28 abril 2013

Manutenção alcança com vitória sem contestação

video

Académico Viseu - Oliveirense 3:0
Golo Académico: João Lage (1, 10 min), Gonçalo Sousa (43 min) 
Académico Viseu: Tiago, Gustavo, Pratas, Xavier, Bernardo, Gigi, Dani (Fábio Marques, 53 min), Gui, João Lage (Mauricio, intervalo), Gonçalo Sousa (Diogo Ribeiro, 63 min) e Edgar.
Suplentes não utilizados: Rui Pedro, Miguel, David e Simão Pipo.
Treinador: Mário Correia.
Oliveirense: Pedrosa, Antunes(Pedro, intervalo), Rafa, Matos (Santos, 55 min), Ronaldo (Mais, 55 min), Jesus, Bino (Leandro, intervalo), Jorge, Bruno, Marcel e Simão.
Suplentes não utilizados: Zé.
Treinador: José Pedro.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Gustavo (23, 50 min)
Oliveirense: Jorge (43 min), (Jesus (61 min)
Cartão vermelho: Gustavo (50 min)
Árbitro: Oscar Andrade, Auxiliares: Hélio Nascimento e Tiago Saraiva. (C.A. Guarda)
Este é um jogo primordial para as ambições academistas onde só a vitória interessa na luta titânica pela manutenção.
Inicio demolidor dos academistas a conseguir marcar o golo logo no primeiro minuto quando João Lage encosta após lance onde a bola ainda embate na base do poste da baliza oliveirense.
Aos 4 minutos resposta da Oliveirense com Bino a surgir com muitas liberdades a rematar para defesa de Tiago.
A Oliveirense tenta reagir ao golo sofrido de forma muito prematura.
Aos 9 minutos livre de Gonçalo Sousa a obrigar Pedrosa a grande defesa.
Na sequência do canto marcado por Gonçalo Sousa ao segundo poste com João lage a cabecear ampliando a vantagem da sua equipa.
Os academistas dominam a partida após uma boa entrada e aos 17 minutos Gonçalo Sousa fica perto do golo quando após uma boa jogada colectiva este fica isolado perante Pedrosa falhando só na direcção do seu remate.
O primeiro lance de muito perigo para os forasteiros dá-se aos 18 minutos na sequência de um livre Antunes de forma acrobática leva a bola a passar perto da baliza academista.
Aos poucos a Oliveirense consegue também ela criar lances de perigo e aos 23 minutos Bruno obriga Tiago a grande defesa evitando o golo oliveirense.
Aos 30 minutos Rafa remata com muito perigo à baliza de Tiago.
Três minutos depois Gonçalo Sousa desmarca bem Edgar que ganha o lance e remata perto da baliza oliveirense.
Chega-se ao intervalo com uma vitória dos academistas que se ajusta a uma grande entrada dos academistas que conseguiram uma vantagem importante.
video

Inicio da segunda parte equilibrado sem grandes momentos de interesse que só viriam a acontecer aos 8 minutos da segunda parte numa lance de grande penalidade a castigar falta de Jorge sobre o avançado academista.
Chamado a marcar Gonçalo Sousa marca forte e faz o golo que dá maior tranquilidade aos academistas. 
Aos 48 minutos Leandro aparece em boa posição a rematar perto da baliza academista valendo o corte providencial de Xavier.
Os academistas embora com menos um jogador em campo motivado pela expulsão de Gustavo consegue controlar as investidas oliveirenses.
Aos 63 minutos lance muito contestado na área oliveirense numa disputa de bola entre Edgar e Jorge.
Os lances de perigo estão a decorrer bastante longe da área academista.
Até ao final da partida ambas as equipas procuraram o golo mas sem conseguir criar lances de real perigo para as balizas contrárias. Chega-se ao final da partida com uma vitória dos academistas que conciliado com o empate do Candal em Meda dá a tão ambicionada manutenção aos academistas.
Arbitragem com alguns erros onde ficam dúvidas no lance de grande penalidade assinalada e noutro lance na área oliveirense.
In: entrada academista. Foi uma entrada demolidora e sobretudo bastante eficaz na concretização do seu objetivo que era a vitória. Com dois golos nos primeiros dez minutos os academistas ganharam uma almofada de tranquilidade que lhes permitiu controlar da melhor forma as investidas forasteiras.  
Melhor em campo: EQUIPA ACADEMISTA. Neste campeonato que foi um carrocel de fortes emoções, os academistas foram mostrando que mesmo perante os mais difíceis obstáculos a garra e o querer ajuda a ultrapassar tudo. E mais uma vez neste jogo os academistas sabendo da importância deste jogo mostraram-se corajosos e empenhados na procura dos golos que lhes dessem a vitória e com isso a possível manutenção.

Outros resultados: 
Meda - Candal 1:1
Lusitano Vildemoinhos - Ranhados 1:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Repesenses11713211151
Lusitano Vildemoinhos11524171548
Avanca11524171038
Oliveirense11434121337
Académico Viseu12516191634
Candal1143491030
Meda1122752520

27 abril 2013

Triunfo arrancado a ferros


Académico Viseu - Drizes 1:0
Golo Académico Viseu: Benjamim (41 min)
Académico Viseu: Diogo, Renato, Carlos, Paulo, Rafael Silva (Eduardo, 65 min), Rafael Barreiros, Marcelo, Benjamim, João Soares, Micoli (Ricardo, 80+2 min) e Jimmy (Vasco, 70 min).
Suplentes não utilizados: Fábio, Tiago Vaz Pinto, João Silva, Rafa.
Treinador: Roger.
Drizes: Tarik, Pereira, Henrique, Pisco, Dida (Silva, 51 min), Varanda, Conde, Joãozinho, Simões, Ruca (Ramalho, 53 min), Zé Pedro (Vicente, 61 min).
Suplentes não utilizados: Paraiso, Rochinha, Tigas, Nana.
Treinador: Ricardo Martins
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Jimmy (51 min), Eduardo (80+ 4 min)
Drizes: Pisco (54 min). Pereira (80+ 4 min)
Àrbitro: Nuno Silva, Auxiliares: Miguel Vieira, Pedro Reis. (C.A. Viseu)

Este é o jogo que marca o inicio da fase final do Campeonato de Juvenis. Frente a frente a equipa do Académico com a do Drizes num jogo que promete fortes emoções.
Cabe aos academistas nos primeiros quinze minutos da partica a maior percentagem de posse de bola na procura do golo cabendo a estes os primeiros remates à baliza contrária. Pela parte da equipa dos Drizes procura responder em longos lançamentos aproveitando a velocidade dos seus avançados.
A resposta do Drizes acontece aos 20 minutos no seguimento de um livre marcado por Ruca que leva a bola a passar perto da baliza de Diogo.
Os academistas aos 23 minutos tem uma boa oportunidade que acaba na base do poste da baliza de Tarik após remate de Jimmy respondendo a um centro de Micoli. Quatro minutos depois Rafael Silva tem um bom centro para Jimmy quase se antecipar ao guarda-redes forasteiro.
Aos 28 minutos em novo livre de Marcelo vê Rafael Barreiros a cabecear muito perto da baliza forasteira. No minuto seguinte após boa jogada individual de João Soares este desmarca Micoli que remata sem a melhor direcção.
Aos 31 minutos João Soares na marcação de um livre quase que surpreende Tarik. A resposta forasteira dá-se sobre o intervalo num livre de Ruca mas com a bola a passar por toda a área mas estando controlada por Diogo.
Chega-se ao intervalo com um empate que acaba por se ajustar.

No primeiro minuto da segunda parte numa jogada algo atabalhoada no interior da área forasteira a bola chega a Benjamim que remata colocando abrindo assim o marcador para os academistas.Este golo pode tranquilizar a equipa academista.
Aos 54 minutos boa jogada de João Soares a centrar para Micoli cabecear perto da baliza forasteira. No minuto seguinte Jimmy remata de forma acrobática mas vê a bola ser devolvida pela barra da baliza de Tarik.
A partida decorre sem grandes lances de perigo para ambas as balizas. Aos poucos a equipa do Drizes assume o controlo da partida e aos 70 minutos vê Simões a rematar forte para defesa atenta de Diogo.
Aos 80 minutos grande oportunidade para os academistas quando Vasco remata vendo corte a ter um corte providencial evitando o 2ª golo da equipa academista.
Resultado final acaba por se ajustar onde os academistas mostraram bastante entrega e conseguiram controlar sempre a partida de forma a alcançar uma vitória importante.

Out: desinspiração de ambas as equipas. Foi um jogo nem sempre bem jogado e longe do futebol que ambas as equipas conseguem realizar. Com isso as oportunidades de golo escassearam em ambas as balizas o que tornou o jogo em bastantes momentos monótono.
In: trabalho academista. Quando a inspiração as vezes está aliada dos movimentos há que trabalhar para suplantar isso e foi mesmo isso que se assistiu hoje onde os academistas mostraram uma grande entrega e muito trabalho que lhes permitiu uma vitória importante nesta fase derradeira da prova.

Outros resultados:
Crasto - Tondela 1:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu1100103
Tondela1010111
Crasto1010111
Drizes1001010

Académico Viseu - Vale Açores 3:4
Golo Académico Viseu: Gonçalo Figueiredo (14, 25 min), Bernardo (48 min)
Golo Vale Açores: Diana (10 min), João Rodrigues (31, 38 min), Paulo (43 min)
Académico Viseu: Gonçalo, Edgar, Rafa, Bernardo, Rodrigo Coelho, Gui, Ivan, Tiago, Nuno, Miguel Pessoa, Gonçalo Figueiredo, Luis.
Treinador: Fábio Mendes.
Vale Açores: Daniel, Gabriel, Daniel Alves, Valentino, Paulo, Diana, João Rodrigues e João Oliveira.
Treinador: Raquel Mendes.
Árbitro: Ângelo Santos e Bruno Pereira.
video

Os escolas academistas defrontam a equipa do Vale de Açores em mais um jogo desta 2ª fase. O primeiro lance de perigo surge logo no primeiro minuto para a equipa forasteira quando Diana aparece solta de marcação obrigando a defesa de Gonçalo.
Na resposta é Guilherme a rematar para defesa de Daniel. Um jogo com inicio bastante incaracterístico sem nenhuma equipa conseguir impôr-se.
O marcador viria a funcionar aos 10 minutos quando João Rodrigues ultrapassa 3 defesas e sobre a linha final centra para Diana encostar a fazer o primeiro golo da equipa. Na resposta Ivan remata forte para defesa atenta de Daniel.
O empate viria a acontecer aos 14 minutos quando Nuno desmarca bem Gonçalo Figueiredo que é pronta a rematar restabelecendo assim o empate.
No minuto seguinte lance de muito perigo com Gabriel a rematar à barra da baliza academista. Aos 17 minutos é a vez de João Rodrigues ver o seu remate embater agora no poste da baliza defendida por Gonçalo.
Dois minutos depois Nuno centra para Ivan rematar perto da baliza forasteira. Aos 20 minutos lance individual de João Rodrigues a entrar bem na área academista sendo tocado, em lance de grande penalidade. Chamado a marcar João Rodrigues marca forte mas vê Luis a ter boa defesa negando assim o golo à equipa forasteira.
A cambalhota viria a acontecer aos 25 minutos num lance em que Gonçalo Figueiredo ganha a bola em zona avançada desferindo o remate para o golo. Lance onde fica a dúvida se a bola ainda bate no braço do jogador academista.

Inicio da segunda parte com o Vale Açores a procurar o golo do empate tendo desta forma mais posse de bola Premiando a melhor entrada da equipa forasteira o empate viria a acontecer aos 31 minutos num remate de João Rodrigues.
O mesmo jogador fica perto do golo quando ganha um lance a Nuno ficando em boa posição mas remata perto da baliza academista. Está melhor a equipa do Vale Açores que aos 34 minutos vê Diana a aparecer bem valendo a atenção da defesa academista.
A equipa do Vale Açores viria aos 38 minutos a conseguir o golo num remate forte do melhor jogador da equipa forasteira, no caso João Rodrigues de nada valendo a defesa de Luis.
Três minutos depois Bernardo centra bem para Ivan aparecer a rematar muito por alto.
Aos 43 minutos numa jogada onde a defensiva academista denotou muitas fragilidades, onde Gonçalo consegue duas boas defesas, Paulo é mais lesto e na sobra da bola remata ampliando a vantagem forasteira. Na resposta no seguimento de um canto Nuno cabeceia perto da baliza forasteira.
Aos 48 minutos Nuno marca o canto para Bernardo fazer o golo. Os academistas estão agora por cima da partida na procura do golo do empate.
Chega-se ao final da partida com uma vitória forasteira que acaba por se ajustar pois conseguiu sobretudo na segunda parte se superiorizar aos academistas e alcançar uma boa vantagem e depois a conseguiu conservar da melhor forma.


Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Vale Açores1100433
Académico Viseu2101443
Dínamo Estação1001020


24 abril 2013

Com a tua ajuda o sonho dos Juvenis fica mais perto!

Conquistar fica mais fácil com a tua ajuda! Aparece, grita por nós e JUNTOS VAMOS VENCER E CONQUISTAR NESTE SONHO DOS JUVENIS!!

És a "força" que nos faz falta!



Aparece! A tua força faz-nos mais fortes!
Vamos conseguir aquilo que queremos que é a nossa MANUTENÇÂO!

Convocados selecção de Viseu sub15

Foram 5 os academistas convocados para o treino de observação da Selecção Distrital de Viseu sub 15. 
  • Gonçalo Sousa
  • Guilherme Fernandes
  • Xavier Ramos
  • Francisco Pratas
  • Edgar Dinis
O Treino irá decorrer no Campo Relvado do Instituto Politécnico em Viseu no dia 28 ABRIL pelas 16:00.
Os jogadores deve comparecer as horas marcadas munidos de equipamento.

Torneio InterAssociações - CONVOCADO

Foi 1 academista convocado para o Torneio InterAssociações de Preparação a realizar amanha dia 25 Abril em Coimbra (Estádio Sérgio Conceição) da Selecção Distrital de Viseu sub 14. 

  • Bernardo Figueiredo
O jogador deve comparecer as 07:45 na sede da A.F. Viseu.
Os jogadores deve comparecer as horas marcadas munidos de equipamento.

Calendários jogos
10:30 VISEU - Aveiro
15:45 VISEU - Coimbra
17:15 Coimbra - Aveiro

22 abril 2013

Iniciados perdem em jogo de nervos

Candal - Académico Viseu 2:0

Outros resultados:
Repesenses - Meda 2:1
Avanca - Lusitano Vildemoinhos 4:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Lusitano Vildemoinhos10523161348
Repesenses10613191048
Avanca11524171038
Oliveirense10433121037
Académico Viseu11416161631
Candal104248929
Meda1021742419

21 abril 2013

Infantis com vitória arrancada a ferros

video

Académico Viseu - Penalva Castelo 2:1
Golos Académico Viseu: Raul (28 e 34 min)
Golo Penalva Castelo: André Almeida (37 min)
Académico Viseu: Rodrigo, Rodrigo Costa, José Félix, Bruno, Rafa, Miguel Jesus, Diogo, Pedro, Ruben, Raul e João Félix.
Treinador: Xavier.
Penalva Castelo: Dani Melo, Hélder, Francisco Rodrigues, David Abrantes, André Almeida, Rúben Ferreira, José Figueiredo e Alexandre.
Treinador: António Rodrigues.
Árbitro: Daniel Bernardo e Olga Almeida.

Os infantis sub12 tinham um jogo importante para consolidar a primeira posição nesta fase derradeira do seu Campeonato.
Os academistas entraram pressionantes e aos 2 minutos Raul centra para Bruno rematar perto da baliza penalvense. Cinco minutos depois seria Raul a criar perigo para a baliza forasteira.
Após uma entrava bastante pressionante dos academistas, a equipa do Penalva do Castelo sobe de produção e aos 20 minutos fica muito perto do golo quando Rúben Ferreira em luta com o guarda-redes Rodrigo e se antecipa a este e vê o seu remate passar muito perto da baliza academista.
Três minutos depois Rúben Ferreira remata com muito perigo à baliza local. Na resposta é Bruno a ver o seu remata passar perto da base do poste da baliza de Dani Melo.
Aos 26 minutos David Abrantes aproveita as liberdades dadas pela defensiva academista e remata com perigo obrigando Rodrigo a boa defesa.
Contudo quem viria a marcar seriam os academistas quando a dupla de arbitragem assinala grande penalidade a castigar mão no interior da área penalvense a um jogador dessa equipa. Chamado a marcar Raul faz  golo que colocava à frente do marcador a equipa academista.
Os academistas assumem novamente o dominio da partida e aos 29 minutos após boa jogada de José Félix a bola chega a Bruno que remata ao lado da baliza de Dani Melo. Dois minutos depois seria Raul a criar perigo para a baliza contrária.
Chegava-se ao intervalo com uma vitória parcial academista.

A vantagem academista viria a ser ampliada logo aos 4 minutos da segunda parte quando Raul aparece bem desmarcado por Rafa e remata colocado de nada valendo o voo de Dani Melo.
Este golo dava uma maior segurança aos academistas mas que voltaria a ser encurtada aos 37 minutos quando José Figueiredo desmarca bem André Almeida que perante Rodrigo remata forte e faz o golo que acalenta as esperanças penalvenses num resultado mais positivo.
Cinco minutos depois Rafa obriga Dani Melo a grande defesa evitando assim o golo academista.
Aos 48 minutos Raul desmarca bem Rodrigo Costa que aparece em boa posição a rematar perto da baliza penalvense.
Os academistas estavam por cima da partida e aos 53 minutos Rúben desmarca bem Rafa que remata forte valendo a atenção de Francisco Rodrigues a defender o remate.
No minuto seguinte Raul remata colocado e vê Dani a ter uma boa defesa. Na resposta Alexandre obriga Rodrigo a grande defesa evitando assim o golo do empate.
Seria o canto do cisne para a equipa forasteira que veria em seguida a dupla de arbitragem dar por terminado a partida e assim os academistas conseguem uma vitória importante que lhes permite consolidar a sua liderança.


Outros resultados:
Vale Açores - Viriatos :
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu440016712
Vale Açores3111794
Viriatos3102583
Penalva Castelo4013591


Escolas academistas entram a vencer

video

Dínamo Estação - Académico Viseu 0:2
Golo Académico Viseu: Nuno (2 min), Gonçalo Figueiredo (30 mi)
Dínamo Estação: Ackermann, JP, Zé Manuel, João Bernardo, SSimão, Guilherme, Maria, Gonçalo, Diogo, Rodrigo, Alexandre, André.
Treinador: Gustavo.
Académico Viseu: Luis, Gui, Tiago, Gonçalo, Nuno, Miguel Pessoa, Ivan, Gonçalo Figueiredo, Rafa, Rodrigo Coelho, Edgar e Miguel Miragaia.
Treinador: Fábio Mendes.

Este é o jogo que marca o início da 2ª fase do escalão de Escolas. Neste derby viseense entre as equipas do Académico Viseu e o Dínamo Estação.
Ao segundo minuto o marcador viria a funcionar na sequência de um canto marcado por Gui para Nuno aparecer a cabecear abrindo assim o marcador.
Os academistas estão melhor na partida com os dinamistas a procurarem reagir mas aos 5 minutos seria Ivan a rematar forte à barra da baliza local.
O primeiro remate à baliza academista por parte do Dínamo Estação ocorre aos 10 minutos sendo Simão o seu autor.
Aos 15 minutos é a vez de André rematar com muito perigo à baliza de Luis. Na resposta Edgar desmarca bem Ivan que em boa posição não consegue dar o melhor seguimento ao lance.
Partida equilibrada com o ultimo remate da primeira parte a ter como autor Gonçalo.

Cruzamento com muito perigo de Zé Manuel a obrigar Gonçalo a boa defesa. Na resposta no seguimento de um canto Gonçalo centra para Nuno cabecear bem para boa defesa do guarda.redes dinamista. Aos 30 minutos surge o golo no seguimento de um livre marcado por Rafael com Gonçalo Figueiredo a aparecer a cabecear e assim ampliar a vantagem academista.
Cinco minutos depois primeiro André e depois Maria obrigam Gonçalo a duas boas defesas evitando assim o golo da equipa contrária.
O Dínamo Estação procura reagir ao golo sofrido e equipa novamente a partida.
Aos 44 minutos Rodrigo Coelho por duas vezes vê primeiro Gonçalo e depois Guilherme negarem o golo.No minuto seguinte é Ivan a rematar com muito perigo à baliza defendida por Gonçalo.
Chega-se ao final da partida com uma vitória que se ajusta aos acontecimentos.

Melhor em campo: Gonçalo Figueiredo. Bem a defender com sempre que pode a atacar, foi um dos dinamizadores da sua equipa. Nunca dando um lance como vencido, o jovem academista soube também levar o perigo à baliza contrária. Bem ajudado por Nuno, ambos os jogadores viriam a sua exibição ser premiada com os golos que deram a vitória à sua equipa.

Classificação
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu1100203
Vale Açores0000000
Dínamo Estação1001020

20 abril 2013

Manutenção carimbada com goleada demolidora

video

Académico Viseu - Sp. Covilhã 7:1
Golo Académico Viseu: Chris (23 min), Bruno Nunes (37, 62 min), Tiago Almeida (71 min), Mauro (78, 90+ 2 min), Jimmy (79 min)
Golo Sp. Covilhã: Rito (18 min)
Académico Viseu: Diogo, Paulo Renato (Gonçalo Pipo, 80 min), Márcio, Bruno Cabral, André, Marco Moreira, Tiago (João André, 80 min), Mauro, Chris, Dino Besirovic e Bruno Nunes (Jimmy, 75 min).
Suplentes não utilizados: Mário, Gui, Benjamim, e Pedro Costa.
Treinador: Pipo, Nuno Gualter e Filipe Pipo.
Sp. Covilhã: André, Gonçalo Brandão (Fábio, 75 min), PC, Marco, André (Gonçalo Farinha, 31 min), Duarte, Filipe, Tozinho, Lucas, Rito e Rubinho (Jota, 64 min).
Suplentes não utilizados: Henrique, Igor e Rúben.
Cartão amarelo: 
Académico Viseu:Paulo Renato (65 min), Bruno Nunes (75 min)
Sp. Covilhã: Filipe (65 min), Jota (75 min)
Àrbitro: Luis Ramos, Auxiliares: Jorge Ramos, Fábio Loureiro (C.A. Viseu)
video

Os juniores academistas têm mais um jogo que se assume bastante importante na luta pela manutenção. Após 4 jogos sem conhecer o sabor da vitória os academistas procuraram a vitória que lhes assegure desde já a manutenção na 2ª Divisão Nacional deste escalão.
Os academistas entram tendo mais posse de bola, procurando desde cedo assumir as despesas do jogo na procura dessa vitória.
Aos 5 minutos lançamento longo de Diogo a apanhar em contra-pé a defesa forasteira e Bruno quase que consegue o remate valendo a atenção de André. Dois minutos depois Bruno Nunes marca o livre para Mauro cabecear fraco. Na resposta Rito ganha espaço em velocidade e remata muito perto da baliza academista.
Aos 18 minutos surge o primeiro golo num lance precedido de falta sobre Bruno Nunes e o lance de contra-ataque acontece com Rito a aparecer e antecipa-se ao defesa e guarda-redes academista fazendo a bola sobrevoar este último e  anichar-se nas redes academistas.
A resposta academista dá-se três minutos depois com Dino Besirovic a marcar o livre de forma perfeita mas André brilha e evita o golo.
A justiça viria a colocar-se aos 23 minutos quando Bruno Nunes centra com Rubinho a quase fazer o golo na própria baliza valendo a defesa de André, mas na sobra da bola Chris é mais lesto que a defensiva forasteira e faz o empate merecido.
Aos 28 minutos livre de Bruno Nunes com Mauro a antecipar-se  no cabeceamento vendo o mesmo passar muito perto da baliza de André.
A reviravolta no marcador viria a acontecer à passagem do minuto 37 quando Dino Besirovic desmarca Bruno que entra bem na área contrária e perante André mostra frieza suficiente para rematar colocado fazendo o segundo golo da sua equipa.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos academistas que se ajusta aos acontecimentos nos primeiros 45 minutos.

Aos 48 minutos Chris aparece em boa posição a rematar mas fraco para defesa fácil de André. Dois minutos depois Rito aparece em posição privilegiada mas Diogo tem boa saida e evitar o golo. Na resposta lance de contra-ataque conduzido por Bruno Nunes que desmarca Chris que tem um remate sem a melhor direcção.
Quatro minutos depois Chris ganha o lance no seu ataque e fica muito perto do golo. Aos 55 minutos Mauro em boa posição remata para defesa atenta de André. No minuto seguinte Marco Moreira tem uma boa subida no terreno e centra bem mas vale o corte providencial de Marco sem deixar que a bola chegue a Chris.
Corolário do maior ascendente da equipa academista surge o golo sendo Bruno Nunes o seu autor numa jogada de insistência em que é mais lesto que a defesa e faz a bola anichar-se lentamente nas redes. Aos 71 minutos novo golo viria a surgir quando à segunda Tiago Almeida  remata colocado levando de vencida a oposição da defensiva serrana.
Cinco minutos depois Tiago Almeida centra para Mauro ter um momento de inspiração e rematando de primeira faz um golo que da ainda maior tranquilidade aos academistas.
No minuto seguinte surge o melhor golo da partida quando num remate de primeira e de muito longe Jimmy vê o mesmo anichar-se no canto superior direito da baliza academista. Dois golos seguidos de enorme inspiração.
A partida aproxima-se do seu final sem que a equipa do Covilhã consiga oportunar a baliza de Diogo e seriam mesmo os academistas a conseguirem novo golo quando na sequência de um livre marcado por Jimmy a bola chega a Mauro que à segunda faz o golo que carimba o resultado final.
Out: fragilidades forasteiras. Embora tivessem estado em vantagem no marcador, a equipa serrana mostrou desde cedo bastantes fragilidades e prova disso foi o resultado final. Perante uma forte pressão que os academistas fizeram sobre o último reduto forasteiro, o Covilhã sentiu muitas dificuldades e fragilidades, cometendo erros que foram bem aproveitados pelos academistas.
In: querer academista. Os academistas mostraram desde o apito final que queriam regressar às vitórias e mesmo em posição de desvantagem de forma algo injusta souberam lidar da melhor forma e deram a volta de forma categórica. Com uma segunda parte de enorme nível os academistas foram demolidores e ainda coloriram esta vitória a mais ampla do Campeonato com golos que ficam na recordação. Uma boa exibição que mostra a alma e o querer desta equipa.  

Outro resultado:
São Romão - Leiria Marrazes 3:3
Naval - Vigor Mocidade 1:3
Oliveira Frades - Tourizense 1:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Tourizense11722251351
Académico Viseu11614262246
Oliveira Frades11452171340
Leiria Marrazes11524261840
Sp. Covilhã11425122037
Vigor Mocidade11632201534
Naval 1º Maio11227112524
São Romão11137142520

Benjamins vencem e são campeões de série

Oliveira Frades - Académico Viseu 3:5
Golos Académico Viseu: Rafa (2), Vasquinho, Gonçalo, Rodrigo Silva
Académico Viseu: Gui, Kiki, Chico, Luiz, Rafa, Miguel Loureiro, Vasco, Vasquinho, Rodrigo Silva, Mário, Gonçalo e João.

Este era um jogo antecipado da 5ª Jornada da séríe C da 2ª fase do Campeonato de Benjamins. Frente a frente duas equipas que ocupavam os lugares mais cimeiros da tabela classificativa. Os academistas sabiam que pontuando alcançavam o título de campeão de série.


Outros resultados:
Mortágua - Penalva Castelo : 
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu5410261313
Oliveira Frades512211135
Mortágua411213144
Penalva Castelo41034143

17 abril 2013

Infantis empatam no Sátão

Sátão - Académico Viseu 2:2

NOTA: Gostava de pedir a quem assistiu a esta partida para que se puder me envie informação da mesma, para que a mesma fique mais completa. Podem enviar para jorge.miguel.sa@gmail.com. Obrigado desde já!

Outros reultados:
Estrela Mondego - Resende 0:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu32101477
Resende32011086
Sátão30219122
Estrelas Mondego30127141

Convocados selecção sub14 de Viseu

Foram 2 os academistas convocados para o treino de observação da Selecção Distrital de Viseu sub 14. 
  • Cláudio Albino
  • Bernardo Figueiredo
O Treino irá decorrer no Campo Relvado do Instituto Politécnico em Viseu no dia 21 ABRIL pelas 15:00.
Os jogadores deve comparecer as horas marcadas munidos de equipamento.

Convocados selecção sub15 de Viseu

Foram 5 os academistas convocados para o treino de observação da Selecção Distrital de Viseu sub 15. 
  • Gonçalo Sousa
  • Guilherme Fernandes
  • Xavier Ramos
  • Francisco Pratas
  • Edgar Dinis
O Treino irá decorrer no Campo Relvado do Instituto Politécnico em Viseu no dia 21 ABRIL pelas 17:00.
Os jogadores deve comparecer as horas marcadas munidos de equipamento.

Juvenis com 2ª fase sorteada

Os juvenis academistas já sabem quais são os seus adversários nesta 2ª fase da prova:
  • Académico Viseu
  • Drizes
  • Tondela
  • Crasto
1ª Jornada (28/04/2013)
Crasto - Tondela
Académico Viseu - Drizes

2ª Jornada (05/05/2013)
Drizes - Crasto
Tondela - Académico Viseu


3ª Jornada (12/05/2013)
Académico Viseu - Crasto
Drizes - Tondela

4ª Jornada (19/05/2013)
Drizes - Académico Viseu
Tondela - Crasto


5ª Jornada (26/05/2013)
Crasto - Drizes
Académico Viseu - Tondela

6ª Jornada (02/06/2013)
Crasto - Académico Viseu
Tondela - Drizes

15 abril 2013

Iniciados perdem em despedida da competição


Académico Viseu - Cracks Lamego 0:2
Académico Viseu: Diogo Correia (Tiago ao intervalo); Miguel Silva, Costa, Tadeu (cap.) e Leo; Nuno (Vasco ao intervalo), Rui Miguel, Pedro Pais (Olavo ao intervalo), Leandro (Daniel ao intervalo), Diogo Almeida e Rafa (Xavi aos 55´).
Suplentes não utilizados: Coelho e Cruchinho

O Académico perdeu na última jornada do campeonato perante a equipa dos Cracks num jogo jogado a um ritmo lento e com poucos motivos de interesse.
A equipa lamecence entrou melhor no jogo e tirando partido da velocidade e técnica dos seus avançados foi a equipa sempre mais perigosa e que criou as melhores situações de perigo junto de uma das balizas.
O académico sofria o 1.º golo aos 9´num lance em que os jovens viseenses não fizeram tudo o que podiam e viram o resultado aumentar aos 18´. O resultado aceitava-se ao intervalo sendo no entanto os golos do Lamego muito consentidos pela equipa de Viseu.
O calor que se fez sentir fez com que a segunda parte ainda fosse mais lenta e que serviu para que ambos os técnicos rodassem os seus atletas, dando tempo de jogo a todos eles.
No final um resultado que se justifica pela poderio ofensivo dos Cracks de Lamego perante uma equipa do Académico que fez sempre tudo o que estava ao seu alcance.

Outros resultados: 
Viseu Benfica - Drizes 2:1
Moimenta Beira - Crasto 2:0
Viriatos - Resende 2:0
Vouzelenses - Sátão 1:0
Penalva Castelo - Cinfães 0:1
Oliveira Frades - Paivense 2:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Crasto262042852464
Viriatos261844582358
Resende261844583158
Cracks Lamego261916604058
Vouzelenses261439482845
Sátão261358533144
Académico Viseu 2610610293336
Oliveira Frades2610610444536
Penalva Castelo268315425427
Paivense266416235622
Cinfães266416314522
Viseu Benfica265318297918
Drizes265120286416
Moimenta Beira263617235815

14 abril 2013

Infantis ganham e consolidam liderança

Académico Viseu - Vale Açores 5:2  

Os infantis sub12 tinham neste fim de semana um jogo frente ao adversário mais directo para o lugar mais cimeiro da tabela classificativa.
Coube aos forasteiros a melhor entrada na partida pois viriam a conseguir o golo inaugural. Contudo os academistas cedo reagiram e viriam a empatar a partida e assim seria com esse resultado com que ambas as equipas regressariam aos balneários para o merecido descanso.
Tal como na primeira parte seria o Vale Açores a colocar-se novamente na frente do marcador. Mas desta vez a reação academistas ainda foi mais forte e conseguiu mesmo dar a cambalhota no marcador e alcançar uma vitória alargada.
Com isso a sua vantagem na tabela classificativa é aumentada consolidando assim o lugar mais cimeiro da mesma.

NOTA: Gostava de pedir a quem assistiu a esta partida para que se puder me envie informação da mesma, para que a mesma fique mais completa. Podem enviar para jorge.miguel.sa@gmail.com. Obrigado desde já! 



Outros resultados:
Penalva Castelo - Viriatos 0:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Académico Viseu33001469
Vale Açores3111794
Viriatos3102583
Penalva Castelo3012471

Triunfo importante arrancado a ferros


Académico Viseu - Repesenses 3:2
Golos Académico Viseu: Edgar (53 min), Gui (60, 65 min)
Golos Repesenses: Jorge (32 min), Francisco Leão (64 min)
Académico Viseu: Tiago, Gustavo, Cláudio (Dani, intervalo), Bernardo, Xavi, Pratas, Gigi (Mauricio, 60 min), Lage (Simão Pipo, 65 min), Gui, Gonçalo Sousa, Edgar.
Repesenses: Bruno, Rodrigo, Francisco Leão, Jorge, Flávio, Pedro, Miguel, Gabriel, Francisco Simões (Mário, intervalo), Domingues (Samuel, 55 min), Renato.
Suplentes não utilizados: Elisio, Afonso, Gustavo.
Treinador: João Guerra.
Cartão amarelo:
Académico Viseu
: Gonçalo Sousa (35 min), Pratas (70 + 2 min)
Repesenses: Rodrigo (43 min), Franscisco Leão (59 min)
Àrbitro: Olga Almeida, Auxiliares: Luis Fonseca e Daniel Bernardo.

Aos 3 minutos Gonçalo Sousa quase que surpreende Bruno quando procura marcar o canto de forma directa.
A resposta repesense dá-se três minutos depois na marcação de um livre onde Tiago se superioriza aos atacantes forasteiros.
Inicio de partida sem grandes motivos de interesse e com muitos passes perdidos por ambas as equipas.
Aos 14 minutos Gonçalo Sousa obriga Bruno a defesa complicada e a bola fica perdida na área repesense sem nenhum avançado academista conseguir o remata para o golo.
A bola parece queimar nos pés dos jogadores de ambas as equipas.
Aos 24 minutos lance de muito perigo para o Repesenses com Francisco Simões a rematar colocado valendo para os academistas o corte de Xavi para canto.
O Repesenses tem mais posse de bola e viria a conseguir o golo num cruzamento de Miguel onde Jorge aparece a cabecear sem oposição colocando a equipa repesense na frente do marcador.
Aos 35 minutos livre de Gabriel para defesa fácil de Tiago.

Aos 37 minutos boa jogada academista com Gonçalo Sousa a passar por três defesas contrárias e em seguida desmarca Gui que com a baliza à sua mercê remata por alto.
Cinco minutos depois boa jogada de Miguel a centrar com Renato a chegar um pouco atrasado. Aos 45 minutos é Pedro a rematar de longe perto da baliza academista.
A partida parece controlada pela equipa repesense que não deixa a equipa local se aproximar com perigo da baliza de Bruno. Mas Edgar aos 53 minutos após uma perda de bola em zona problematica é mais lesto que a defensiva contrária e mesmo com Bruno a pressionar faz a bola sobrevoar este último a anichar-se nas redes forasteiras, restabelecendo o empate na partida.
No minuto seguinte canto de Bernardo para Gui aparecer a rematar sem a melhor direcção:
Aos 57 minutos Gui desmarca Edgar que remata com perigo à baliza forasteira.
Três minutos depois livre de Bernardo para Lage aparece para boa defesa de Bruno. No seguimento do canto Gui aparece ao segundo poste a fazer o golo que coloca pela primeira vez na frente do marcador.
Aos 64 minutos canto de Gabriel para Francisco Leão aparecer a cabecear de nada valendo o corte sobre a linha dos defesas academistas.
Jogo de loucos com novo golo a surgir aos 67 minutos em novo canto onde Gui aparece a cabecear novamente e a colocar os academistas em vantagem no marcador.
Aos 70 minutos lance duvidoso na área repesense com Edgar a parecer ser derrubado na disputa de bola com Bruno. Mais perto do lance Olga Almeida não tem a mesma opinião e decide mandar seguir o lance. Aos 72 minutos Mário marca bem o livre para o interior da área academista mas sem nenhum colega conseguir o golo.
Até ao apito final Pedro primeiro e depois Gonçalo Sousa ainda remataram para as balizas contrárias e assim o resultado acabava por se manter e fazer com que os academistas consigam uma vitória importante.
Arbitragem com uma missão bastante complicada e contestada por os adeptos de ambas as equipas ficando a dúvida em alguns lances onde parece ter errado na marcação de pequenas faltas e no lance da grande penalidade na área repesense.
Out: exemplos. Bato na mesma tecla que muitas das vezes faço questão de referir. Por mais que os jogos sejam importantes nada deve levar a quem devia ser um exemplo não o fazer. Com muitos nervos os adultos deram um mau exemplo nas picardias e isso sempre influencia os jovens jogadores de ambas as equipas.
In: garra academista. Os jovens academistas em posição mais delicada em termos de luta pela manutenção, conseguiram mesmo vendo-se em desvantagem no marcador arranjar força e nunca baixar os braços para alcançar uma vitória importante frente a um adversário que tudo fez para também conquistar a vitória.
Melhor em campo: Gui. Foi um jogo decidido em pequenos pormenores e onde bisando na partida com dois golos tirados à fotocópia Gui foi preponderante para a conquista de uma vitória dos academistas. Bem secundado por Edgar e Xavi, o jovem jogador academista acaba por ter um papel importante nesta vitória da sua equipa.
 


Outros resultados:
Avanca - Meda 4:0
Oliveirense - Candal 1:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Lusitano Vildemoinhos952216948
Repesenses951317945
Oliveirense10433121037
Avanca10424131035
Académico Viseu10415161431
Candal93246926
Meda921632219

Exbição sem garra dita derrota juvenil


Académico Viseu - Penalva Castelo 0:3
Golo Penalva Castelo: Hugo (33, 72 min), Fábio (80+2 min)
Académico Viseu: Fábio, Pedro, Carlos, Ricardo, Rafael Barreiros, Tiago Vaz Pinto (Jimmy, 33 min), Marcelo, Benjamim, João Soares, João Silva e Vasco.
Suplentes não utilizados: Diogo, Xico, Renato Fernandes, Renato, Micoli, Rafa.
Treinador: Roger.
Penalva Castelo: Renato, Daniel, Hugo, Pedro, Lipes, Pedro Simão, Miguel Ângelo (Fábio, 25 min), Francisco, Rafael, Roberto, Ângelo.
Suplentes não utilizados: Anselmo, Fábio, Vicente, David, Micael, João Costa e Cristóvão.
Treinador: Elísio.
Árbitro: Bruno Nascimento, Auxiliares: Rui Crisóstomo e David Augusto.

Este é o jogo que marca o final da 1ª fase do Campeonato Distrital de Juvenis. Frente a frente a equipa academista e penalvense que viriam a equipa forasteira aos 2 minutos quase a conseguir o golo quando Hugo remata colocado valendo o corte providencial da defesa academista.
O Penalva do Castelo entra melhor na partida tendo mais posse de bola e a obrigar os academistas a estarem mais sobre a sua defensiva. Aos 8 minutos é Francisco a ter um remate perigoso para defesa atenta de Fábio. No minuto seguinte é Ângelo a rematar forte um pouco ao lado da baliza academista.
Os academistas parecem surpreendidos pela postura bastante ofensiva da equipa forasteira e não conseguem explanar o seu futebol.
Pelo lado dos locais estes tentam reagir em lances de contra-ataque mas ainda sem conseguir criar perigo para a baliza de Renato.
O primeiro lance de perigo para os academistas acontece aos 23 minutos na sequência de um canto marcado por João Silva com a bola a chegar a Rafael Barreiros que remata um pouco por alto.No minuto seguinte Vasco consegue-se antecipar a Hugo mas não consegue o melhor remate.
Os academistas estão a mostrar muita passividade e com uma postura mais ofensiva o Penalva mostra superioridade e aos 32 minutos o golo viria a surgir quando na sequência de um lance de bola parada Hugo aparece a encostar colocando justiça no marcador.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos penalvense que se ajusta.
Os academistas parecem entrar na segunda parte com uma postura mais atacante e aos 41 minutos Jimmy ganha o lance sobre a linha final centrando atrasado mas sem nenhum dos seus colegas conseguir o remate.
Aos 48 minutos remate com muito perigo de Jimmy que quase tira tinta da barra penalvense. A resposta forasteira dá-se num remate forte por Ângelo. Os academistas procuram o golo com remate de muito longe mas aos 55 minutos os acadmeistas disfrutam de uma flagrante oportunidade para marcar quando benjamim desmarca João Silva que entra na área contrária e remata para Renato ter grande defesa. Na sobra Rafael Barreiros remata com estrondo à barra da baliza penalvense.
Os academistas já merecem o golo do empate que aos 59 minutos fica perto de acontecer quando Marcelo na sequência de um livre remata para defesa de Renato.
No minuto seguinte João Silva centra mas João Soares sozinho e no interior da pequena área não consegue o golo. Mais uma oportunidade desperdiçada.
Após um período de maior fulgor os academistas não estão a conseguir criar lances de perigo para a baliza penalvense.
Aos 72 minutos lance contestado na área quando Marcelo numa recuperação de bola o mesmo toca em Hugo parecendo ser o suficiente para a marcação da grande penalidade. Chamado a marcar a mesma Hugo não acusa a pressão e faz o golo que amplia a vantagem penalvense.
Aos 78 minutos novo lance contestado na área quando João Soares em duelo com Lipe aperece caido na área onde terá que se dar novamente o benefício da dúvida para a arbitragem face ao seu melhor posicionamento. Chamado a marcar Rafael Barreiros embora remate forte vê Renato a ter grande defesa.
Cinco minutos depois Carlos perde a bola em zona proibitiva para Rafael desmarcar Roberto que perante Fábio faz o golo.
Exibição sem garra dos academistas que pareciam aliados do jogo e onde com muitos passes falhados nunca conseguiram levar de vencida uma bem estruturada equipa do Penalva Castelo que justificou a vitória conseguida.
Out: falta de garra academista. A exibição academista mostrou uma falta de garra e com os academistas a mostrarem-se nervosos e sem conseguir explanar o futebol que sabem praticar. Os academistas pareciam aliados do jogo e deram muitas liberdades à equipa forasteira que a mesma aproveitou da melhor forma. Um jogo não para esquecer mas sim para reflectir e unidos limar estes pontos para enfrentar da melhor forma a fase final. Juntos e unidos vamos lá!
In: lição penalvense. Os penalvenses desde cedo mostraram que tinham a lição bem estudada e conseguiram mostrar uma boa coesão evitando os pontos fortes dos academistas. Com isso coube aos academistas sobretudo na primeira parte os lances de maior perigo para as balizas contrárias e mesmo aguentando a maior pressão dos locais nos ultimos 40 minutos soube sofrer mas na altura certa decidir o jogo para as suas cores.
Melhor em campo: Hugo. Foi um dos timoneiros da equipa forasteira e conseguiu comandar a defesa da sua equipa e assim colocar muitas dificuldades ao jogo academista.Para além disso viria ainda a colorir a sua boa exibição com dois golos e assim tornar a mesma inesquecível.

Outros resultados: 
Viseu Benfica - Lusitano Vildemoinhos 0:2
Mortágua - Mangualde :
Cabanas Viriato - Ranhados :