23 setembro 2012

Juvenis vitoriosos

Crasto - Académico Viseu 0:3
Golos Académico Viseu: Vasco, Alan e Ricardo.
Académico Viseu: Fábio , Diogo, Miguel, Renato, Tiago Vaz Pinto, Carlos, Chico, Paulo, Eduardo, Pedro, Rafael Silva, Alan, Marcelo, Rafael Barreiros, Benjamim, Ricardo, Bernardo, Renato, Micoli, João Soares, Samuel, João silva, Rafael Campos e Vasco.

Os juvenis academistas continuam a sua preparação para o Campeonato Distrital do respectivo escalão.
O seu adversário foi a equipa do Crasto, uma equipa que sempre aposta em boas prestações nos campeonatos que participa.
O jogo foi equilibrado mas onde os academistas foram conseguindo alcançar os golos e assim alcançar uma vitória num bom jogo.

Iniciados com missão mais complicada

Sanjoanense - Académico Viseu 2:0  

Os iniciados academistas deslocaram-se a São João da Madeira para defrontar a equipa local.
Ambas as equipas tiveram um inicio de Campeonato negativo sendo este um jogo em que ambas as equipas procuravam uma vitória para assim subir na tabela classificativa.
Esse desidrato foi alcançado pelos locais que assim colocam os academistas em terrenos complicados e na sempre ingrata posição de lanterna vermelha na sua série.

CAMPEÕES:
Por mais que a tempestade seja dura no final da mesma o sol brilhará! Basta acreditar e lutar por isso e sei que vocês vão conseguir. FORÇA!  A esperança é sempre a ultima a morrer!

NOTA: Pedia a quem foi ao jogo e me possa disponibilizar mais informação sobre o mesmo que me envie tal informação para jorge.miguel.sa@gmail.com. Desde já OBRIGADO! 

Outros resultados:
Feirense - Avanca 2:2
Lusitano Vildemoinhos - Candal 4:1
Gondomar - Meda 5:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Feirense43109310
Lusitano Vildemoinhos631214810
Gondomar53021289
Repesenses4220528
Oliveirense4212577
Avanca5212777
Sanjoanense4202436
Candal5131686
Meda51139164
Académico Viseu50054130

22 setembro 2012

Mãos de Tiago preservam vitória justa academista

Académico Viseu - Leiria Marrazes 3:0
Golo Académico Viseu: Christian (27 min), Bruno Nunes (60 min), Mauro (70 min)
Académico Viseu: Tiago; Paulo Renato (Lucas, 83 min), Bruno Cabral, André Ferreira e João André ( João Marcelo, 73 min); Marco, Tiago Almeida, Mauro, Christian (Kiko, 60 min), Dino Besirovic e Bruno Nunes.
Suplentes não utilizados: Popó, Diogo Correia, Rui Pipo, Lucas, Márcio.
Treinador: José Pipo, Carlos Moreira e Filipe Pipo.
Leiria Marrazes: Marcelo, João Oliveira (Ednilson, intervalo), André Lourenço (Rafael Monteiro, 65 min), Paulo Sérgio, Kaique, Federico, Cláudio, Cristiano, Sony (Tiago Filipe,intervalo), António Pedro, Hugo Mendes.
Suplentes não utilizados:  Diogo Martins, João Rodrigues, Joel, Manuel Reis.
Treinador: Rui Bandeira.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Paulo Renato (23 min), João André (37 min)
Árbitro: Olga Almeida. Auxiliares: Luis Fonseca e André Amaral. (C.A. Viseu)

Os juniores academistas após um desaire em São Romão pretendem regressar nesta jornada às vitórias.
Primeiro minuto os academistas tiveram uma boa oportunidade de golo quando Tiago Almeida desmarca bem Christian que aparece em boa posição mas perde algum tempo para rematar gorando-se assim uma boa oportunidade.
Novamente aos 5 minutos os academistas conseguem criar um lance de perigo com Bruno Nunes a conseguir rodar bem para ter espaço para um remate que contudo sai bastante fraco.
Os academistas têm mais posse mas cabe aos forasteiros uma boa oportunidade de golo quando Cristiano aparece em boa posição a rematar para defesa atenta de Tiago.
A resposta dá-se aos 17 minutos com uma boa jogada conduzida por Marco que desmarca Christian que em seguida devolve a mesma para Marco centrar mas sem nenhum colega se antecipar a Marcelo.
Os academistas estão melhor e aos 27 minutos abrem o marcador quando Dino Besirovic desmarca Christian que consegue libertar-se da defesa contrária e rematar colocado levando a bola passar entre o poste e o guarda-redes Marcelo abrindo assim o marcador a favor dos academistas.
Aos 33 minutos lance contestado na área academista numa disputa de bola entre João André e Cristiano com este ultimo a aparecer caido.
O Leiria Marrazes reage bem ao golo sofrido e aos 37 minutos têm um bom lance com Cristiano a aparecer dentro da área a ser derrubado por João André. Chamado a marcar Federico bate mal o lance para Tiago conseguir uma boa defesa evitando assim o golo do empate.
O Leiria Marrazes está melhor na partida conseguindo agora ter mais posse de bola e aos 42 minutos André Lourenço desmarca Cristiano que solto de marcação remata sem a melhor direcção.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos academistas.
A equipa forasteira parece entrar melhor na segunda parte e logo no segundo minuto vê Kaique a rematar muito perto da baliza academista. Os academistas parecem adormecidos e aos 49 minutos é a vez de Cristiano bem desmarcado a rematar valendo a atenção de Tiago. A resposta local dá-se por intermédio de Mauro num remate fraco.
Aos 53 minutos grande ocasião para o Leiria e Marrazes quando Ednilson centra bem Cristiano aparecer a cabecear valendo a grande defesa de Tiago e o poste da baliza local evitando assim o golo.
Três minutos depois boa jogada entre Bruno Nunes e Mauro  com este ultimo a rematar para defesa de Marcelo.
Aos 60 minutos Christian consegue libertar Bruno Nunes que ganha o lance a Tiago Filipe e perante Marcelo consegue ultrapassa-lo e já de posição dificil rematar colocado e ampliar a vantagem academista. Na resposta Ednilson consegue centrar bem para Federico em grande posição não consegue o golo quando era a missão mais fácil. Que grande ocasião para os forasteiros.
Contudo os academistas mostram-se implacáveis e aos 68 minutos Marco ganha um lance à defesa forasteira e centra para Bruno Nunes sobre a linha conseguir ainda centrar para Mauro aparecer a cabecear já no interior da pequena área a marcar o 3º golo dos academistas.
Aos 76 minutos livre de Hugo Mendes para Cristiano aparecer bem nas costas da defesa academista mas tem um remate disparatado.  
Aos 81 minutos bom lance de Bruno Nunes a conseguir lançar o lance à defesa contrária e passa para Kiko que remata bem.
A partida está decidida sem nenhuma das equipas conseguir criar lances de perigo e somente aos 95 minutos aconteceria um lance de perigo com Lucas a rematar num livre ao poste da baliza forasteira.
Chega-se ao final da partida com uma vitória dos academistas merecida onde os academistas foram a equipa mais eficaz e que soube marcar nos momentos exactos e assim levar de vencida a equipa do Leiria e Marrazes.
Arbitragem com alguns erros ao longo da partida onde ficam dúvidas num lance no interior da área academista e no critério disciplinar ao longo da partida.
Out: ineficácia forasteira. O Leiria e Marrazes disfrutou de boas oportunidades para marcar mas os seus avançados mostraram que estavam em dia não e sairam de Viseu sem golos e com isso com uma derrota. A ineficácia forasteira ditou leis neste jogo.
In: paciência academista. Os academistas conseguiram com uma atitude paciente chegar ao primeiro golo e em vantagem no marcador, embora vissem o adversário ter mais posse de bola foram conseguindo preservar de forma inteligente e paciente essa vantagem e ser mortifero quando atacou aproveitando da melhor forma as oportunidades criadas.
Melhor em campo: Tiago.O guarda-redes academista foi um dos elementos primordiais na conquista desta vitória. Ao defender uma grande penalidade o guarda-redes academista preservou uma vantagem dos academistas quando estes venciam por uma bola a zero, bem como nos primeiros quinze minutos da segunda parte onde fez duas boas defesas e assim mostrou que as vitórias por vezes nascem mesmo de uma defesa forte. Para além disso merecem destaque Marco e Bruno Nunes com uma exibição segura e sempre bastante lutadora na procura do ataque.


Outros resultados:
Oliveira Frades - Naval 2:1
Vigor Mocidade - Tourizense 2:0
Beira Mar - São Romão 6:0
Sp. Covilhã - Anadia 2:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Beira Mar440015112
Oliveira Frades4211657
Anadia4211857
Académico Viseu4202756
Leiria Marrazes4202686
Vigor Mocidade3121875
Naval 1º Maio4112784
Sp. Covilhã4112684
São Romão41037153
Tourizense4103193

18 setembro 2012

Benjamins A com veia goleadora

Canas Senhorim - Académico Viseu 1:7
Golos Académico Viseu: Luiz, J.P, Vasquinho (2) e Rafa (3)
Académico Viseu: Mário (g.r), Xico, Luiz, Gonçalo, Vasquinho, Luis e Rafa.
Jogaram ainda: Francisco (g.r), Francisco, André, Diogo, JP e Duarte.

Os benjamins A deslocaram-se a Canas Senhorim para defrontar a equipa local.
Num terreno onde os jovens academistas estão pouco habituados visto ser de terra e com bastante calor os academistas conseguiram vencer essas duas atenuantes e realizaram um bom jogo.
Com isso as ocasiões de golo foram surgindo e os golos eram o corolário desse futebol.
Vitória justa num jogo de um só sentido frente a um adversário que procurou também marcar e colocar dificuldades aos academistas mas onde estes conseguiram ser mais fortes e atenuar as mesmas.

Aniversário Mauro



Hoje o Mauro, jogador dos Juniores do nosso clube faz anos.
Com a tua humildade e trabalho irás "conquistar" tudo o que mais desejas. Acima de tudo acredita em ti, sonha e verás que os sonhos se concretizam.
És daqueles amigos que será eterno e que faz pensar que o futebol é bem mais que um mero jogo de chutos e pontapés.
Aos amigos especiais deseja-se tudo o que de melhor se quer para nós mesmos e para ti espero que tenhas tudo o que os teus sonhos desejam e mereces! Sonhar é um passo para concretizar!


Parabéns e tudo de bom CAMPEÃO!!










16 setembro 2012

Domínio gondomarense em chuva de golos



Académico Viseu - Gondomar 2:4
Golo Académico Viseu: Pratas (4 min), Tiago Marques (52 min)
Golos Gondomar: Cristiano (3, 9 e 54 min), Futre (15 min)
Académico Viseu: Tiago, Rúben (Tiago Marques, 14 min), Xavi, Fábio, Bernardo, Cláudio (Gustavo, 62 min), Pratas, Dani (Diogo Ribeiro, 54 min), Gonçalo Sousa, Henrique (Simão Pipo, intervalo) e Gui (Edgar, intervalo).
Suplentes não utilizados: Rui Pedro, Pedro Nunes.
Treinador: Mário.
Gondomar: Mesquita, Carlos, Tomás, Pedro Silva, Rui Jorge, Tiago Costa, Pedro Matos, Rainho, Bruno (Lixa, 57 min), Cristiano (Cláudio, 63 min) e Kevin.
Suplentes não utilizados:  Pina, Paulinho, Marco, Gomes e Kevin.
Treinador: Rui Carriço.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Gui (3 min)
Gondomar: Pedro Matos (58 min), Rui Jorge (62 min)
Árbitro: Bruno Pereira, Auxiliares: Jorge Reis e Ângelo Santos (C.A. Viseu)


Este é um jogo que ambas as equipas procuram vencer para continuarem na luta pelos seus objectivos neste Campeonato Nacional de Iniciados.
O Gondomar tem um melhor inicio da partida, com mais posse de bola e conseguindo e logo no 5 minuto o Gondomar viria a marcar num lance bastante facilitado com Cristiano a aparecer mais lesto que a defesa academista .
Contudo a vantagem foi bastante curta e passado um minuto os academistas marcam quando Pratas aparece em boa posição e solto de marcação a rematar restabelecendo o empate na partida.
O jogo está diabólico e aos 9 minutos num mau atraso Tiago é bastante infeliz e perde a bola para Futre que consegue centra para já sobre a linha aparecer Cristiano a bisar na partida.
Três golos muito consentidos pelas defesas de ambas as equipas.
A vantagem gondomarense viria a ser novamente ampliada na sequência de um livre sobre a meia lua da grande área com Futre a bater o livre e o guarda-redes é algo mal batido deixado a bola passar por baixo do seu corpo.
Os academistas parecem perdidos em campo e permitem que o Gondomar troque da melhor forma a bola e aos 17 minutos Futre centra bem para Bruno aparecer a rematar um pouco ao lado da baliza academista.
Os academistas parecem destroçados com o duro revés que foram os três golos consentidos e aos 26 minutos novamente Futre leva com o seu remate o perigo à baliza de Tiago.
Cinco minutos depois novamente Futre aparece a centrar bastante colocado levando a bola a embater com estrondo na barra academista. Aos 34 minutos grande ocasião para os academistas quando Henrique aparece desmarcado nas costas da defesa gondomarense e perante Mesquita perde algum tempo para o remate e com isso permite que o guarda-redes forasteiro faça o desarme evitando assim o golo local.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial gondomarense completamente justa face ao domínio que conseguiram mostrar contra uma equipa academista que se mostrou bastante nervosa e permissiva facilitando nos lances do golo.
Os academistas entram na segunda parte procurando reduzir o marcador tendo mais posse de bola e aos 39 minutos disfrutam de uma boa ocasião de golo quando Dani desmarca bem Edgar que aparece bem valendo a atenção de Mesquita a evitar o golo academista.
A partida está muito mais equilibrada do que a primeira com ambas as equipas a procurarem o golo. Aos 47 minutos livre de Gonçalo Sousa bem marcado com Mesquita a ter uma defesa segura.
No minuto seguinte lance de falta de entendimento entre Rui Jorge e Mesquita e Edgar coloca-se entre eles e é tocado pelo guarda-redes forasteiro. Chamado a marcar Tiago Marques bate forte e consegue o golo que alimenta a esperança academista num melhor resultado.
Contudo esta reacção academista é atenuada quando à passagem do minuto 52 novo golo viria a surgir por intermédio de Cristiano que mostra-se mais reactivo que toda a defesa academista e responde da melhor forma a um cruzamento da ala direita do seu ataque.
Com este golo a partida volta a equilibrar com o Gondomar a conseguir controlar as investidas academistas que resultam muito do impeto de Gonçalo Sousa e Edgar. Pelo seu lado Futre e Cláudio consegue levar o perigo à baliza academista.
O Gondomar consegue ter o domínio da partida e não deixa os locais se aproximarem da sua baliza e com isso consegue preservar uma vantagem que lhe dá uma vitória merecida.
Arbitragem com alguns erros mas que não influenciaram no desenrolar de toda a partida ficando a duvida na grande penalidade assinalada mas onde a sua boa posição no terreno lhe pode dar o beneficio da dúvida.

Out: erros academistas. Os academistas mostraram deste o inicio bastante nervosismo e com isso os erros surgem de forma mais simples. Com alguns abordagens aos lances de forma deficitária permitiram que a equipa do Gondomar marcasse por 3 vezes nos primeiros 15 minutos em lances bastante facilitados e resultado desses erros de abordagem. Com isso a missão academista ficou mais complicada e resultou numa nova derrota.
In: futebol gondomarense. Desde cedo mostrou que vinha a Viseu para procurar levar para Gondomar três importantes pontos. Com um bom futebol, os gondomarenses conseguiram criar bastantes dificuldades aos academistas e aproveitando os erros contrárias marcaram no primeiro quarto de hora 3 golos que lhe permitiram controlar a partida por completo. Com bastantes triangulações entre jogadores os gondomarenses mostraram um bom futebol e com isso alcançaram um a justa vitória.
Melhor em campo: Futre. Tem nome de jogador e neste jogo fez mesmo juz a ele. Foi pelos seus pés que resultaram os melhores lances da sua equipa e que levaram mais perigo à baliza defendida por Tiago. Sempre que tocou na bola criou bastantes dificuldades aos defesas academistas e com isso a sua equipa foi sempre a maior beneficiada. De destacar também Cristiano que mostrou faro para os golos e dai resultou o seu hattrick.



Outros resultados:
Repesenses - Lusitano Vildemoinhos 0:0
Candal - Oliveirense 1:1
Avanca - Sanjoanense 0:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Feirense3300719
Repesenses4220528
Lusitano Vildemoinhos52121077
Oliveirense4212577
Candal4130546
Gondomar4202776
Avanca4202556
Meda41128114
Sanjoanense3102233
Académico Viseu40044110


15 setembro 2012

Valeram os golos em jogo fraco

video

São Romão - Académico Viseu 3:1
Golo São Romão: Piri (44 min), João Nuno (58 min), Pedro Ferreira (85 min)
Golo Académico Viseu:  Dino Besirovic (44 min)
São Romão: Miguel Teixeira, Torrão, Zézé, Márcio, Leandro, Paulo, Piri, Fábio, Pedro Ferreira, Luis, João Nuno.
Suplentes não utilizados: Rui, Marco, Regaleira, Romeu, João Pedro, Paulinho e Carlos.
Treinador: Márcio Silva.
Académico Viseu: Tiago; Paulo Renato, Bruno Cabral, André Ferreira e João André; Marco, Tiago Almeida (Kiko, 63 min), Mauro, Christian, Dino Besirovic (Rui Pipo, 70 min) e Bruno Nunes (João Chalana, 70 min).
Suplentes não utilizados: Popó, João Marcelo, Diogo Correia, Márcio.
Treinador: José Pipo, Carlos Moreira e Filipe Pipo.
Cartões amarelos:
São Romão: Leandro (5 min), Márcio (10 min), Piri (77 min).
Académico Viseu: Marco Moreira (38 min), João Chalana(71, 72 min), João André (86 min)
Cartão vermelho:
Académico Viseu: João Chalana(72 min), Torrão (89 min)
Árbitro: Rui Fernandes, Auxiliares: Rui Ventura, Marco Vieira (C.A. Guarda)

Os juniores têm uma deslocação a São Romão para defrontar a equipa local. Os academistas entram com mais posse de bola e aos 3 minutos surge a primeira ocasião de golo quando na sequência de canto marcado por Dino Besirovic a bola chega a Marco Moreira que remata para defesa fácil de Miguel Teixeira.
 Aos 10 minutos livre de Dino Besirovic para defesa atenta do guarda-redes local.
Os academistas estão com mais posse de bola e procuram o golo, enquanto que os locais procuram reagir em rápidos contra-ataques guiados por Piri.
Aos 18 minutos boa jogada academista com a bola a passar por Bruno, Marco, Dino e João André com este a cabecear bem perto da baliza local.
A partida está bem mais equilibrada e sem grandes lances de perigo para ambas as balizas.
Esse lance surge aos 28 minutos quando Pedro Ferreira aparece sozinho nas costas da defesa academista valendo a atenção do guarda-redes viseense. A resposta dá-se no minuto seguinte num remate intencional de Mauro para boa defesa também do guarda-redes local.
Ambas as equipas parecem um pouco afectadas com o muito calor que está em São Romão e o ritmo da partida está bem mais pausado.
Aos 39 minutos Bruno Nunes tem uma boa leitura de jogo desmarcado bem Tiago Almeida que de primeira remata e vê a bola caprichosamente bater na barra da baliza local. No minuto seguinte Christian ganha o lance e remata perto da baliza local sem nenhum dos seus colegas conseguir o remate fatal de forma a abrir o marcador.
Aos 44 minutos o marcador viria mesmo a ser inaugurado quando Bruno Nunes marca um livre para Dino Besirovic aparecer ao primeiro poste a cabecear para o golo. Contudo a vantagem academista seria curta visto que trinta segundos depois Paulo Renato perde o lance para Piri que aparece solto perante Tiago e faz a bola passar debaixo do corpo deste e restabelecer o empate com que ambas as equipas regressam de forma justa aos balneários.
Os academistas entram tal como na primeira parte a pressionar e após uma jogada de insistência de Mauro a bola chega a Dino Besirovic que remata de forma colocada muito perto da baliza local.
O jogo está equilibrado embora com mais posse de bola dos academistas mas viria a ser os locais a terem uma grande ocasião de golo quando numa jogada às três tabelas após remate de Paulo a bola se encaminha para a baliza valendo o corte sobre a linha de Paulo Renato.
O golo local viria a acontecer aos 58 minutos num lance de distracção da defensiva academista que ficou a protestar algo a bola chega a João Nuno que remata de forte colocada batendo Tiago.
Este golo fez bem à equipa local que aparece mais afoita no ataque com Pedro Ferreira a ser um dos elementos desequilibradores.
Aos 65 minutos boa jogada de Kiko que centra para Christian aparecer valendo a defesa corajosa de Miguel Teixeira.
A reacção academista sofre um duro revés quando aos 72 minutos após acumulação de amarelos João Chalana é expulso.
Os academistas procuram o golo do empate mas muito com o coração e aos 81 minutos é mesmo a equipa local a ter um remate muito perigoso de Piri. Dois minutos depois livre de Paulo Renato que leva.
Na resposta numa jogada de contra-ataque a bola chega a Luis que é supostamente derrubado por Tiago num lance bastante contestado pelos academistas, onde nos parece que o guarda-redes consegue ser o primeiro a ganhar o lance ao avançado local. Chamado a marcar Pedro Ferreira marca bem e faz o golo que acaba com as intenções academistas.
Os academistas ainda tentam reagir a este duro revés mas a inspiração não é muita e só de boa parada levaram algum perigo mesmo quando Torrão foi expulso.
Má arbitragem com vários erros que prejudicaram ambas as equipas.
Outros resultados:
Leiria Marrazes - Sp. Covilhã 2:0
Tourizense - Beira Mar 0:5
Naval - Vigor Mocidade 3:3
Anadia - Oliveira Frades 0:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Beira Mar3300919
Anadia3201636
Leiria Marrazes3201656
Naval 1º Maio3111664
Oliveira Frades3111444
Académico Viseu3102453
Sp. Covilhã3102463
São Romão3102793
Tourizense3102173
Vigor Mocidade3021671

12 setembro 2012

09 setembro 2012

Equilibrio desmanchado com grande segunda parte trambela



Académico Viseu - Lusitano Vildemoinhos 1:4
Golo Académico Viseu: Simão Pipo (17 min),
Golos Lusitano Vildemoinhos: Caramelo (28 min), Márcio (40 min). Xavier (45 na p. b.) e Gonçalo Mendes (72 min).

Académico Viseu: Tiago; Rui Silva, Fábio, Xavier, Nunes, Cláudio, Prata, Gonçalo, David (Bernardo, 44), Simão Pipo e Guilherme.
Suplentes não utilizados: Rui Pedro, Diogo, Maurício, Dani, Tiago Marques e Gustavo.
Treinador: Mário Correia
Lusitano Vildemoinhos: Daniel; Zé Maria, Bié, Tigas (Artur, 35), Luís, Bernardo, Daniel (Rodinha, 65), David, J.P., Caramelo (Gonçalo Mendes, 70) e Márcio.
Suplentes não utilizados: Bernardo, Miguel, Bruno Alves e Guilherme Matos
Treinador: Hugo Pereira
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Simão Pipo (35)
Árbitro: Nuno Silva, Auxiliares: Miguel Vieira e Pedro Paiva (C.A. Viseu)


Dérbi citadino aguardado com grande expectativa, e que levou até ao Campo 1.º de Maio uma grande falange de apoio de ambas as equipas.
Os duelos entre rivais proporcionam, a maioria das vezes, jogos de futebol muito equilibrados, sendo sempre uma incógnita o resultado final. Não foi o que se passou na partida entre o Académico de Viseu e o Lusitano. Se é verdade que durante a primeira parte ainda existiu algum equilíbrio, o que acabaria por se reflectir no resultado ao intervalo, no segundo tempo os visitantes fizeram valer os seus argumentos, quer físicos, quer em experiência.
Os primeiros minutos até mostraram um Académico com determinação, fazendo da garra e da vontade de mostrar serviço uma das suas armas, o que lhe valeu o golo de Simão Pipo. No entanto, o Lusitano formado por um conjunto de jogadores de maior compleição física e, ainda, com muita experiência, foi tomando conta das operações e antes do intervalo chegou ao empate num remate de Caramelo, mas com o guarda-redes Tiago a ficar mal na “fotografia”.
Até ao intervalo, qualquer uma das equipas podia ter voltado a marcar, mas ficou a certeza de que os lusitanistas iriam tirara partido das fragilidades defensivas do adversário.
No segundo tempo, aconteceu o que todos adivinhavam. O conjunto orientado por Hugo Pereira depressa se colocou na frente, com Márcio a antecipar-se a um defesa e ao guarda-redes academistas.
A equipa comandada por Mário Correia ainda reagiu e, por duas vezes, esteve à beira do empate. Numa delas valeu a grande defesa de Daniel, para canto, a evitar o que já muitos gritavam - o golo do empate.
Praticamente na resposta, o Lusitano 'matou' todas as veleidades do Académico, quando num ressalto que 'espirrou' da trave da baliza de Tiago, a bola bateu nas pernas de Xavier que, assim, introduziu a bola na sua baliza.
Os jogadores do Académico continuaram a demonstrar garra e vontade, tentando minimizar os prejuízos, mas as armas do Lusitano acabaram por ditar a lei do mais forte e, ainda, mais um golo em tempo de descontos dados pelo árbitro.

Fontes:
Foto: Rui da Cruz
Texto: Silvino Cardoso - Diário de Viseu 

Outros resultados:
Meda - Oliveirense 4:1
Repesenses - Candal 1:1
Feirense - Gondomar 3:1
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Feirense2200516
Oliveirense3201456
Candal3120435
Repesenses2110424
Meda3111764
Avanca2101323
Lusitano Vildemoinhos4102563
Gondomar2101233
Sanjoanense1001010
Académico Viseu3003270

Vitória escassa para o dominio academista


Académico Viseu - Tourizense 2:0
Golos Académico Viseu: Bruno Nunes (5 e 30 min)
Académico Viseu: Tiago; Paulo Renato, Bruno Cabral, André Ferreira e João André; Marco, Tiago Almeida (João Marcelo, 89) e Mauro; Christian (Gui, 62), Dino Besirovic e Bruno Nunes (Kiko, 81).
Suplentes não utilizados: Popó, Diogo Correia, Rui Pipo e Lucas.
Treinador: José Pipo, Carlos Moreira e Filipe Pipo.
Tourizense: Miguel Batista; Miguel Paiva, Pedro Martins, João Mascarenhas e João Madeira (Maicon, 45), Manteigas, João Paulo e Relvas; Abrantes, António Costa e Paulo Costa (Saraiva, 37).
Suplentes não utilizados: Morais e Simão
Treinador: Edilson

Cartão amarelo;
Académico Viseu: Dino Besirovic (31 min), João André (45 min), Bruno Cabral (78 min), Marco (80 min)
Tourizense: António Costa (83).
Árbitro: Luís Ramos, Auxiliares: Jorge Ramos e Fábio Loureiro (C.A. Viseu)


Depois de ter perdido na jornada inaugural em casa da Naval 1.º de Maio, de forma injusta, de acordo com as declarações de muitos viseenses que assistiram ao encontro, o Académico de Viseu recebeu o Tourizense com vontade de demonstrar que é uma das boas equipas da Série e que há que contar com ele para a disputa dos primeiros lugares.
A entrada em campo mostrou um Académico expectante e, sobretudo, no estudo da movimentação da turma forasteira. Assim, logo que se apercebeu que a técnica era a arma do Tourizense o conjunto academista tratou de elaborar um futebol prático e de eficácia atacante.
Aos 3 minutos podia ter aberto o activo por Bruno Nunes, depois de um bom passe de Christian, mas atirou ao lado. Foi o aviso de que o golo estaria para acontecer, o que se verificou dois minutos depois com Dino Besirovic a trabalhar bem no meio campo, a visionar Tiago Almeida desmarcado no lado contrário que foi à linha do fundo e deu de bandeja para Bruno Nunes inaugurar o marcador.
Entretanto, o conjunto orientado por Edilson reagiu e em jogadas de contra-ataque tentou chegar à baliza de Tiago, o que aconteceu por três pu quatro vezes, mas sem criar dificuldades para o guardião da casa. Assistiu-se a algum equilibrio durante 15 minutos e aos 27 minutos Christian deixou-se desfeitear com uma defesa arrojada de Miguel Batista. Na resposta, Paulo Costa teve uma boa iniciativa, mas Bruno Cabral acabou por evitar o pior.
Aos 30 minutos, Bruno Nunes num bom lance individual, depois de um passe magistral de Tiago Almeida, ultrapassou um defesa contrário, isolou-se e à saída do guarda-redes do Tourizense fez o segundo da conta pessoal e da sua equipa. Até ao intervalo, o Académico teve ainda três ou quatro oportunidades de golo, mas Christian, Bruno Nunes e Mauro fizeram o mais difícil ao não concretizarem.
No segundo tempo o Tourizense surgiu bem mais afoito no ataque, o que foi aproveitado pelos viseenses para darem festival de futebol atacante.
Mas se deram espectáculo de futebol de ataque, também colocaram emoção no encontro, pois perderam duas boas mãos cheias de golos, praticamente, feitos. É verdade que o Tourizense trocava bem a bola, respondia como lhe convinha, mas isso não foi suficiente para apagar a superioridade da equipa comandada por José Pipo.
Com um Dino Besirovic a trabalhar o meio campo, abrindo espaços para os seus companheiros de ataque, o Académico falhou, por uma dezena de vezes, o terceiro golo.
O 2-0 continuava a manter-se e à medida que o tempo decorria, os adeptos academistas nem queriam acredita no que se passava dentro das quatro linhas. É que o medo que o Tourizense aproveitasse algum erro do adversário para marcar e depois relançar o jogo, esteve sempre patente.
E o receio aumentou quando num lance fortuito, Relvas rematou ao poste de baliza de Tiago. Os falhanços de baliza aberta e a forma como os visitantes se 'encostavam' à sorte, nunca descansaram jogadores e público.
Isso só aconteceu quando o árbitro Luís Ramos que, diga-se, fez um trabalho muito positivo, apitou para o final do encontro. O resultado é mais do que justo e só peca por escasso, mas castiga a falta de concretização dos donos da casa.

Fontes:
Foto: Rui da Cruz
Texto: Silvino Cardoso - Diário de Viseu 

Outros resultados:
Beira Mar - Naval 2:1
Vigor Mocidade - Oliveira Frades 2:2
Sp. Covilhã - São Romão 4:3
Leiria Marrazes - Anadia 0:4
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Anadia2200616
Beira Mar2200416
Académico Viseu2101323
Sp. Covilhã2101443
Naval 1º Maio2101333
Leiria Marrazes2101453
Tourizense2101123
Vigor Mocidade2011341
Oliveira Frades2011241
São Romão2002480

06 setembro 2012

Horários treinos

Com o início dos treinos dos diversos escalões, fica aqui os horários dos treinos actualizado.

(Para ver melhor carregue sobre a figura em baixo)

05 setembro 2012

Iniciados derrotados

Oliveirense - Académico Viseu 2:1

NOTA: Pedia a quem foi ao jogo e me possa disponibilizar mais informação sobre o mesmo que me envie tal informação para jorge.miguel.sa@gmail.com. Desde já OBRIGADO!

Outros resultados:
Lusitano Vildemoinhos - Avanca 1:3
Candal - Meda 2:2
Gondomar - Sanjoanense 1:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Oliveirense2200316
Repesenses1100313
Feirense1100203
Avanca2101323
Candal2110323
Gondomar1100103
Meda2011351
Sanjoanense1001010
Académico Viseu2002130
Lusitano Vildemoinhos2002150

Desistência Estrela Almeida - Iniciados

A série C do Campeonato Nacional de Iniciados sofreu a desistência da equipa Estrela Almeida, equipa que os academistas defrontavam na 4ª Jornada.

Série C

  • Académico Viseu FC
  • Avanca
  • Sanjoanense
  • Gondomar
  • CD Candal
  • CD Feirense
  • CF “Os Repesenses”
  • Lusitano Vildemoinhos FC
  • SC Mêda
  • UD Oliveirense

02 setembro 2012

Quem não marca sofre


Académico Viseu - Candal 0:1
Golo Candal: Diogo Filipe (50 min)
Académico Viseu: Tiago Almeida, Cláudio (Dani, 52 min), Henrique, Fábio, Rui Silva, Xavier, Pedro Nunes, Guilherme (Gustavo, intervalo), Gonçalo e Pratas (Mauricio, 52 min).
Suplentes não utilizados: Edgar, Tiago Marques e Bernardo.
Treinador: Mário.
Candal: Leandro, Álvaro, André Lopes, Alexandre Pinto, Sérgio, Edgar Soares, Luis Pedro, Diogo Páscoa, João Diogo ( Pedro Henriques, 64 min), Machado e Diogo Filipe (Joel, 59 min).
Suplentes não utilizados: Salta, Ricardo Ferreira, Diogo Amaral, Cláudio Marques e João Alves.
Treinador: Fernando Joaquim.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Gonçalo Sousa (70 + 4 min), Dani ( 70+ 5 min)
Candal: Alexandre Pinto (70 + 4 min)
Árbitro: Catarina Araújo. Auxiliares: António Barros e Rui Cardoso (C.A Viseu)


Os iniciados academistas têm neste domingo o primeiro jogo no Campeonato Nacional de Iniciados. O seu adversário é o Candal uma equipa que promete também ela uma boa prestação neste Campeonato.
Os academistas entram bem na partida tendo mais posse de bola e procura criar lances de perigo. Por sua vez o Candal tenta responder em rápidos contra-ataques.
A partida está equilibrada mas a bola não chega às áreas com muito perigo e assim por enquanto os guarda-redes tem uma missão sem grande trabalho.
Primeiro lance de algum perigo acontece aos 24 minutos quando David aparece nas costas da defesa forasteira valendo a atenção do guarda-redes Leandro. No minuto seguinte bom lançamento de David para Rui Silva centrar bem e Henrique aparece de forma acrobática a rematar com perigo à baliza de Leandro. 
A resposta dá-se sequência de um livre bem marcado por Edgar Soares na ala direita do seu ataque e vê a bola embater com estrondo na barra da baliza academista.
Sobre o apito para o intervalo livre de Gonçalo Sousa marcado para o interior da área onde Leandro não consegue a melhor defesa e na sobra quando Gui tenta o golo mas o guarda-redes ainda é rápido e evita o golo.
O Candal entra melhor na segunda parte mas a melhor ocasião para abrir o marcador aparece para os academistas aos 43 minutos quando Henrique é bem desmarcado e aparece perante Leandro mas não consegue a melhor recepção e permite a defesa lesta do guarda-redes forasteiro.
A resposta dá-se aos 46 minutos na sequência de um livre marcado por André Lopes que leva a bola a sobrevoar toda a área academista mas sem ter o toque fatal.
Aos 50 minutos o marcador viria a ser inaugurado quando Álvaro tem um cruzamento para o interior da área onde aparece Diogo Filipe a rematar prontamente batendo Tiago Almeida. Um bom golo a colorir o marcador.
Os academistas procuram o golo que lhes dê um resultado mais positivo e aos 61 minutos boa jogada de Dani a fazer o cruzamento para o interior da área onde aparece André Lopes a evitar o remate de Henrique.
Aos 70 minutos livre de Gonçalo Sousa para Dani aparecer a rematar mas Leandro faz defesa fácil.
No minuto seguinte livre de Gonçalo Sousa que passa por toda a área candelense mas sem nenhum toque providencial dos seus colegas.
Chega-se ao final da partida com uma vitória dos forasteiros.
Arbitragem sem grandes problemas em que só se pode colocar em dúvida um lance já nos descontos quando num lance de contra-ataque Henrique aparece isolado e sendo agarrado pelo defesa candelense, este deveria ter sido expulso.

Out: nervosismo academista. Os academistas por vezes mostraram-se algo nervosos no esclarecimento das suas saídas para o ataque e sobretudo na segunda parte a turma candelense conseguiu ganhar alguns lances em zonas proibitivas para os locais. Outro dos sectores em que se sentiu algum deste nervosismo foi no seu ataque onde os academistas tremeram na altura do remate final gorando-se assim algumas das boas ocasiões que criaram.
In: argúcia candelense. O Candal foi uma equipa que soube controlar as investidas dos locais e partir com as certezas absolutas para o ataque e isso também criou vários momentos delicados para a defensiva academista. Para além disso na segunda parte após o seu golo numa das poucas ocasiões criadas, os jogadores forasteiros souberam agarrar esta vitória com uma atitude guerreira e perseverante que os fez entrar da melhor forma no Campeonato Nacional.
Melhor em campo: Alexandre Pinto. Foi o comandante da sua defensiva e com uma boa leitura de jogo conseguiu controlar as investidas academistas. Um verdadeiro capitão na liderança da equipa e que ajudou sempre os seus colegas na procura de um resultado positivo que mesmo perante a pressão dos academistas conseguiram conquistar.

Outros resultados:
Feirense - Lusitano Vildemonhos 2:0
Meda - Repesenses 1:3
Avanca - Oliveirense 0:1

Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Repesenses1100313
Feirense1100203
Candal1100103
Oliveirense1100103
Gondomar0000000
Sanjoanense0000000
Académico Viseu1001010
Avanca1001010
Meda1001130
Lusitano Vildemoinhos1001020


01 setembro 2012

Decidido em por (mai) ores


Naval 1º Maio - Académico Viseu 2:1
Golos Naval 1º Maio: Patrick (59 min), Paulito (80 min)
Golo Académico Viseu: Christian (81 min)
Naval 1º Maio: Ivo Palhais, Tó Gravato, Pedro Paganini, Pedro Petana, Diogo Cavaleiro, João Mota, Patrick (João Camarão, 65 min), Nélson Fernandes (Rodrigo Tomé, 75 min), Paulito, João André (Júnior, 86 min) e Gonçalo.
Suplentes não utilizados: Gonçalo Xeta, Daniel, Afonso, Jeremias.
Treinador: Jorge Paganini e José Armando.
Académico Viseu: Tiago, Paulo Renato, Bruno Cabral, André Ferreira, João André, Marco (Lucas, 89 min), Tiago Almeida (Kiko, 64 min), Mauro, Christian, Dino Besirovic e Bruno Neves (Gui, 64 min).
Suplentes não utilizados:Popó, Alex, Márcio e João Marcelo.
Treinador: Pipo, Carlos Moreira e Filipe Pipo.
Cartão amarelo:
Naval:
Diogo Cavaleiro (29 min)
Árbitro: João Calado, Auxiliares: Tiago Silva e Assis Marques (C.A. Coimbra)


Este é o jogo inaugural do Campeonato Nacional de Juniores. Os academistas deslocam-se à Figueira da Foz para defrontar a equipa da Naval 1º Maio.
Os academistas temo primeiro lance de perigo quando Bruno Neves aparece no interior da área e em boa posição não consegue o melhor seguimento ao lance.Uma boa oportunidade gorada.
Os academistas estão mais pressionantes e com mais posse de bola e aos 6 minutos Dino após passe de Bruno Neves remata um pouco por alto. No minuto seguinte na sequência de um livre remata muito perto da baliza navalista.
Aos 7 minutos resposta da equipa local com Paulito a entrar pela defensiva academista falhando a altura do remate.
A Naval consegue equilibrar e aos 15 minutos João Mota na sequência de um canto remata com perigo à baliza defendida por Tiago.
A partida está mais equilibrada com ambas as equipas a procurarem ter mais posse de bola e com isso criar lances de perigo.
Sobre os 25 minutos remate forte de João Mota para defesa fácil de Tiago.
Aos 33 minutos livre bem marcado por Dino Besirovic a obrigar Ivo Palhais a voar de forma a fazer a defesa evitando assim o golo academista. No minuto seguinte Marco aparece ao segundo poste a responder a um livre de Dino valendo a atenção local.
A resposta do Naval dá-se num rápido contra-ataque guiado por Paulito valendo a atenção de Bruno Cabral.
Aos 44 minutos lance com João Mota e depois Paulito a tentarem o golo de forma acrobático mas vendo o seu remate passar perto da baliza academista.
Primeira parte dividida com ambas as equipas a dominarem certas fases do jogo e a criarem lances de perigo embora tenha cabido aos academistas as melhor ocasiões para inaugurar o marcador.
Entrada a dormir dos academistas que logo no primeiro minuto viriam os navalistas a introduzir a bola na baliza viseense, lance anulado pela equipa de arbitragem por fora de jogo do avançado local. Cabe aos locais a maior posse de bola que aos 49 minutos viriam Paulito em boa posição no eixo do seu ataque e em boa posição rematar com muito perigo à baliza de Tiago.
A resposta dá-se aos 52 minutos com Marco a desmarcar Christian que não consegue a melhor intercepção.
Após uma entrada mais adormecida os academistas conseguem equilibrar a percentagem de posse de bola. O golo adivinhava-se em qualquer uma das balizas e viria mesmo a acontecer à passagem do minuto 59 quando Patrick com bastante liberdade recebe um passe de João André e o jogador navalista remata colado fazendo o golo inaugural.
A resposta academista dá-se dois minutos depois quando Mauro aparece a cabecear perto da baliza de Ivo.
Aos 64 minutos boa jogada de Paulito que entra bem na área academista e sobre a linha final faz o centro para João Mota aparecer a rematar obrigando Tiago a grande defesa. No minuto seguinte grande ocasião para os academistas quando Tiago Almeida desmarca bem Mauro que aparece nas costas da defensiva navalista e remata à barra da baliza local. Que grande ocasião!
Os academistas estão a conseguir bem ao golo sofrido e procuram criar lances de perigo e aos 72 minutos Kiko num centro remate leva o perigo à baliza contrária.
Contudo aos 80 minutos numa jogada rápida de contra-ataque Paulito aproveita um mau alivio de Tiago e sem oposição faz o segundo golo navalista.
Na resposta os academistas viriam mesmo a marcar quando Gui centra bem para o interior da área local onde aparece Christian solto de marcação a fazer o golo que coloca os academistas na luta pelo resultado final.
Os academistas procuram o golo do empate que se ajustava mais aos acontecimentos passados ao longo da partida. No 2º minuto de compensação centro de Gui para João André aparecer a cabecear mas o lance é interrompido por fora de jogo.
Aos 96 minutos João André consegue desmarcar Christian que aparece a rematar valendo o corte providencial da defesa navalista. No canto marcado por Lucas para o interior da área local nenhum dos atacantes academistas consegue o golo gorando-se assim a ultima oportunidade para o empate.
Um jogo equilibrado em que o empate acabava por se ajustar melhor.


Out: desatenções academistas. Após uma boa primeira parte, os academistas deixaram que os navalistas entrassem melhor na segunda parte e com duas boas ocasiões de golo a equipa local cresceu na partida e com isso obtiveram o golo inaugural. Um resultado negativo fruto das desatenções algo primárias dos academistas que foram aproveitadas de forma eficaz pelos locais.
In: eficácia local. Foram capazes de suster as investidas academistas e na altura certa aproveitaram os deslizes contrários de uma forma bastante eficaz. No aproveitar esteve o ganho para os navalistas!
Melhor em campo: Paulito. Foi um jogador que provocou vários calafrios à defesa academista e sempre que solicitado pelos seus colegas levou o perigo à baliza academista. Viria a colorir a sua exibição com um golo numa jogada de insistência perante Tiago e com o deslize do guarda-redes academista soube-o aproveitar da melhor forma e ampliar a vantagem da sua equipa. Uma exibição que se destacou da restante equipa. 


Outros resultados:
Anadia - Vigor Mocidade 2:1
Oliveira Frades - Beira Mar 0:2
São Romão - Leiria Marrazes 1:4
Tourizense - Sp. Covilhã 1:0
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Leiria Marrazes1100413
Beira Mar1100203
Naval 1º Maio1100213
Anadia1100213
Tourizense1000103
Académico Viseu1001120
Vigor Mocidade1001120

Sp. Covilhã
1001010
Oliveira Frades1001020
São Romão1001140