu 2001 - Avanca 2:5

7 e 8 lugar
Taboeira - Ranhados 3:0

5 e 6 lugar 
Crasto - Dínamo Estação 0:4

3 e 4 lugar 
Viseu 2001 - Académico Viseu 3:1

FINAL
Avanca - Viriatos 2:1

Taboeira conquista ViseuCup2013 em sub11

Grupo 1:
Académico Viseu - Crasto 2:1
Crasto - Beira Mar 1:3
Académico Viseu - Beira Mar 6:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu2200826
Beira Mar2101473
Crasto2002250

Grupo 2:
Dínamo Estação - Taboeira 0:2
Alcains - Taboeira 0:8
Dínamo Estação - Alcains 8:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Taboeira22001006
Dínamo Estação2101823
Alcains20020160

Meia Final 
Académico Viseu - Dínamo Estação 1:2
Beira Mar - Taboeira 0:2

5 e 6 lugar 
Crasto - Alcains 5:0

3 e 4 lugar 
Académico Viseu - Beira Mar 0:4

FINAL
Taboeira - Dínamo Estação 1:1 (Taboeira vence em penaltys)

Taboeira conquista ViseuCup2013 em sub10

Grupo 1:
Académico Viseu - Taboeira 2:5
Taboeira - Viriatos 5:1
Académico Viseu - Viriatos 4:6
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Taboeira22001036
Viriatos2101793
Académico Viseu20026110

Grupo 2:
Crasto - Viseu 2001 6:4
Viseu 2001 - Dínamo Estação 0:5
Crasto - Dínamo Estação 0:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Dínamo Estação2110504
Crasto2110644
Viseu 200120024110

Meia Final 
Taboeira - Crasto 3:1
Dínamo Estação - Viriatos 2:2 (Viriatos vence em penaltys)

5 e 6 lugar 
Académico Viseu- Viseu 2001 2:1

3 e 4 lugar 
Crasto - Dínamo Estação 1:4

FINAL
Taboeira - Viriatos 7:2

24 junho 2013

ViseuCUP2013 - Um dia em cheio para o futebol

A formação academista organizou o ViseuCup2013, numa bonita homenagem aquele que tudo fez para ver os nossos jovens academistas alegres e a praticarem aquele desporto que tanto amam, o nosso TIO NEVES.
Foi um dia de muito calor e de muito desporto, onde se destaca o amor que estes jovens têm ao Futebol e onde apesar de por vezes o calor ser excessivo mostraram toda a sua arte.

Links para as fotografias:
ALBUM VISEUCUP2013- PARTE1
ALBUM VISEUCUP2013- PARTE2

SUB 10 - Vencedores: TABOEIRA

2º Viriatos
3º Dínamo Estação
4º Crasto
5ª Académico Viseu
6ª Viseu 2001

SUB 11 - Vencedores: TABOEIRA

2º Dínamo Estação
3º Beira Mar
4º Académico Viseu
5ª Crasto
6ª Alcains

SUB 12 - Vencedores: AVANCA

2º Viriatos
3º Viseu 2001
4º Académico Viseu
5ª Dínamo Estação
6ª Crasto
7º Taboeira
8º Ranhados

SUB 13 - Vencedores: TABOEIRA
2º Crasto
3º Ranhados
4º Alcains
5ª Viriatos
6º Nelas
7ª Académico Viseu
8ª Dinamo Estação


Para além disso uma palavra de Parabéns para as diversas comitivas que fizeram questão de acompanhar e tornar este Torneio uma verdadeira festa.
Apesar de todas estarem a alto nível, destacamos aqui uma, a das equipas do Alcains que desde a chuva chegada se fez sentir e com um apoio vibrante nas vitórias e nas derrotas mostram o seu enorme fair-play e uma atitude que devia ser o que de melhor o futebol tem.


NOTA: Nas próximas noticias far-se-á uma cobertura mais pormenorizada dos diversos Torneios.

19 junho 2013

2ª Edição Viseu CUP

É já neste domingo dia 23 Junho que se realiza a 2ª edição do VISEU CUP.
O mesmo decorrerá nos escalões de sub10, sub11, sub12 e sub13 e os jogos serão no 1º Maio.
Os jogos começarão logo as 9:30.

APAREÇAM NESTE FESTA DO FUTEBOL!

11 junho 2013

Academistas conquistam 3ª concentação do Torneio de Encerramento da AFV sub14



3.ª concentração – Organização Viseu 2001
Viseu, 10 de junho de 2013 – Campo 1.º de Maio

1.º jogo:
Académico 3 – Viseu 2001 1
Tiago Palhares; Tiago Salgado, Diogo Colaço (Nuno Albuquerque aos 16´), Leo e Bernardo; Rafa Pontes (Vasco aos 16´), Rui Miguel (cap.) e Miguel Silva; Rafa, Roldão (Diogo Almeida aos 20´) e Ruben (Daniel aos 20´).
Não utilizados: Beto (gr) e Gonçalo.
Golos: Roldão aos 6´ e Vasco aos 18´e 25´
Golo do Viseu 2001 aos 9´
Treinadores: Vitor Santos e Diogo

Jogo equilibrado nos primeiros minutos. O Viseu 2001 chegou com perigo à baliza de Tiago Palhares que com duas boas defesas transmitiu confiança à equipa que com o golo de Roldão aos 6 minutos, ao aproveitar uma desatenção da defesa adversária, tudo se alteraria.
O empate não afetou a equipa do académico que foi sempre mais forte e disponível para o jogo. Vasco foi o atleta do jogo ao marcar um excelente golo num bom remate de fora da área e uns minutos mais tarde a bisar depois de ter cabeceado á trave ainda teve reação e vontade de recarregar e fazer o terceiro golo.
Vitória da equipa mais forte no jogo de hoje.

2.º jogo:
Académico 1 – Lusitano 1
Beto; Miguel Silva (Gonçalo aos 23´), Nuno Albuquerque Leo e Bernardo; Vasco, Rui Miguel (cap.) e Tiago Salgado (Ruben aos 17´); Rafa (Diogo Colaço aos 17´), Diogo Almeida (Roldão aos 23´) e Daniel (Rafa Pontes aos 23´).
Não utilizados: Tiago Palhares (gr)
Golo: Vasco aos 16´
Golo do Lusitano aos 22´
Treinadores: Vitor Santos e Diogo

O jogo mais equilibrado que a equipa do académico teve. Ambas as equipas só conseguiram marcar no seguimento de lances de bolas paradas. Vasco deu o melhor seguimento a um livre marcado por Rui Miguel e colocou a equipa academista em vantagem.
O Lusitano com muito querer conseguiu empatar o jogo quase no fim quando num canto a equipa academista não foi suficiente prática a afastar a bola e no meio de alguma confusão esta fosse parar no fundo da baliza defendida por Beto.

3.º jogo:
Académico 1 – O Crasto 0
Tiago Palhares, Tiago Salgado (Daniel aos 16´), Nuno Albuquerque, Leo e Bernardo; Rafa Pontes (Rafa aos 19´), Rui Miguel (cap.), Miguel Silva (Diogo Colaço aos 16´) e Vasco; Roldão (Gonçalo aos 16´) e Diogo Almeida (Ruben aos 19´)
Não utilizado: Beto (gr)
Golo: Diogo Almeida aos 10´
Treinadores: Vitor Santos e Diogo

O terceiro e último jogo foi o menos conseguido pela equipa academistas. O técnico academista aproveitou para fazer alterações ao 4.3.3 habitualmente usado e colocou dois pontas de lança (Roldão e Diogo Almeida).
Os jogadores academistas sentiram muitas dificuldades e o Crasto foi sempre a equipa com mais posse de bola e com uma boa organização obrigou os viseenses a correrem muito atrás da bola.
No entanto o Académico seria feliz quando Diogo Almeida numa segunda tentativa arrancou muito forte desde o meio campo para a baliza Castrense e á saída do guarda redes não hesitou e atirou bem colocado. O jogo não correu bem á equipa academista e nem os possantes avançados Diogo Almeida e Roldão tiveram mais espaço para chegarem á baliza adversária.
Uma vitória que dava a vitória no Torneio com 7 pontos. Esta competição serve para os academistas fazerem o “transfer” do futebol de 7 para o de 11 e dar momentos de competição a atletas menos utilizados. Em 6 jogos os academistas ainda não perderam nenhum jogo.

Infantis sub12 ficam em 4 lugar no Torneio do Crasto


Os infantis academistas deslocaram-se a Castro Dairepara também eles participarem no Torneio organizado pelo Crasto.
Académico Viseu - Crasto 4:0
Golos Académico Viseu: Rúben, Leo, José Félix e autogolo.

Viseu 2001 - Académico Viseu 1:1
Golo Académico Viseu: Rúben.


Viriatos - Académico Viseu 1:0

Dragon Force Régua - Académico Viseu 2:1
Golo Académico Viseu: Vasquinho.

 

10 junho 2013

Encontro final de Juvenis no Live Beach


Os juvenis academistas tiveram neste feriado de 10 Junho, o seu encontro de despedida de mais uma temporada futebolistica na praia de Mangualde .
Este encontro serviu para para comemorar uma época que deve ser recordada, marcada com a conquista do título distrital e consequente acesso ao Campeonato Nacional do escalão de Juvenis na próxima temporada.

Foi um encontro marcado pela magia espalhada pelos areais desta praia bem como dos mergulhos que colocaram bem mais frescos os nossos atletas. Sem dúvida bons momentos que estes nossos CAMPEÕES mereciam após uma época bem dura.
Para além isso os pais encarregaram-se à boa maneira beirã de preencher as mesas com petiscos feitos com todo o carinho e com os melhores ingredientes.

Sem dúvida um grande momento que pais e atletas tiveram oportunidade de viver onde gostávamos de agradecer toda a disponibilidade dada pela administração deste espaço. MUITO OBRIGADO!


09 junho 2013

Academistas alcançam vitória em Torneio do Crasto

Os benjamins academistas deslocaram-se a Castro Daire para participar no torneio organizado pela equipa local do Crasto.
Os academistas alcançaram duas vitórias nos jogos realizados frente à equipa local do Crasto e do Viseu 2001.

Crasto - Académico Viseu 3:5
Golos Académico Viseu: Gonçalo Pereira(4, 13 min), Miguel Loureiro (5 e 9 min), Rodrigo Silva (32 min)
Académico Viseu: Mário, Francisco, Xico, Rodrigo Cruz, Duarte, Rafael, Luis, Miguel Loureiro, Vasquinho, Luiz, Gonçalo Pereira, JP e Rodrigo Silva.
Treinador: Carlos Lopes, André e Emanuel.

Os academistas entraram a perder nesta partida pois logo no primeiro minuto viriam Xico a antecipar-se à defesa academista e interceptar a bola e fazê-la rumar na direcção da baliza academista. A resposta forasteira foi pronta e aos 4 minutos Miguel Loureiro desmarca bem Gonçalo Pereira que é lesto a rematar e restabelecer assim o empate no marcador.
No minuto seguinte Miguel Loureiro numa jogada de insistência com o guarda-redes local consegue roubar a bola a este e com a baliza à sua mercê faz o golo que coloca pela primeira vez os academistas na frente do marcador.
Aos 8 minutos primeiro Rafael e depois Gonçalo Pereira obrigam o guarda-redes local a mostrar serviço a negar o golo que contudo viria a surgir aos 9 minutos sendo Miguel Loureiro o autor do mesmo numa jogada de insistência da sua equipa.
No minuto seguinte surge a resposta local com novo golo o que motiva os locais para procurarem um resultado mais positivo.
Antes do intervalo os academistas viriam a conseguir novo golo quando num lance de enorme inspiração de Gonçalo Pereira este faz o chapeu ao guarda-redes naquele que foi o melhor golo da partida.
A segunda parte começou com Rafael a ter dois lances de muito perigo com o guarda-redes local a negar o golo a este. Aos 28 minutos Duarte desmarca Rodrigo Silva que remata perto da baliza do Crasto.
Aos 10 minutos Vasquinho remata também ele com perigo. Aos 12 minutos Rafa antecipa-se ao guarda-redes local e o árbitro assinala grande penalidade após toque deste no avançado academista. Chamado a marcar Rodrigo Silva faz o golo que coloca o ponto final no resultado desta partida permitindo aos academistas alcançar uma vitória importante.


Viseu 2001 - Académico Viseu 1:5
Académico Viseu: Mário, Francisco, Xico, Rodrigo Cruz, Duarte, Rafael, Luis, Miguel Loureiro, Vasquinho, Luiz, Gonçalo Pereira, JP e Rodrigo Silva.
Treinador: Carlos Lopes, André e Emanuel.

Os academistas entraram mais pressionantes nesta partida na procura do golo que viria a ser alcançado aos 6 minutos embora num lance de muita infelicidade de Tomás que vê a bola tocar nele e trair o seu guarda-redes.
Dois minutos Rafael fica perto do golo mas vê o guarda-redes do Viseu 2001 negar tal desidrato.
Aos 11 minutos a vantagem academista viria a ser alargada quando Rafael tem uma boa jogada individual centrando da melhor forma para Rodrigo Silva rematar e levar a bola a anichar-se nas redes contrárias.
Na resposta o recêm-entrado André obriga Mário a boa defesa evitando o golo do Viseu 2001. Na resposta é novamente Rafael a obrigar o guarda-redes contrário a grande defesa.
Aos 16 minutos primeiro Rafael e depois Luis ficam perto do golo mas a direcção dos seus remates não chega para vencer a oposição do guarda-redes do Viseu 2001.
Mesmo sobre o apito para o intervalo Gonçalo numa jogada de insistência viria a alcançar o golo e assim motivar a sua equipa na procura de outro resultado.

video
O Viseu 2001 entra melhor na segunda parte na procura do golo e aos 6 minutos JP tem uma boa defesa após remate de Ricky. No minuto seguinte é Gilvaia a colocar à prova Mário que tem uma boa defesa evitando assim o golo da equipa contrária.
Aos 29 minutos André num livre vê Xico a negar o golo da sua equipa.
Embora o Viseu 2001 carrega-se na procura do golo do empate quem viria a alcançar esse golo seriam os academistas quando Duarte passa para Miguel Loureiro que tem uma boa leitura de jogo e desmarca Rafael que isolado faz o golo que já merecia.
Aos 37 minutos Rafael marca um livre para o interior da área do Viseu 2001 e a bola chega a Miguel Loureiro que consegue ter uma boa recepção e rodar da melhor forma arranjando assim espaço para desferir um bom pontapé que resulta no quarto golo da sua equipa.
O resultado final viria a ser alcançado aos 38 minutos na marcação de uma grande penalidade. Chamado a marcar a mesma Xico remata forte e faz o golo.
Vitória justa academista que assim lhe permite alcançar o 1ª lugar neste Torneio.
video


05 junho 2013

Seleção SUB14- Convocados

Foram 2 os academistas convocados para a Selecção Distrital de Viseu sub 14 que irá participar no torneio de preparação a realizar-se no Estádio Municipal da Guarda.
  • Cláudio Albino
  • Bernardo Figueiredo
Os jogadores deve comparecer às 13:45 nao Estádio 1º Maio - Fontelo dia 8 JUNHO.

Seleção SUB15- Convocados

Foram 3 os academistas convocados para a Selecção Distrital de Viseu sub 15 que irá participar no torneio de preparação a realizar-se no Estádio Municipal da Guarda. 
  • Gonçalo Sousa
  • Xavier Ramos
  • Francisco Pratas
Os jogadores deve comparecer às 14:00 na sede AFVISEU - Fontelo dia 9 JUNHO.

03 junho 2013

Benjamins conquistam Alcains Cup 2013


Grupo 2:

Atouguiense - Académico Viseu 1:1
Golo Atouguiense: Alexandre (5 min)
Golo Académico Viseu: Vasquinho (12 min)
Académico Viseu: Gui, Xico, Vasco, Vasquinho, Luiz, Rafael Ferraz, Miguel Loureiro, Vasquinho, Gonçalo Pereira, Rodrigo Silva, Duarte, Raul, Mário.
Treinador: Carlos Lopes e André.

Este era o primeiro jogo que colocava frente a frente as duas equipas com deslocações mais longas deste grupo. A equipa vinda de Leiria viria a ser a primeira a criar perigo quando Alexandre remata forte e obriga Gui a grande defesa.
Aos 5 minutos o marcador viria a ser colorido quando Alexandre solto de marcação remata forte de nada valendo o esforço de Gui. Este golo teve o condão de acordar os academistas que viriam Miguel Loureiro aos 10 minutos rematar colocado valendo a defesa do guarda-redes contrário.
Contudo o empate viria mesmo a surgir aos 12 minutos quando Vasquinho aparece solto de marcação e remata colocado dando justiça ao marcador.
Com o golo os academistas partem à procura do golo da vitória tendo mais posse de bola e com isso mais perto da baliza do Atouguiense que viria a ser alvejada por Rafael, Vasco e Raul mas sem conseguirem o golo da vitória.
Com a equipa academista mais subida os jogadores do Atouguiense tinham mais espaço para lançar rápidos lances de contra-ataque rumo à baliza agora defendida por Mário mas sem sucesso e assim seria com o empate que se chegaria ao final desta primeira partida.

Académico Viseu - Académico Fundão 3:1
Golos Académico Viseu: Rafael Ferraz (2 e 6 min) e Vasquinho (17 min)
Golo Académico Fundão: Guilherme Pereira (8 min)
Académico Viseu: Gui, Xico, Vasco, Vasquinho, Luiz, Rafael Ferraz, Miguel Loureiro, Vasquinho, Gonçalo Pereira, Rodrigo Silva, Duarte, Raul, Mário.
Treinador: Carlos Lopes e André.

Os viseenses sabiam que este jogo era bastante importante para alcançar os lugares mais cimeiros da tabela classificativa pois a equipa do Fundão tinha vencido o seu primeiro jogo.
Desta forma os viseenses entraram decididos a rematar cedo e isso viria a acontecer à passagem do minuto dois num livre de Rafael Ferraz que só para nas redes contrárias. O dominio da partida era viseense e isso viria a ser coroado com novo golo de Rafael Ferraz num remate forte e colocado que amplia a vantagem viseense.
A resposta do Académico Fundão viria a acontecer aos 8 minutos num momento de inspiração de Guilherme Pereira que de muito longe remata colocado de nada valendo o esforço de Gui para negar o golo contrário.
Com este golo a equipa fundanense acredita noutro resultado e primeiro Licinio e depois Guilherme rematam com muito perigo à baliza viseense.
Contudo viriam a ser os academistas viseenses a conseguir obter novo golo quando Vasquinho na sequência de um livre marca o mesmo muito perto do poste da baliza contrária e isso trai o guarda-redes do Académico do Fundão que é surpreendido.
Com este golo os viseenses conseguem uma maior tranquilidade para encarar os ultimos minutos onde o Académico do Fundão tentou o golo mas semo conseguir obter.
Vitória justa no melhor jogo desta primeira fase onde se defrontaram as duas melhores equipas do grupo.

Académico Viseu - Castelo Branco 2:0
Golos Académico Viseu: Vasco (15 min), Vasquinho (20 min)
Académico Viseu: Gui, Xico, Vasco, Vasquinho, Luiz, Rafael Ferraz, Miguel Loureiro, Vasquinho, Gonçalo Pereira, Rodrigo Silva, Duarte, Raul, Mário.
Treinador: Carlos Lopes e André.

Este era o jogo que decidia o lugar mais cimeiro da tabela classificativa e com isso o acesso à final da prova. Assim sendo o inicio desta partida foi bastante equilibrado e aos 2 minutos rafael lança bem Raul que se vê antecipado por Duarte.
Na resposta é Nacho a ver o seu remate embater com estrondo na barra da baliza viseense. Aos 5 minutos Miguel Loureiro remata fraco para defesa atenta de Duarte.
Três minutos depois Miguel Loureiro desmarca Vasquinho que aparece a rematar muito perto da baliza benfiquista.
Na resposta Nisa primeiro e depois João Pedro rematam perto da baliza academista. O marcador viria a ser colorido à passagem do minuto 15 quando Rafael desmarca Vasco que entra bem na área contrária e desfere um remate colocado colocando assim a sua equipa na frente do marcador.
No minuto seguinte é Raul a ficar muito perto do golo.
O resultado final viria a ser alcançado aos 20 minutos quando após um livre a bola chega a Duarte que embora sendo infeliz no remate consegue desmarcar Vasquinho que aparece a rematar forte e alcança o golo que permite à sua equipa alcançar a vitória e confirmar desta forma a presença no final deste Torneio.

Outros resultados:
Castelo Branco - Académico Fundão 0:1
Castelo Branco - Atouguiense 1:0
Académico Fundão - Atouguiense 3:3

Grupo 1:
Alcains - A.D. Idanha Nova 2:2
Abrantes e Benfica - Estação 1:1
Alcains - Abrantes e Benfica 1:2
A.D Idanha Nova - Estação 0:2
Estação - Alcains 0:1
Abrantes e Benfica - A.D Idanha a Nova 7:1

Fase final:
A.D. Idanha Nova - Atouguiense 1:3
Alcains - Castelo Brano 1:3
Estação - Académico Fundão 1:3

FINAL: Abrantes e Benfica - Académico Viseu 1:3 (1:1 tempo regulamentar)
Golos Académico Viseu: Miguel Loureiro (6 min), Luiz (27 min), Gonçalo Pereira (28 min)
Académico Viseu: Gui, Xico, Vasco, Vasquinho, Luiz, Rafael Ferraz, Miguel Loureiro, Vasquinho, Gonçalo Pereira, Rodrigo Silva, Duarte, Raul, Mário.
Treinador: Carlos Lopes e André.

Este era o jogo decisivo do Alcanins Cup. Nesta final encontravam-se as equipas do Abrantes e Benfica e do Académico Viseu. O marcador viria a ser colorido logo no minuto 1 no seguimento de um livre marcado por muito longe pelo jogador benfiquista.
Os academistas assumem o jogo e vão conseguindo trocar bem a bola e viriam a conseguir obter o merecido golo do empate quando após boa jogada de Xico a bola chega a Miguel Loureiro que roda bem e faz o golo.
Aos 8 minutos Raul após boa desmarcação de Miguel Loureiro fica perto do golo. Três minutos depois Rodrigo Silva aparece em boa posição mas não consegue o golo.
No minuto seguinte é Gonçalo Pereira a ter uma boa jogada individual e desfere um remate que passa muito perto da baliza benfiquista. A equipa do Abrantes e Benfica respondia em lances de bola parada onde Vieira e Manuel levavam o perigo à baliza de Mário.
Aos 15 minutos a equipa do Abrantes e Benfica fica muito perto do golo quando vê Luiz sobre a linha de golo evitar o golo.
Seria com um empate que chegaria o final dos primeiros 20 minutos e desta forma a decisão passaria por mais 10 minutos. Coube aos academistas a melhor entrada neste prolongamento e aos 22 minutos Vasco fica perto do golo num remate que obriga o guarda-redes contrário a trabalho difícil. Dois minutos depois Francisco remata de muito longe perto da baliza benfiquista.
No minuto seguinte é a vez de Mário negar o golo da equipa do Abrantes e Benfica com uma boa defesa.
Esse golo viria mesmo a surgir aos 27 minutos num remate forte e colocado de Luiz de nada valendo o voo do guarda-redes contrário. O resultado final viria a ser carimbado logo no minuto seguinte quando Gonçalo Pereira com um bom pormenor técnico liberta-se do defesa contrário e remata bem fazendo o golo que silencia a partida.
Vitória justa dos academistas neste torneio que vai-se assumindo no panorama do futebol juvenil.

02 junho 2013

Academistas confirmam título com vitória guerreira


Crasto - Académico Viseu 2:3
Crasto: Tiago, Pote, Ivan, Picaré, António (Anthony, 51 min), Pedro Pinto, Teles (João Matos, 64 min), Rui Silva, Fábio Rodrigues, Hugo (David Ramos, 51 min) e Márcio.
Suplentes não utilizados: Ze Eduardo, Lucena, Zé Diogo e Carlos.
Treinador: André Sapata.
Académico Viseu: Fábio Farias (Miguel, 50 min), Pedro, Carlos, Eduardo, Rafael Silva, Rafael Barreiros, Marcelo, João Soares (João Silva, 74 min), Jimmy (Rafael Campos, 51 min), Benjamim e Micoli.
Suplentes não utilizados:Ricardo, Renato, Tiago Vaz Pinto e Vasco.
Treinador: Roger e Pedro.
Cartões amarelos:
Académico Viseu: Rafael Barreiros (80 + 5 min)
Cartões vermelhos: 
Crasto: Ivan(60 min)
Académico Viseu: Rafael Campos (80 min)

Árbitro: Pedro Saraiva, Auxiliares: Sérgio Pinto e João Martins.
video
Este era um jogo que apesar de as maiores decisões ja estarem tomadas nenhuma das equipas queria perder. Estas equipas foram ao longo de todo o Campeonato as que se mostraram mais competentes e acima de tudo superiores e com isso o espectáculo prometia.
Logo no primeiro minutos Jimmy desmarca Micoli que aparece solto perante Tiago que se antecipa ao avançado academista.
Foram minutos iniciais de muito estudo mútuo sem que nenhuma das equipas criassem lances de perigo para ambas as balizas.
Esse lance surgiria aos 12 minutos para o Crasto quando Fábio Rodrigues surge desmarcado a rematar forte obrigando Fábio a boa defesa. Sete minutos depois Benjamim remata em boa posição para defesa fácil de Tiago.
O marcador viria a funcionar à passagem do minuto 20 quando num livre marcado de forma rápida e aproveitando a desatenção da defesa academista a bola chega a Márcio que centra para Fábio aparecer a encostar fazendo o golo da equipa local.
A resposta academista surge aos 24 minutos quando João Soares após uma boa jogada individual com um centro remate quase que surpreende Tiago.
No minuto seguinte o guarda-redes local nega por duas situações o golo primeiro após remate colocado de Rafael Silva. No seguimento do canto é Rafael Barreiros a ver negado o golo após cabeceamento colocado. Grande momento para o guarda-redes local! 
Aos 27 minutos Teles desmarca Pote que remate colocado muito perto da baliza academista.
Três minutos depois o empate viria a ser alcançado quando num livre de muito longe de Rafael Silva, Tiago tem uma defesa incompleta e Micoli é mais rápido que a defesa local e restabelece o empate.
Aos 32 minutos Jimmy desfere um bom remate mas vê Tiago a ter nova grande defesa a evitar o golo academista. No minuto seguinte após bola perdida em zona proibitiva surge um lance de rápido contra-ataque conduzido por Fábio Rodrigues que em boa posição remata perto da baliza defendida por Fábio.
Aos 35 minutos Teles marca o livre da melhor forma para o interior da área academista valendo o corte providencial da defesa academista quando Ivan se encontrava em boa posição para o golo.
Aos 39 minutos surge o primeiro dos lances muito polémicos que marcaram esta partida. Foi num lance muito rápido de ataque, Ivan disputa a bola com Micoli ficando a dúvida se este derruba o avançado academista.
Chamado a marcar Rafael Silva marca forte e coloca os academistas na frente do marcador, sendo este o resultado com que as equipas iriam regressar aos balneários para o merecido descanso.
Coube aos academistas o primeiro lance de perigo para uma das balizas acontece aos 42 minutos quando Pedro tem um bom centro para Micoli aparecer a rematar perto da baliza de Tiago.
Na resposta é Teles a rematar perto da baliza academista.
Aos 45 minutos Rafael Silva sobe bem na sua ala e centra colocando à prova o guarda-redes local.  Aos 53 minutos é a vez de Pedro Pinto aparecer a cabecear para grande defesa do agora guarda-redes academista Miguel. O mesmo jogador que evita o golo quando responde com nova boa defesa a remate de Fábio Rodrigues.
Corolário deste maior ascendente da equipa local o empate viria a ser alcançado num  livre lateral onde Ivan parece ser o ultimo jogador e o mais lesto a antecipar-se ao cacho de jogadores que se encontravam no interior da área academista.
Lance bastante contestado pelos academistas que se queixam da falta assinalada bem como de falta sobre o seu guarda-redes e que motivam a expulsão de director e treinador academista.
Três minutos depois novo lance muito contestado surge desta vez pelos locais quando numa disputa de bola entre Ivan e Micoli o avançado é tocado pelo defesa local e como se iria isolar tem ordem de expulsão. No livre Marcelo vê a bola ainda rasar o poste da baliza de Tiago.
Aos 65 minutos da partida Benjamim aparece solto de marcação e com um remate habilidoso vê Tiago negar-lhe o golo.
Os academistas em vantagem numérica apertam os locais e aos 71 minutos Micoli entra bem na área sendo tocado pelo defesa local. Chamado a marcar Benjamim remata fraco e ao lado desperdiçando assim uma boa oportunidade para colocar a sua equipa em frente do marcador.
Dois minutos depois João Matos obriga Miguel a uma boa defesa que têm resposta à altura pelo guarda-redes local Tiago quando este voa a negar o golo após remate colocado e com selo de golo de Rafael Silva.
No minuto seguinte é João Silva bem solicitado por Marcelo a aparecer em boa posição a rematar bem mas a ver Tiago a ter boa defesa.
Aos 80 minutos lance contestado pelos academistas quando após defesa de Tiago fica a dúvida se a bola não atravessa por completo a linha de golo. Ficam as dúvidas!
Um minuto depois Rafael Silva na marcação de um livre obriga novamente Tiago a grande defesa que se assumia o principal entrave para a vitória academista.
Esse desidrato viria a ser conquistado pelos academistas quando na sequência de um livre lateral de Marcelo a bola chega a Rafael Barreiros que se antecipa à defesa local e faz o golo para gáudio dos academistas.
Até ao final da partida mais nada viria a ser conseguido e desta forma os academistas conquistam uma vitória cheia de querer e entrega que caracteriza da melhor forma a prestação destes nesta fase final frente a um adversário que também ele mostrou o porque desta boa prestação na prova.
Um jogo marcado pela actuação desastrosa do trio de arbitragem que foi acumulando erros em prejuízo do futebol que as outras duas equipas foram mostrando ao longo dos 80 minutos. O poder que um apito dá não pode ser o suficiente para que um juiz tenha tantos erros e uma autoridade alicerçada em atitudes de excesso e injustificado poder. A merecer reflexão pois o espectáculo que estas duas equipas protagonizaram não mereciam tal trabalho.
video


Out: Associação Futebol Viseu. Penso que os campeões dos diversos escalões competitivos  merecem da instituição que tutela as competições distritais o mesmo reconhecimento mas hoje duas situações mostram que não é bem assim. Em primeiro lugar a arbitragem de Pedro Saraiva que estragou por completo um jogo em que as restantes equipas não mereciam tal trabalho. A merecer bastante. Em segundo prende-se com o facto de a taça merecida a estes campeões não ter sido entregue a quem durante 9 meses lutou arduamente pela sua conquista. Se na semana passada ainda pode haver desculpas esta semana as mesmas não são válidas e fica este enorme reparo pois acima de tudo todos os clubes devem ser tratados por igual na altura das derrotas e das vitórias. A reflectir!

Outros resultados:
Tondela- Drizes 3:4
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu651015716
Crasto62311399
Tondela612310145
Drizes61057153

01 junho 2013

Academistas conquistam Alcains Cup 2013


Os benjamins academistas conquistaram este sábado o Torneio Alcains Cup 2013.
Após um empate no jogo inicial deste torneio com a equipa do Atouguiense, os academistas alcançaram duas vitórias nos restantes jogos do seu grupo e desta forma conquistaram o acesso à final da prova.
Nesta final com a equipa do Abrantes e Benfica a equipa academista viu-se logo no primeiro minuto em desvantagem no marcador mas conseguiu alcançar o empate que obrigou ambas as equipas ao prolongamento. Nestes 10 minutos finais os academistas mostraram-se mais fortes e viriam a conseguir obter dois golos e assim alcançar uma vitória de forma justa.