31 maio 2013

Benjamins no 3º Torneio Alcains Cup

Os benjamins academistas deslocam-se a Alcains para competir no 3º torneio Alcains Cup.
Os jogos decorrerão no Campo de Jogos António Coelho Trigueiros de Aragão em Alcains.

Nesta primeira fase os academistas pertencem ao Grupo II, constituido por:
  • Castelo Branco
  • Fundão
  • Académico Viseu
  • Atouguiense.
BOA SORTE CAMPEÕES!

27 maio 2013

2.ª concentração do Torneio de Encerramento da AFV 2012/2013 – (sub14)

1.º jogo: Viseu 2001 0 - Académico de Viseu 0 
Académico Viseu: Tiago Palhares; Olavo; Tiago Salgado, Leo e Bernardo; Nuno, Rui Miguel (cap.) e Vasco; Daniel, Diogo e Rafa
Jogaram ainda: Roldão, Rafita, Ruben e Miguel Silva
Não utilizados: Beto e Alex
Treinadores: Vitor Santos e Xavier

Jogo equilibrado. O académico teve as melhores oportunidades na sequência da marcação de bolas paradas. Bernardo viu a bola muito perto do golo em dois cantos diretos. Ambas as equipas optaram pela posse de bola e o jogo foi divido. O empate é o resultado certo se bem que ambas as equipas mereciam ter marcado.

2.º jogo: Lusitano 0 – Académico de Viseu 0 
Académico Viseu: Beto; Olavo, Nuno, Leo e Bernardo; Rui Miguel (cap.), Tiago Salgado e Miguel Silva; Ruben, Roldão e Rafa
Jogaram ainda: Alex, Daniel, Diogo, Vasco e Rafita
Não utilizado: Tiago Palhares
Treinadores: Vitor Santos e Xavier.

O Lusitano foi um adversário difícil para a equipa academista. Com uma componente física mais forte criou algumas dificuldades à defesa do académico. Com uma boa organização defensiva e apostando em transições rápidas o jogo foi emotivo e o empate foi o resultado certo.

3.º jogo: Académico de Viseu 3 – O Crasto 0 
Golos: Bernardo (2) e Rui Miguel (gp)
Académico Viseu: Tiago Palhares; Tiago Salgado, Nuno, Leo e Bernardo; Rui Miguel (cap.), Vasco, Rafita e Rafa; Diogo e Roldão
Jogaram ainda: Olavo, Alex, Ruben, Miguel Silva e Daniel
Não utilizado: Beto
Treinadores: Vitor Santos e Xavier

Jogo com um só sentido: a baliza de O Crasto. Tiago Palhares não teve de fazer uma única defesa. Desta forma o Académico foi criando várias oportunidades de golo e atirou duas bolas à barra por intermédio de Bernardo que coroou a sua exibição com dois golos.

26 maio 2013

ESTAMOS LÀ....... SUbida aos Nacionais garantido...

Académivo Viseu - Tondela 4:2
Golo Académico Viseu: Jimmy (11 min), Micoli (30 min), João Soares (36 min), Benjamim (49 min)
Golo Tondela: Gonçalo (41, 55 min)
Académico Viseu: Diogo, Pedro, Carlos, Paulo, Rafael Silva, Rafael Barreiros, Marcelo, João Soares, Jimmy (Rafael Campos, 77 min), Benjamim (Gonçalo, 80* 2 min)e Micoli (Eduardo, 80 min).
Suplentes não utilizados: Miguel, Ricardo Pais, Renato e João Silva.
Treinador: Roger.
Tondela: Rúben, Gadocha(Rodrigo, 50 min), JP, Romão, Diogo, Zoi, Fábio (Bandeira, 74 min), Hugo Mota, Benny, Gonçalo, Mini (Rodrigo, 77 min).
Suplentes não utilizados: Miguel Sousa, Bogas, Varanda e Bernardo. 
Treinador: Marinho.
Àrbitro: Nuno Miguel, Auxiliares: Luis Coimbra, António Oliveira.
video

Os academistas enfrentam este jogo sabendo que uma vitória lhes dá o título desejado e a almejada subida aos Nacionais.
O primeiro momento de muito perigo acontece aos 6 minutos quando na marcação de um livre marcado por Rafael Silva este quase que surpreende Rúben que tem uma defesa por instinto.
Três minutos é a vez de Benny se antecipar a Diogo e rematar perto da baliza academista.
O marcador viria a funcionar à passagem do minuto 11 num lance de inspiração de Jimmy que recebe bem a bola e desfere o remate colocado de nada valendo a tentativa de defesa do guarda-redes tondelense.
Está feito o mais dificil na partida e com este golo o Tondela tem que apostar mais no ataque. E é isso que se está a assistir com o Tondela a ter mais posse de bola embora por enquanto sem criar perigo para a baliza academista.
A partida está a ser jogada com um ritmo mais lento mas o marcador viria a ser alterado a favor dos academistas quando Rafael Silva desmarca Micoli que recebe bem a bola e faz o remate colocado que resulta em novo golo para os academistas.
O Tondela sente bastante o golo e os academistas viriam novamente a marcar à passagem do minuto 36 quando num lance na área tondelense Paulo consegue subir mais alto que os defesas contrárias e desmarca João Soares que solto de marcação faz o terceiro e dá ainda uma maior tranquilidade aos academistas.
Dois minutos depois surge a resposta para o Tondela com Mini a aparecer a rematar mas Diogo tem defesa atenta.
Chega-se ao intervalo com uma vitória justa para os academistas.
video

Contudo o Tondela viria a conseguir o golo logo no minuto 41 quando Gonçalo aparece a responder a um bom cruzamento da ala esquerda do seu ataque. Um golo que pode moralizar a equipa tondelense. Os academistas embora sofrendo o golo consegue de novo assumir o controlo da partida e procurando novo golo que pode acontece num lance de grande penalidade após mão do defesa tondelense JP, em lance polémico.
Chamado a marcar Benjamim mostra-se calmo fazendo o golo que dá uma maior tranquilidade aos academistas.
Aos 54 minutos lance polémico na área academista num lance de disputa de bola entre Rafael Barreiros e Hugo Mota. Chamado a marcar Gonçalo marca colocado de nada valendo o voo de Diogo.
Os academistas procuram novamente assumir o controlo da partida de forma a não deixar que o Tondela se aproxime com perigo da baliza de Diogo.
Cabe agora ao Tondela a maior posse de bola na procura de um golo que lhes dê animo na procura de outro resultado. Aos 63 minutos num centro remate Benny procura surpreender Diogo mas vê o remate passar perto da barra da baliza academista.
Numa rápida transição de ataque João Soares desmarca Benjamim que tem uma boa leitura de jogo e centra para Jimmy rematar perto da baliza tondelense.
Os academistas após uma boa reação tondelense consegue agora assumir de novo o golo e aos 70 minutos Rafael Silva remata perto da baliza de Rúben.
Aos 71 minutos primeiro Marcelo e depois Rafael Barreiros rematam forte mas Rúben responde com grande defesa.
Ambas as equipas procuram o golo mas sem conseguirem esse desidrato apesar das muitas substituições realizadas ao longo dos últimos 10 minutos da partida que foram quebrando o ritmo da partida. Desta forma assim os academistas conseguem a vitória e com isso alcançar o maior objectivo traçado para esta época,que é o título distrital deste escalão e com isso o acesso aos Nacionais.
Arbitragem com alguns casos complicados de análise sobretudo nos lances de grande penalidade mas a sua posição no terreno dá-lhe o benefício de dúvida. De resto a sua missão foi facilitada pelos jovens jogadores e o trio de arbitragem soube aproveitar isso para realizar uma exibição segura.
video

In: apoio. Foi emocionante e arrepiante ver o apoio que os familiares, amigos e apoiantes academistas fizeram questão de exercer ao longo dos 83 minutos que a partida durou. Sempre a cantar e a puxar pelos academistas foi muito importante na vitória. Uma palavra especial para a nossa claque feminina e que ao longo deste Campeonato foi aquela força que também ajudou os academistas a alcançar este saboroso titulo.São especiais!  
Outros resultados:
Crasto - Drizes 3:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu541012513
Crasto52301169
Tondela51227105
Drizes50053120

19 maio 2013

Força ai Sr PRATAS.

O Académico está com o Francisco Pratas e em especial ao seu pai neste momento complicado.

Todos queremos a sua RECUPERAÇÃO! Contamos com isso e enviamos mensagens de apoio.

SABEMOS QUE É UM LUTADOR! ACREDITAMOS NESSA SUA FORÇA!

Juvenis arrancam vitória preciosa na luta pelo titulo

video

Drizes - Académico Viseu 1:3
Golo Drizes: Pereira (60 min)
Golo Académico: Paulo (18 min), Benjamim (49 min), Jimmy (55 min)
Drizes (através da ficha de jogo): Rafael, Pereira, Henrique, Tiago (Rúben, intervalo), Diogo Pereira, Varanda, Conde, João Pedro, Simões, Rui Pedro (Bernardo, 57 min) e Zé Pedro (Ramalho, intervalo).
Suplentes não utilizados: Alexandre, Tiago, Diogo e Miguel.
Treinador: Ricardo Martins
Académico Viseu: Diogo, Pedro Pereira, Carlos, Paulo, Eduardo, Rafael Barreiros, Marcelo, João Soares (João Silva, 63 min), Jimmy (Tiago Vaz Pinto, 79 min), Benjamim e Micoli (Vasco, 70 min).
Suplentes não utilizados: Fábio, Ricardo, Renato, Rafael Campos.
Treinador: Roger
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Benjamim (70 min), Vasco (72 min)
Árbitro: Marco Fonseca, Auxiliares: José Raimundo, Fábio Azevedo.

Os juvenis academistas têm mais um jogo importante nesta fase derradeira do Campeonato Distrital. Só a vitória interessa para manter intactas as suas ambições ao lugar mais cimeiro da tabela classificativa.
Aos 2 minutos Benjamim remata fortee leva a bola a passar perto da baliza sampedrense.
Os academistas têm nos minutos iniciais da partida a maior posse de bola embora a equipa local esteja a conseguir limitar as investidas contrárias.
Aos 11 minutos lance de perigo para o Drizes com o nº 10 a rematar perto da baliza defendida por Diogo. Na resposta Micoli antecipa-se à defesa contrária e remata com muito perigo à baliza local valendo a defesa do guarda-redes sampedrense.
A partida está em aberto com ambas as equipas a procurarem o golo que viria a acontecer aos 18 minutos no seguimento de um canto com Paulo a antecipar-se à defesa contrária abrindo assim o marcador.
Três minutos Pedro Pereira remata forte levando a bola a passar perto da baliza local.
Os locais tentam reagir ao golo e aos 25 minutos vêm o nº 25 local a rematar com perigo à baliza de Diogo.
Aos 34 minutos boa jogada academista com Jimmy a conseguir o centro para João Soares rematar por alto. O Drizes vai levando perigo à baliza academista sobretudo no seguimento de lances de bola parada mas sem levaram ainda real perigo à baliza local.
Chega-se ao intervalo com um resultado justo para os academistas que conseguiu ter as melhor oportunidades para o golo acabando por materializar o seu ascendente num lance de bola parada.

Começa a segunda parte com duas mexidas na turma local que procuram o golo do empate.
Aos 45 minutos Micoli aparece bem desmarcado nas costas da defensiva local e centra para João Soares aparecer a rematar com muito perigo. Gora-se uma boa ocasião para os academistas consolidarem a sua vantagem.
Na resposta na sequência de um livre o nº 10 local leva o perigo. Contudo na resposta os academistas viriam a conseguir o golo quando numa jogada de contra-ataquecom Micoli a conseguir o primeiro remata valendo o corte de Pereira e em seguida a bola fica para o mesmo jogador academista que liberta para Benjamim aparecer a marcar o golo ampliando assim a vantagem dos forasteiros.
Aos 52 minutos Jimmy num livre remata forte valendo a atenção do gr local.. Na resposta nº 9 do Drizes aparece solto de marcação a rematar mas sem a melhor direcção.
A vantagem academista viria a ser ampliada aos 55 minutos numa jogada de contra-ataque conduzida por Micoli que tem uma boa leitura de jogo ao desmarcar Jimmy que sem oposição empurra a bola para as redes sampedrenses.
A equipa local viria a reduzir aos 60 minutos no seguimento de um livre com nº 6 a marcar e Pereira a cabecear fazendo o golo que anima as hostes locais.
Aos 71 minutos livre do nº 9 leva o perigo à baliza academista. Na resposta Benjamim aparece em boa posição a rematar sem a melhor direcção.
Aos 75 minutos Jimmy liberta bem Vasco que em boa posição é infeliz a receber a bola e perde assim uma boa ocasião para sentenciar a partida. No minuto seguinte é Jimmy a colocar à prova o guarda-redes local.
Os academistas procuram controlar as investidas locais vestindo agora o fato de macaco de forma a preservar esta preciosa vantagem que qacabam por alcançar de forma totalmente justa.
Boa arbitragem não dando muitas liberdades aos jogadores para o jogo mais intenso e desta forma sai com uma imagem bastante positiva da partida.

Out: mentalidades. Continuo a não perceber o que muitas pessoas fazem num campo de futebol quando as ouço a incitar à violência dos seus jogadores contra colegas de profissão e acima de tudo paixão por um desporto. Estas pessoas devem meditar se estamos num desporto ou numa guerra onde tudo vale, o que felizmente a grande maioria não concorda.
In: exibição academista. Os academistas rubricaram uma exibição segura, onde souberam controlar os pontos mais fortes da equipa local e acima de tudo a partida. Tiveram momentos de gala mas também quando foi preciso vestiram o fato de macaco para conservar a vantagem preciosa conquistada. Uma equipa de guerreiros que conquistam uma vitória importante para a concretização dos seus objetivos.
Melhor em campo. Micoli. Vindo de uma lesão o jovem academista realizou uma boa exibição que foi coroada com duas assistências que resultaram em dois golos da sua equipa. Uma exibição de raça e querer que foi acompanhada em grande nível por Rafael Barreiros que também esteve em grande não perdendo nenhum dos lances em que se envolveu e dando uma segurança no eixo de uma equipa que esteve bastante bem.
NOTA: Ao longo da crónica não faço referência aos nomes dos jogadores do Drizes pois a constituição da equipa não foi fornecida em tempo util. 

Outros resultados:
Tondela - Crasto 2:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu43108310
Crasto4130856
Tondela4121565
Drizes4004290

Força campeões

video
Este foi o vídeo que deu força aos nossos campeões para vencerem mais este duro obstáculo.

18 maio 2013

Golo nos instantes finais decide


Académico Viseu - Oliveira Frades 0:1
Golo Oliveira Frades: Rúben (90 min)
Académico Viseu: Tiago (Mário, 76 min), André, João André, Pedro Costa, Paulo renato, Marco (Chris 12 min), Tiago Almeida, Mauro, Moita (Gui, 61 min), Gonçalo Pipo e Bruno.
Suplentes não utilizados:.
Treinador: Pipo, Nuno Mirandez, Filipe Pipo.
Oliveira Frades: Diogo, Francisco, Zé Carlos, Bruno, Diogo José, Martins, Bebé (David, 90+ 1 min), Pedro (Ricardo, 76 min), Luis Miguel, RúBen e Sérgio (Casais, 58 min)
Suplentes não utilizados: Viegas, Fábio.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Paulo Renato (32 min), Tiago Almeida (64 min), Pedro Costa (89 min)
Treinador:
Carlos Pinto.

Este é o jogo que fecha o Campeonato Nacional da 2ª Divisão. Um derby distrital onde se defrontam as equipas do Académico Viseu e do Oliveira Frades. Ainda sem a sua posição de manutenção garantido esta partida assume uma maior importância para os forasteiros.
O primeiro remate com muito perigo cabe ao Oliveira Frades  quando Bébé remata colcoado para defesa atenta de Tiago.
Primeiros 15 minutos com mais posse e nesse minuto iriam desfrutar de nova ocasião quando vêem Bebé com alguma liberdade a rematar à barra da baliza academista.
Cinco minutos depois Sérgio é bem desmarcado mas remata fraco. Na resposta primeiro Bruno obriga Diogo a boa defesa e depois Tiago Almeida remata para Francisco ter boa defesa.
Os academistas conseguem equilibrar a equipa e aos 30 minutos num livre de Bruno, Mauro aparece a rematar fraco para defesa de Diogo. Três minutos depois o mesmo jogador aparece a rematar um pouco por cima da baliza oliveirense.
O jogo decresce muito de qualidade sem nenhuma das equipas conseguir criar perigo até ao apito para o intervalo.

A segunda partida começa com um ritmo lento. Cabe agora aos academistas a maior posse de bola estando mais próximo da área oliveirense. Aos 51 minutos Mauro recebe a bola rodando bem e remata perto da baliza forasteira. Dois minutos depois livre de Bruno para Diogo defender e vendo a bola ainda embater na base do poste da sua baliza
Aos 58 minutos Gui aparece em boa posição isolado mas falha no remate gorando-se assim uma boa ocasião para os academistas. Um jogo típico de final de temporada sem grandes momentos de interesse. Aos 70 minutos remata de Bebé que passa perto da baliza academista. No minuto seguinte boa jogada oliveirense com Casais a levar a bola a passar muito perto da baliza academista.
Jogo muito pausado e sem perigo para as balizas de ambas as equipas.
 Num lance algo fortuito o golo acaba por surgir quando Rúben se antecipa à defensiva academista e cabeceia abrindo o marcador.
Arbitragem com bastantes erros para os dois lados mas tendo o condão de não influenciar no resultado final.
 
 

Outros resultados:
Tourizense - Vigor Mocidade 5:0
São Romão - Naval :
Leiria Marrazes - Sp. Covilhã :

17 maio 2013

São dez anos que o blog comemora


Obrigado pela grande surpresa que me reservaram hoje. Foi especial e anima este coração! OBRIGADO POR TUDO!

15 maio 2013

Maria resolve em dia de desacerto atacante academista


Académico Viseu - Dínamo Estação 0:1
Golo Dínamo Estação: Maria (17 min)

Académico Viseu: Gonçalo Pereira, Tiago, Nuno, Guilherme, Edgar, Bernardo, Miguel Miragaia, Miguel Pessoa, Ivan, Gonçalo Figueiredo, Bernardo Luis, Rafael Correia.
Treinador: Fábio.
Dínamo Estação: Ackermann, JP, Zé Manuel, Simão, Guilherme, Maria, Gonçalo, Diogo, Rodrigo, Alexandre, André, Inês.
Treinador: Luis.

Os escolas academistas defrontavam a equipa do Dínamo Estação em mais um derby viseense no escalão de sub10.
Começaram melhor a equipa dinamista que foi criando os melhores lances para marcar com Gonçalo a ter bastante trabalho para evitar o golo forasteiro.
Contudo o marcador viria mesmo a funcionar num lance em que Maria desfere um remate pleno de intenção e faz um golo de belo efeito.
Os academistas tentam reagir a este golo e primeiro Ivan e depois Miguel Pessoa rematam com muito perigo mas sem conseguir o empate atá ao apito para o intervalo.

Os academistas entram melhor na segunda parte e apertam o cerco à baliza dinamista e aos 28 minutos Bernardo remata forte mas sem a melhor direção. Dois minutos depois Miguel Pessoa ainda consegue introduzir o esférico no interior da baliza contrária mas a dupla de arbitragem anula o lance. Lance muito contestado pelos adeptos locais pois não se dislumbra qualquer irregularidade do jogador academista.
Aos 40 minutos canto de Miguel Pessoa para Gonçalo rematar com perigo à baliza dinamista. Sete minutos depois é a vez de Ivan cabecear bem respondendo da melhor forma a um cruzamento de Guilherme.
Chega-se ao final da partida com uma vitória dinamista onde o empate seria o resultado mais justo para os acontecimentos da partida e onde os academistas estiveram desinspirados na altura do remate final.


Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Dínamo Estação3201440
Vale Açores2101663
Académico Viseu3102553

Despedida dos infantis sub 12 com empate

Vale Açores - Académico Viseu 2:2


Outros resultados:
Viriatos - Penalva Castelo 11:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu6520221314
Vale Açores623112139
Viriatos512211145
Penalva Castelo50145101

14 maio 2013

Guerreiros academistas vencem adversidades e conquistam vitória

Vigor Mocidade - Académico Viseu 1:2
Golos Académico Viseu: Mauro e Tiago Almeida
Académico Viseu: Tiago, Pedro Costa, João André (André), Bruno, paulo renato, Marco, Gonçalo, Mauro e Dino Besirovic, Tiago Almeida e Moita(Cris).
Treinador: Pipo, Nuno Mirandez e Filipe Pipo.

Os juniores academistas deslocavam-se à Lousã para defrontar a equipa do Vigor Mocidade. Este era um jogo em que só a vitória podia acalentar alguma esperança à equipa local pela manutenção.
Os academistas entraram mais tranquilos e viriam a ter a primeira grande ocasião para marcar. Foi no seguimento de uma grande penalidade onde João André chamado a marcar não consegue aproveitar a mesma.
Com esta falha a equipa local galvanizou-se e viria a conseguir o golo que coloria o resultado antes do intervalo.
Os academistas viriam do balneário com o firme propósito de dar a cambalhota no marcador e viria a chegar ao empate num bom lance colectivo onde Tiago Almeida assiste bem Mauro que faz o golo que os academistas já mereciam.
A partida estava equilibrada e os academistas sofrem uma adversidade com a expulsão de Bruno mas mesmo assim ganharam forças com esta situação e viriam a alcançar o golo da vitória nos ultimos 10 minutos da partida sendo Tiago Almeida o seu autor.
Vitória do querer academista que mesmo com poucas soluções em termos de jogadores, conseguiu mostrar a qualidade e entrega dos viseenses que lhes permitiu alcançar uma boa vitória carimbando o destino da equipa local.

NOTA: Gostava de pedir a quem assistiu a esta partida para que se puder me envie informação da mesma, para que a mesma fique mais completa. Podem enviar para jorge.miguel.sa@gmail.com. Obrigado desde já! 

 Outro resultado:
Oliveira Frades - São Romão 2:0
Sp. Covilhã - Tourizense 1:0
Naval - Leiria Marrazes 0:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Tourizense13733261552
Académico Viseu13814332552
Leiria Marrazes13724291846
Oliveira Frades13553191443
Sp. Covilhã13435142141
Vigor Mocidade13544221835
Naval 1º Maio13238122825
São Romão13139163220

11 maio 2013

Empate final em jogo táctico e bem vivo


Académico Viseu - Crasto 2:2
Golos Académico Viseu: João Soares (35 min), Benjamim (63 min)
Golos Crasto: João Pedro (42 min), Márcio (79 min)
Académico Viseu: Diogo, Pedro, Carlos, Paulo, Rafael Silva (Eduardo, 79 min), Rafael Barreiros, Marcelo, João Soares, Jimmy, Benjamim e Micoli (Vasco, 71 min).
Suplentes não utilizados: Fábio, Renato Fernandes, Gonçalo, Rafael Campos, João Silva.
Treinador: Roger.
Crasto: Tiago, André, Ivan, João Pedro, António, Pedro Pinto, David Ramos, Rui Silva, Fábio, Hugo (Carlos Correço, 60 min) e Márcio.
Suplentes não utilizados: David, João Matos, Carlos Regalo, João Ferreira e Ricardo Teles.
Treinador: Sapata.
Cartão amarelo:
Crasto: André (49 min)
Cartão vermelho:
Crasto: João Pedro (69 min)
Árbitro: Luis Castainça.

Este é um jogo que coloca frente a frente os dois primeiros classificados ( Crasto e Académico Viseu) desta fase derradeira de Juvenis.
Ambas as equipas procuram nestes primeiros assumir a partida e o primeiro remate com perigo surge à passagem do minuto seis sendo Jimmy o seu autor. O Crasto tenta reagir em rápidas transições de ataque. A partida vai decrescendo de qualidade sem nenhuma das equipas conseguir criar lances de perigo.
Aos 17 minutos Márcio num centro remate leva a bola a passar perto da baliza academista. Ambas as equipas parecem nervosas e não conseguem mostrar o seu bom futebol.
Aos 30 minutos Rafael Silva na marcação de um livre leva a bola a passar perto da barra forasteira. No minuto seguinte Micoli remata rasteiro obrigando Tiago a defesa complicada.
Quatro minutos depois lance de perigo para o Crasto quando num remate de Rui Silva a bola ainda bate em João Pedro e passa muito perto da baliza de Diogo. Contudo na resposta os academistas viriam mesmo a conseguir inaugurar o marcador quando Benjamim descobre João Soares que solto de marcação mostra-se frio e faz o golo colocando na frente do marcador os academistas.
Chega-se ao intervalo de uma partida muito táctica onde num dos poucos desequilibrios os academistas viriam a marcar.
Ao segundo minuto lance muito polémico na área numa disputa de bola David Ramos aparece caido na área academista. Fica a dúvida! Chamado a marcar João Pedro remata colocado e faz o golo do empate.
Os academistas com este golo sofrido tentam novamente o golo que lhes permita assumir novamente a frente do marcador.
Aos 57 minutos Tiago nega o golo academista quando voa a responder da melhor forma a um cabeceamento com selo de golo de Jimmy.
Premiando a reacção academista aops 63 minutos os academistas viriam a marcar quando Benjamim a cabecear fazendo a bola sobrevoar Tiago e anichando-se nas redes forasteiras.
Os academistas com mais um jogador em campo que a equipa do Crasto motivado pela expulsão de João Pedro consegue agora controlar a partida.
Aos 79 minutos balde de água gelada na partida quando num livre Márcio surpreende Diogo e leva a bola a anichar-se nas redes academistas.
Os academistas nos descontos pressionam na procura de novo golo mas sem conseguir levar o perigo à baliza de Tiago.
Fica o desalento para os academistas que viram o Crasto conseguir o empate quando a partida já se aproximava do final da partida e onde os locais pareciam ter a partida dominada.
Arbitragem bastante contestada pelos locais sobretudo no lance da grande penalidade assinalada onde fica a dúvida da existência da falta mas a sua melhor posição lhe pode dar o benefício da dúvida.
Out: escassez de oportunidades de golo. Num jogo bastante equilibrado, as ocasiões de golo escassearam em ambas as balizas. As defensivas foram levando na maioria das vezes a melhor aos ataques adversários.
In: equilíbrio táctico, vivo e intenso. Foi um jogo quase que de xadrez, onde ambas as equipas procuraram a cada jogada encontrar desequilíbrios na equipa adversária para tentar dar o xeque-mate à outra, mas em muitos casos esses lances foram sendo anulado. O empate acaba por mostrar o equilíbrio da partida, sobretudo o sentido nos primeiros 40 minutos da partida apesar de caber aos academistas o maior número de lances de real perigo.


Outros resultados:
Drizes - Tondela 1:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu3210527
Crasto3120635
Tondela3111344
Drizes3003160

09 maio 2013

Rumo ao sonho!

Juntos vamos traçar o melhor caminho para concretizar do sonho!
APAREÇAM E JUNTOS VAMOS VENCER!

06 maio 2013

Juniores goleiam em São Romão

São Romão - Académico Viseu 2:5  

Os juniores academistas defrontavam a equipa do São Romão que na primeira fase colocou bastante dificuldades à equipa viseense.
Desta vez os academistas mostraram o seu poderio e viriam a arrancar um resultado gordo fruto de uma boa exibição.

NOTA: Gostava de pedir a quem assistiu a esta partida para que se puder me envie informação da mesma, para que a mesma fique mais completa. Podem enviar para jorge.miguel.sa@gmail.com. Obrigado desde já!
 Outro resultado:
Tourizense - Naval 1:1
Leiria Marrazes - Oliveira Frades 1:0
Vigor Mocidade - Sp. Covilhã 1:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Tourizense12732261452
Académico Viseu12714312449
Leiria Marrazes12624271843
Oliveira Frades12453171440
Sp. Covilhã12435132138
Vigor Mocidade12543211635
Naval 1º Maio12237122625
São Romão12138163020

05 maio 2013

Vitória assinalada com grande exibição

video

Tondela - Académico Viseu 0:2
Golos Académico Viseu: Benjamim (3 min), Jimmy (40+ 1 min)
Tondela: Rúben, Pedro (Bogas, 60 min), JP, Romão, Diogo, Zoi, Gadoxa (Fábio, 47 min), Hugo, Tiago (Semedo, 35 min), Gonçalo, Mini.
Suplentes não utilizados: Miguel Sousa, Candeias, Varanda, Bandeira.
Treinador: Marinho e Pedro
Académico Viseu: Diogo, Renato, Carlos, Paulo, Rafael Silva, Rafael Barreiros, Marcelo, Benjamim (João Silva, 75 min), João Soares, Micoli (Eduardo, 70 min) e Jimmy (Rafael Campos, 77 min).
Suplentes não utilizados: Miguel, Pedro, Gonçalo Sousa e Vasco.
Treinador: Roger.
cartões amarelos:
Tondela: Zoi (48 min), JP (58 min) e Romão (70 min)
Árbitro: João Almeida, Auxiliares: João Pedro e Casimiro Cunha.
  
Este era um jogo bastante importante para ambas as equipas na luta pelo lugar mais cimeiro nesta fase derradeiro do campeonato.
Os academistas entraram melhor na partida tendo mais posse de bola e corolário deste maior ascendente seria o golo logo aos 3 minutos num lance de inspiração de Benjamim que de muito longe desfere um remate indefensável para Rúben.
A resposta tondelense ocorre aos 7 minutos quando numa perca de bola em zona proibida Gonçalo recupera a mesma e remata perto da baliza academista.
No minuto seguinte grande ocasião para os academistas quando Micoli ganha em velocidade o lance ao defesa tondelense mas falha na direcção do seu remate.
Na jogada seguinte Rafael Silva centra e quase surpreende Rúben que têm uma defesa incompleta onde surge Micoli a rematar novamente para defesa atenta do guarda-redes local.
Os academistas dominavam a partida e aos 10 minutos Marcelo centra para Jimmy cabecear perto da baliza contrária.
Quatro minutos depois Micoli centra para Jimmy rematar forte valendo o desarme providencial de JP.
O Tondela procurava reagir sobretudo em lances de bola parada mas seriam os academistas aos 25 minutos a terem mais uma oportunidade flagrante de golo quando Benjamim começa a jogada de contra-ataque lançando João Soares que é lesto a desmarcar Micoli que consegue ultrapassar Rúben mas remata às redes laterais desperdiçando assim esta ocasião
Seis minutos Romão remata forte para defesa atenta de Diogo. Aos 37 minutos é a vez de Pedro rematar forte mas sem a melhor direcção.
Já no primeiro minuto dos descontos surge novo golo para os academistas quando no seguimento de um livre marcado por Rafael Silva a bola bate com estrondo na barra e na sobra Jimmy aparece a empurrar a mesma para as redes tondelenses colocando ainda mais justiça no marcador.

Chegava-se ao intervalo com uma vitória que se ajustava face ao dominio exercido pelos academistas ao longo dos primeiros 40 minutos da partida.
A segunda parte começou com Rafael Silva na marcação de um livre a obrigar Rúben a defesa apertada logo no primeiro minuto.
Aos 42 minutos Jimmy centra de forma colocada que quase surpreende Rúben quando a bola ainda embate com estrondo na barra da baliza tondelense.
Dois minutos depois Rafael SIlva centra para Marcelo aparecer um pouco atrasado ao mesmo.
O Tondela procura o golo sobretudo em lances de bola parada aproveitando as dimensões do campo mas a defensiva academista foi superiorizando-se aos locais e aos 60 minutos Rafael Silva remata forte e leva a bola a passar muito perto da baliza tondelense.
A partida estava mais equilibrada e sem lances de perigo nas balizas contrárias e só aos 67 minutos é que Rafael Silva remata num livre perto da baliza de Rodrigo.
Se pelo lado dos tondelenses estes procuravam o golo que lhes desse um alento na conquista de outro resultado os academistas procuravam lançar rápidos contra-ataques conduzidos pelos velozes João Soares, Micoli e Jimmy de forma a alargar a sua vantagem.
Contudo até ao final da partida os golos não surgiram e os academistas alcançam uma vitória muito importante na concretização dos seus objetivos deixando os locais em maus lençóis.
Boa arbitragem que embora contestado realizou uma boa exibição sem grandes erros e a deixar jogar até ao limite o que se elogia.


Outros resultados:
Drizes .- Crasto 0:3
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu2200306
Crasto2110414
Tondela2011131
Drizes2002040

04 maio 2013

Juntos rumo ao sonho!

Juntos nesta caminhada... Vamos acreditar no sonho até ao fim... Estou CONVOSCO!

Apareçam e juntem a vossa voz e força à NOSSA!!!

 

Chuva de golos em derby escaldante

Viriatos - Académico Viseu 4:4
Golo Viriatos: Diogo Matos (21, 57 min), Bernardo (35 min), Rafael (51 min)
Golo Académico Viseu: Raul (11, 56 min), Diogo (33, 34 min)
Viriatos: Pedro Albuquerque, Hugo Guerra, Rodrigo Martins, André, Diogo Matos, Bruno, Diogo Mendes, Rafael, João Marques, Bernardo e João Diogo.
Treinador: Coutinho.
Académico Viseu: Rodrigo, Rodrigo Costa, José Félix, Bruno, Miguel Jesus, Diogo Paiva, Leandro, Pedro Tavares, Raul, João Féliz e Ruben Carvalho.
Treinador: Xavier.

Com a decisão em termos de campeão de série já decidido a seu favor os academistas defrontam a equipa dos Viriatos que coloca sempre bastantes dificuldades aos seus adversários.
No primeiro minuto Bernardo obriga Rodrigo a grande defesa a evitar o golo da equipa local. A equipa dos Viriatos parece começar melhor a partida. Aos 4 minutos é a vez de Diogo rematar com perigo à baliza de Rodrigo valendo a atenção do guarda-redes academista. A resposta academista dá-se aos 7 minutos num livre de Leandro mas onde a direcção não foi a melhor.
No minuto seguinte Bruno consegue libertar-se dos seus oponentes e remata perto da baliza local.
Aos 11 minutos a dupla de arbitragem assinala lance de grande penalidade num lance em que não se deslumbra qualquer falta. Chamado a marcar Raul tem um bom remate abrindo o marcador a favor da sua equipa.
Na resposta dos Viriatos é Rafa num livre a obriga a boa defesa de Rodrigo. Aos 17 minutos lance bastante contestado no interior da área academista em lance de possivel mão de José Félix.
A equipa local está a reagir bem ao golo sofrido e por duas vezes leva o perigo à baliza academista em remates de Diogo Matos e Bernardo.
O empate viria a surgir de forma justa sendo Diogo Matos o seu autor quando se antecipa a toda a defensiva academista. Aos 25 minutos Bruno obriga Pedro Marques a boa defesa.
Chega-se ao intervalo com um empate que se ajusta aos acontecimentos nestes 30 primeiros minutos da partida.
O primeiro remate da segunda parte tem como seu autor Diogo Matos. Aos 32 minutos Leandro. No minuto seguinte no canto marcado por Rúben Carvalho aparece Diogo a cabecear a fazer o golo que coloca. O mesmo jogador viria a ampliar na sequência de um lançamento longo de Leandro a desmarcar bem Diogo que se antecipa a Pedro Albuquerque e faz a bola sobrevoar este último fazendo o golo academista.
Aos 37 minutos Jonas desmarca bem Bernardo que faz o golo que anima as hostes locais. Cinco minutos depois primeiro Diogo Matos e depois Rafael colocam muitas dificuldades à defensiva academista. Dois minutos depois José Félix desmarca bem Diogo que remata perto da baliza agora defendida por Bruno.
Aos 46 minutos Diogo Matos na marcação de um livre obriga Rodrigo a grande defesa a evitar o golo da equipa dos Viriatos. Golo esse que no canto seguinte fica novamente perto de acontecer quando solto de marcação Diogo Matos obriga novamente Rodrigo a outra grande defesa.
Três minutos depois Diogo aparece bem desmarcado a centrar para José Félix aparecer a cabecear muito perto da baliza local.
Aos 50 minutos Rúben Carvalho remata colocado valendo a defesa de Bruno. No minuto seguinte jogada de contra-ataque eximia com Rafael a ser mais lesto que a defesa academista e remata colocado batendo Rodrigo.
Aos 52 minutos livre de Diogo Matos com Rafael a aparecer a cabecear perto da baliza academista.
O jogo estava verdadeiramente frenético e aos 56 minutos os academistas viriam a colocar-se na frente do marcador novamente quando no seguimento de uma boa jogada individual de Raul este entra na área local e remata colocado batendo o guarda-redes da equipa dos Viriatos.
Os academistas ainda festejavam este golo quando Diogo Matos segundos depois desfere um remate de muito longe batendo Rodrigo e colocando novamente o empate no marcador.
Aos 58 minutos o mesmo jogador dos Viriatos remata novamente de longe mas desta vez vê Rodrigo com uma grande defesa a negar o golo local.
Até ao final ambas as equipas ainda remataram com muito perigo à baliza contrária mas onde os guarda-redes de ambas as equipas levaram a melhor.
Arbitragem contestada onde ficam dúvidas em algumas análises de faltas assinaladas.  

Outros resultados:
Penalva Castelo - Vale Açores 0:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu5510201113
Vale Açores522110118
Viriatos512211145
Penalva Castelo50145101

Benjamins academistas acabam campeonato com vitória justa

Penalva Castelo - Académico Viseu 3:5
Golo Penalva Castelo: João Pedro (1 min), Rodrigo Pinto (27, 39 min)
Golos Académico Viseu: Rafael (10, 15, 17, 19 min), Rodrigo Silva (20 min)
Penalva Castelo: Gonçalo Martins, Leonardo Gonçalves, João Pedro, Renato Figueiredo, Guilherme, João Artur, João Campos, João Pedro Tiago, Rodrigo Pinto.
Académico Viseu: Mário, Xico, Kiki, Diogo, Rafa, Miguel Loureiro, Vasco, Luiz, Vasquinho, Francisco, Rodrigo Silva e Gonçalo.

Primeiro minuto surge o primeiro lance de perigo com João Pedro a rematar muito perigo à baliza de Mário.
O marcador viria a funcionar logo nos instantes seguintes quando os academistas perdem uma bola em zona proibitiva e João Pedro faz o remate que coloca os academistas na frente do marcador.
Aos 4 minutos Vasco bem desmarcado por Rafa consegue se libertar do seu opositor e quase fazer o golo.
Os academistas estão agora melhor na partida na procura do golo do empate. Contudo isso dá espaços para a equipa local lançar rápidos lances de contra-ataque a aproveitar a subida dos academistas no terreno.
O empate viria a surgir num momento de inspiração com Rafael de muito longe a rematar fazendo a bola sobrevoar Gonçalo Martins e anichar-se nas redes penalvenses.
Aos 12 minutos Luiz centra de forma precisa para Vasquinho aparecer a cabecear muito perto da baliza local. A cambalhota no marcador viria a acontecer 3 minutos depois no seguimento de um canto quando Vasco centra para Rafael aparecer ao segundo poste a cabecear colocando assim os academistas na frente do marcador.
Aos 17 minutos a vantagem academistas viria a ser alargada quando Rafael aparece a rematar batendo novamente o guarda-redes penalvense. Dois minutos depois Miguel Loureiro desmarca Rafael que faz o quarto golo da sua conta pessoal.
O Académico domina por completo e aos 20 minutos após boa jogada individual de Gonçalo a bola chega a Rodrigo Silva que remata para novo golo da sua equipa.
Aos 24 minutos Miguel Loureiro desmarca Gonçalo que perde um pouco de tempo para o remate que é interceptado pelo defesa contrário..
No minuto seguinte Renato Figueiredo remata de muito longe para boa defesa de Mário. Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos academistas que após  uma entrada em falso conseguiram dar a volta ao resultado de forma categórica.
O primeiro lance de perigo da segunda parte tem como seu autor Guilherme vendo Mário a ter defesa atenta. Aos 27 minutos após perca de bola em zona proibitiva a bola sobra para Rodrigo Pinto aparecer a rematar forte batendo Mário.
Tal como na primeira parte a equipa do Penalva Castelo entra melhor na partida e primeiro João Campos e depois novamente Rodrigo pinto veêm primeiro Mário e depois Kiki a terem cortes providenciais evitando o golo local.
Na resposta aos 30 minutos no seguimento de um canto Vasquinho remata colocado à base do poste da baliza penalvense. Três minutos depois o mesmo jogador quase que surpreende o guarda-redes penalvense num centro remate.
Aos 37 minutos nov golo viria a surgir quando no seguimento de um lance marcado por Renato Figueiredo a bola chega a Rodrigo Pinto que remata forte e faz o golo dando um maior ânimo à equipa local na procura de um resultado mais positivo.
Contudo numa rápida transição de ataque Miguel Loureiro consegue ganhar o lance sendo agarrado pelo defesa local no interior da área penalvense. Chamado a marcar a grande penalidade Miguel Loureiro remata forte mas vê Gonçalo Martins a fazer boa defesa evitando assim o golo academista . No canto marcado por Gonçalo a bola chega a Rafael que em boa posilção remata por alto.
Aos 41 minutos na marcação de um livre Rafael remata forte à barra da baliza academista e na sobra Kiki remata para defesa atenta do guarda-redes penalvense.
A partida está emotiva com ambas as equipas a procurarem o golo que não viria a acontecer até ao apito final da partida.

Outros resultados:
Oliveira Frades - Mortágua 4:6 
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu5410261313
Mortágua6312281910
Oliveira Frades612315195
Penalva Castelo61058283

03 maio 2013

Infantis ganham e são campeões de série.

Académico Viseu - Estrelas Mondego 3:1

Os infantis academistas sabiam que neste jogo em adiantamento da 5ª jorada, poderiam alcançar a vitória nesta série caso conseguissem obter os três pontos em disputa.
Os academistas tendo este desidrato foram procurando os golos  frente a um adversário que tudo fez também ele para marcar e dai que o triunfo acaba por ser valorizado por essa acção da equipa forasteira.

Outros reultados:
Sátão - Resende :
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu5410211012
Resende420212126
Sátão412111135
Estrelas Mondego50149181