28 fevereiro 2011

Aniversário João Silva e Roldão



Hoje são dois os aniversariantes. Um é escola e é o Roldão.
O outro é o João Silva iniciado na nossa equipa.
Aos dois um enorme abraço e que os sonhos que tenham se concretizem!
PARABÉNS CAMPEÕES!!!



















27 fevereiro 2011

Aniversário Paulo


Hoje o iniciado Paulo faz anos.
Um enorme abraço e que os sonhos que tenhas se concretizem! Sonha e verás que tudo se pode tornar realidade. Basta querer!
PARABÉNS CAMPEÃO!!!



















Repto a continuidade em desfecho de época de iniciados


Os iniciados academistas marcaram o encerramento desportivo da sua época com um jantar, onde reuniram tanto atletas como pais e treinadores. Mais uma vez mostraram a forte união que levou esta nau a chegar a um bom porto e onde a dupla de técnicos foram uns verdadeiros timoneiros para se atingir tal desidrato.
Durante este jantar e na altura dos discursos tanto pais como atletas para além de agradecer ao Bruno e ao seu adjunto Pardal por todos os ensinamentos dados ao longo deste ano, lançaram o repto para que esta dupla continue pois para além do bom trabalho a nível futebolístico, a união entre jovens e dupla é algo bastante forte e que pode catapultar os mesmos para resultados ainda mais prestigiosos.
Tal como diz o poeta "Sonhar em voz alta é quase um passo para levantar voo e ter novas conquistas".

Fica também aqui uma prenda para os nossos campeões, que realizaram uma prestação segura e tranquila no escalão máximo do escalão de Iniciados.

video

Empate frenético



Viriatos - Académico Viseu 2:2
Golo Viriatos: Rúben (13 min), Diogo Matos (35 min)
Golo Académico Viseu: Guilherme Melo (39 min), Leandro (47 min)
Viriatos: Bruno Martins, André Gonçalves, Ricardo, Guilherme, Cristiano, Hugo, Kiko, Gabriel, Rúben, Diogo Matos, Rafael e Correia.
Treinador: Roberto.
Académico Viseu: Rodrigo Rodrigues, Rafael, Leandro, João Félix, José félix, Tomás, Miguel Jesus, Melo, Miguel Loureiro, Rodrigo Soares, Raúl, Santos.
Treinador: Tiago Xavier e Carlos Lopes.

Árbitro: Vitor Silva.

Os benjaminsB academistas têm mais um derby na sua prestação no Campeonato Distrital do seu escalão. O seu adversário era a equipa dos Viriatos e os academistas procuravam regressar às vitórias.
As duas equipas entraram a disputar o resultado e a tentar o remate que lhes permitisse marcar.
Primeiro remate de algum perigo acontece aos 8 minutos com Diogo Matos a rematar forte mas sem a melhor direcção. A resposta é pronta com Tomás a rematar forte levando a bola a passar perto da baliza contrária.
Aos 13 minutos surge o golo que abre o marcador a favor dos Viriatos, com Hugo a desmarcar Rúben que liberto de marcação faz o golo. A resposta é pronta com remates de Tomás e Miguel Loureiro aos quais o guarda-redes local defende bem.
Os academistas tentam o empate mas os Viriatos também tentam reagir em rápidos contra-ataques onde Diogo Matos é o motor.
Aos 21 minutos livre de Leandro a passar perto da baliza defendida por Bruno Martins.
Três minutos depois Tomás após boa jogada academista leva a bola a embater na barra da baliza local.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos Viriatos, numa partida bastante equilibrada em que ambas as equipas lutaram pelo golo, cativando o publico existente.
Os academistas entram na segunda parte na procura do golo do empate e empurram a equipa local para terrenos mais atrasados. Aos 4 minutos Kiko remata bem para defesa de Santos.
Embora mais pressionantes a direcção dos remates academistas não é a melhor e viriam mesmo a ser os locais a ampliar a vantagem aos 35 minutos com um remate bem colocado de Diogo Matos.
Aos 37 minutos Guilherme faz um corte providencial quando Leandro se preparava para o remate fatal. Dois minutos depois surge o justo golo academista quando Leandro desmarca Guilherme Melo que em boa posição marca o golo que dá novo alento aos academistas.
Logo de seguida Guilherme Melo fica novamente perto do golo valendo no caso a atenção de Bruno Martins.Aos 44 minutos Bruno Martins tem uma boa defesa a evitar o golo de Guilherme Melo.
à resposta dá-se de seguida com Diogo Santos a rematar forte mas ao lado da baliza academista. O justo golo do empate surge aos 47 minutos com Guilherme Melo a desmarcar bem Leandro que no interior da área confirma o golo.
Aos 50 minutos jogada de Leandro, onde ficou a ideia que o passe para os seus colegas mais bem desmarcados seria o melhor desfecho para premiar os seus intentos.
Um minuto depois Raul é infeliz e leva a bola a embater na barra da equipa local.
Seria o canto do cisne para ambas as equipas que viriam logo de seguida a dupla de arbitragem apitar para o final da partida.
Empate emocionante onde os Viriatos acabam por sair premiados pela ousadia na primeira parte e pela sua eficácia, enquanto que os academistas mesmo a perder por 2-0 ainda ainda tiveram um ponto de prémio para o seu futebol.

Out: eficácia academista. A eficácia academista neste jogo não foi a melhor e resultou num empate que pelo jogo que fabricou castiga em demasia os academistas. Duas bolas à barra, umas boas defesas do sempre atento Bruno Martins e momentos de ineficácia ofensiva foram entrave para os academistas conseguirem uma vitória.
In: eficácia dos Viriatos. Foi uma equipa matreira e bastante objectiva esta a dos Viriatos. Soube controlar na primeira parte e em momentos da segunda as investidas academistas e ser exímio na altura do remate. Isso resultou em dois golos que lhe deram uma vitória preciosa e que até ao final da partida procuraram segurar.
Melhor em campo: Tomás e Guilherme Melo. Dois pequenos guerreiros mas enormes em campo neste jogo! Na primeira parte Tomás no meio campo procurou sempre alimentar o seu ataque e também ele marcar. Uma atitude de raça e querer. O Guilherme Melo quando entrou trouxe magia à equipa e com o primeiro golo deu o ânimo que a equipa precisava na procura de pontos. Para além disso ainda fez a desmarcação par Leandro marcar e outros ocasiões onde a pontaria dos dianteiros academistas não foi a melhor.

26 fevereiro 2011

Passo de gigante academista rumo à fase final


Académico Viseu - Lusitano Vildemoinhos 4:0
Golos Académico Viseu: Zé Henrique (36 min), Zito (38 min), Cristóvão (53, 89 min)
Académico Viseu: Rui Pedro, Vitinho, Jorge (Jason, 18 min), André Mateus, Nuno, Dani (Mauro, 60 min), Leandro, Zito, Zé Henrique (Diogo Pereira, 70 min), Zé Pedro, Cristóvão.
Suplentes não utilizados: Roberto, Paulo Renato, Vasco e Bruno.
Treinador: Pipo, Carlos e Filipe Pipo.
Lusitano Vildemoinhos: Diogo Lopes, Marco Loureiro, Traoré (Rui Marques, 75 min), Fernando Injami (Fábio Lages, 65 min), Davide Mota, Sidy Bayo, Alexandre Loureiro (Diogo Braz, 57 min), Berby Engenheiro, Willian Martins, Rúben Tomás, Tiago Fernandes.
Suplentes não utilizados: Toni, Sócrates Martins, António Vale e Cláudio Barros.
Treinador: João Costa.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Dani (25 min), Zé Henrique (28 min) , Cristóvão (87 min)
Lusitano Vildemoinhos: Tiago (49, 69 min), Sidy Bayo (54, 65 min), Williams Martins (63 min), Diogo Braz (66 min)
Cartão vermelho:
Lusitano Vildemoinhos: (Sidy Bayo, 65 min), Tiago (69 min)
Árbitro: Olga Almeida, Auxiliares: Rui Peixoto e Daniel Bernardo.

Este é um derby onde a passagem à fase seguinte é o desidrato que ambas as equipas procuram. Para isso só uma vitória interessa a ambas as equipas e com isso o jogo promete. O inicio foi bastante disputado com as duas equipas a procurarem o golo.
Cabe aos trambelos a maior percentagem de posse de bola mas aos 4 minutos após desmarcação de Zé Henrique, Dani aparece a rematar ao lado. Do lado forasteiro as oportunidades surge na sequência de bolas paradas mas sem conseguirem ainda levar perigo à baliza de Rui Pedro.
Aos 10 minutos surge o primeiro remate com perigo de Traoré.
Grande momento de emoção à passagem do minuto treze com Fernando Injami a rematar à base do poste da baliza academista. Na resposta Jorge tem um centro tenso para Zito cabecear um pouco ao lado da baliza de Diogo Lopes.
Aos 16 minutos lançamento longo do guarda-redes forasteiro com a bola a chegar a Traoré e este quando se preparava para rematar sofre que corte providencial de Jorge. Todavia este lance dita a lesão de Jorge.
Aos 27 minutos lance de dificil decisão para o trio de arbitragem com a bola ainda a tocar na mão do defesa lusitano Sidy Bayo. Lance contestado mas onde a melhor posição de Olga Almeida lhe dá o benefício de dúvida.
O ritmo de jogo decresce e é mais jogado no meio de campo sem lances. Contudo num lance de contra ataque a bola chega a Zé Henrique que aparece desmarcado e abre o marcador.
Dois minutos depois livre de Cristóvão com a bola a chegar a Zito que cabeceia mais alto e faz o golo.
A resposta trambela dá-se aos 45 minutos com Traoré a rematar perto da baliza de Rui Pedro.
Após uma entrada mais pressionante do Lusitano de Vildemoinhos ao qual os academistas conseguiu responder com calma e tranquilidade e na altura exacta marcar dois golos que lhe dão uma vantagem segura.
Aos 49 minutos Cristóvão marca bem o livre obrigando Diogo a boa defesa. Quatro minutos depois Zito tem uma boa desmarcação para Cristóvão aparecer a fuzilar o desamparado guarda-redes forasteiro. O Lusitano sente em demasia o terceiro golo academista.
A resposta trambela dá-se aos 60 minutos com num lance de contra-ataque Rui Pedro tem uma saida corajosa e elimina uma potencial jogada de perigo para os forasteiros. Ficando a dúvida se joga ou não com as mãos.
Com as duas expulsões o jogo ficou completamente partido, embora os trambelos ainda procurem o golo que lhes dê algum ânimo para conseguir ainda lutar pelo empate.
Aos 81 minutos centro de Cristóvão para Leandro aparecer a rematar muito perto da baliza forasteira. No minuto seguinte é Zito a rematar perto da baliza.
Com a equipa completamente destroçada os trambelos viriam a sofrer mais um golo aos 89 minutos quando após uma boa jogada de Vitinho a bola chega a Cristóvão que só empurra a bola para as redes contrárias. No terceiro minuto de compensação Willian Martins marca um livre para defesa atenta de Rui Pedro.
Os academistas acabam por ser uns justos vencedores frente a um adversário que essencialmente na primeira parte colocou muitos problemas aos academistas.
Arbitragem com erros especialmente a nível disciplinar mas que não influenciaram o resultado final. Em termos técnicos embora com lances de dificil ajuizamento (onde o seu melhor posicionamento lhe dá o benefício da dúvida) parece-nos ter também erros de menor importância. Foi talvez um jogo menos conseguido a nível global!

Out: complicação disciplinar. Por vezes os jogadores complicam a missão à equipa de arbitragem e este foi um destes jogos. Discutindo demasiadamente as decisões do árbitro conseguiram condicionar e complicar a sua missão que assim fica bem mais ingrata.
In: eficácia academista. Os academistas conseguiram suster as investidas iniciais trambelas e com uma grande eficácia foram fatais ao obter dois golos em dois minutos. Com estes golos conseguiu dominar o adversário e confirmar o seu justo primeiro lugar na tabela classificativa. Uma exibição personalizada e matreira de forma a matar o jogo nos momentos chaves do mesmo.
Melhor em campo: André Mateus. Esteve intransponível e foi um dos esteios da defensiva academista que permitiu que a força vinda de trás resulta-se em golos. Comandou "as tropas" rumo a um resultado positivo e com a sua exibição segura não deixou que os forasteiros levassem as suas intenções avante.

Outros resultados:
Viseu Benfica - Tondela 1:1
Repesenses - Campia 7:0
Santacombadense - Molelos 4:1

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu12110141933
Repesenses131012521331
Viseu Benfica13562321125
Lusitano Vildemoinhos13814321825
Santacombadense14518152916
Mangualde 13445191716
Molelos13445182916
Tondela13247143510
Campia1312108485
Mortágua1212912345

25 fevereiro 2011

Aniversário Miguel Rodrigues


Hoje o juvenil Miguel Rodrigues faz anos.
Um enorme abraço e que os sonhos que tenhas se concretizem! Sonha e verás que tudo se pode tornar realidade. Basta querer!
PARABÉNS CAMPEÃO!!!



















24 fevereiro 2011

2ª fase Infantis

Foi já sorteado o calendário para a fase final das nossas duas equipas de infantis.
A equipa A, que disputa os primeiros seis lugares classificativos deste campeonato têm como adversários:
  • Sátão
  • Pinguinzinho
  • Drizes
  • Viriatos
  • Mangualde
O primeiro jogo é marcado para o dia 5 Março numa deslocação a São Pedro de Sul, para defrontar a equipa do Drizes.
O restante calendário em:
Infantis A

Por sua vez a equipa B que luta pelo 7º ao 12 lugar tem como adversários:
  • Casa Benfica Viseu
  • Estrela Mondego
  • Molelos
  • Campia
  • Crasto
O primeiro jogo é marcado para o dia 5 Março num derby com a Casa Benfica de Viseu.
O restante calendário em:
Infantis B

Aniversário Leandro Costa

Hoje o benjamim Leandro Costa faz anos.
Um enorme abraço e que os sonhos que tenhas se concretizem!
PARABÉNS CAMPEÕES!!!



















23 fevereiro 2011

Aniversário Alex

Hoje o juvenil Alex faz anos.
Um enorme abraço e que os sonhos que tenhas se concretizem!
PARABÉNS CAMPEÕES!!!



















22 fevereiro 2011

Aniversário Miguel Silva, Pedro Marado e João Marado





Hoje são três os aniversariantes. São três infantis: os irmãos João e Pedro Marado e o Miguel Silva.
Aos três um enorme abraço e que os sonhos que tenham se concretizem!
PARABÉNS CAMPEÕES!!!



















20 fevereiro 2011

Aniversários Rui Silva e Pedro Costa




Hoje são dois os aniversariantes. São dois iniciados: o Rui Solva e o Pedro Costa.
Aos dois um enorme abraço e que os sonhos que tenham se concretizem!
PARABÉNS CAMPEÕES!!!


















Guarda-redes local evita goleada junior academista

Mortágua - Académico Viseu 0:2
Golos Académico Viseu: Zé Henrique (18, 85 min)
Académico Viseu: Rui Pedro, Nuno, Jason, André Mateus, Jorge, Dani, Leandro, Zito (Vitinho, 75 min), Zé Henrique, Zé Pedro (Mauro, 45 min) e Cristovão (Diogo Pereira, 65 min)
Suplentes não utilizados: Roberto, André Sobral, Tiago Almeida e Bruno.
Treinador: Pipo, Carlos e Filipe Pipo.

Este era um jogo que marcava o regresso dos juniores à competição depois de uma longa pausa. Defrontavam-se dois extremos da tabela classificativa. Se do lado dos academistas a vitória serviria para assumir a liderança na tabela classificativa, para os locais este jogo era mais um desafio para subir alguns degraus na tabela.
Caberia aos viseenses o inaugurar do marcador por intermédio de Zé Henrique que premiava o melhor momento dos academistas.
Desta forma jogando em casa a equipa local procurava responder em contra-ataque os quais por vezes levava perigo para a defensiva academista comandada por Rui Pedro.
Seria com este resultado em aberto que as equipas regressariam aos balneários muito fruto da boa exibição do guarda-redes local que conseguiu impedir o ampliar do marcador para os academistas.
A segunda parte foi também ela bastante aberta, onde ambas as equipas procuraram o golo!
Os academistas criaram o maior número de oportunidades mas a sua eficácia e sobretudo a boa exibição do guarda-redes foi atrasando o golo academista.
Esse golo só viria a surgir à passagem do minuto 85, onde Zé Henrique bisa na partida e dá uma maior segurança aos homens vindos de Viseu.
Com esta vitória os academistas assumem novamente o primeiro posto na tabela classificativa.

Outros resultados:
Molelos - Viseu Benfica 1:1
Mangualde - Santacombadense 1:0
Lusitano Vildemoinhos - Repesenses 4:1
Tondela - Campia 3:0 (Jogo 12ª Jornada)

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu11100137930
Repesenses12912451328
Lusitano Vildemoinhos12813321425
Viseu Benfica12552311024
Mangualde 13445191716
Molelos12444172516
Santacombadense13418112813
Tondela1223713349
Campia121298415
Mortágua1212912345

Aniversário Tomas

No dia 28 de Janeiro, O Tomás, benjamim do nosso clube fez anos e embora atrasados ele merece os nossos parabéns. Por problemas na Internet não o coloquei na altura mas agora cá está a justa homenagem.

PARABÉNS CAMPEÃO!!!


















NOTA: Caso saiba algum aniversário e veja que não foi publicado não hesite em me contactar. Por mail ou MSN: jorge.miguel.sa@gmail.com. Ou mesmo pessoalmente e com todo o gosto colocarei. Pois os nossos campeões TODOS estão aqui e no meu e nosso coração!

Equilibrio tomba para azuis


Académico Viseu - Repesenses 1:2
Golo Académico Viseu: Marcos (11 min)
Golo Repesenses: André (22 min), Ricardo (26 min)
Académico Viseu: Santos, José Félix, Rodrigo Soares, Marcos, Miguel Jesus, João Félix, Leandro, Tomás, Miguel Loureiro, Guilherme, Raul e Rodrigues.
Treinador: Tiago Xavier e Carlos Lopes.
Repesenses: Tiago, Gonçalo, Diogo, Tiago II, Ricardo, Fábio, André, Mesquita, Pedro, Rodrigo, Yuri e Nuno Rafael.
Treinador: Cliff Chaves.

Este era um derby que colocava em confronto duas das melhoras equipas do escalão de sub10. desta forma o jogo prometia fortes emoções.
Aos 4 minutos Santos tem uma grande defesa aos pés de Fábio evitando assim o golo inaugural. A resposta academista dá-se no minuto seguinte com João Félix a rematar forte um pouco ao lado da baliza de Tiago.
Aos 9 minutos remate forte de Marcos para boa defesa de Tiago. O jogo esta muito agradável e aos 11 minutos Marcos desfere um remate alto e leva a bola a sobrevoar Tiago e anichar-se nas redes contrárias.
Cinco minutos depois André remata com estrondo à barra da baliza academista.
O Repesenses reage bem e aos 22 minutos faz o empate com um centrod e Yuri e André no meio da área desfere um remate restabelecendo a igualdade no marcador.
Chega-se ao intervalo com um empate no marcador fruto de uma partida equilibrada onde ambas as equipas procuraram o golo.
O Repesenses entra rápido na partida e faz um golo madrugador com Ricardo bem desmarcado por André a rematar cruzado e bate Santos. É a vez dos academistas procurarem o golo. A resposta é pronta com Tomás a rematar com muito perigo à baliza repesense.
Os academistas estão a pressionar com Tomás e Raul a colocarem muitas dificuldades à defensiva forasteira. Aos 40 minutos boa jogada de João Félix a centrar bem para Guilherme Melo não conseguir o remate fatal.
Dois minutos depois é a vez de Leandro rematar com perigo à barra da baliza. Um minuto depois Ricardo remata e obriga Santos a boa defesa.
Os academistas pressionam e remetem os repesenses para terrenos mais atrasados.
Chega-se ao final da partida com uma vitória do Repesenses, onde o empate seria o melhor desfecho para o que se assistiu ao longo dos 50 minutos.


Out: mau exemplo dos adeptos. Sou e sempre serei defensor que os adeptos devem ser o exemplo para estes jovens campeões. Muitas vezes são mesmo pais dos atletas e estes vêm neles um EXEMPLO. E que fazer quando vêm estes adeptos maltratar árbitros. Embora os nervos possam atenuar há que saber reflectir e mostrar a estes campeões o bonito que é este desporto!
In: brio academista. Ganhar ou perder é desporto! O que conta é fazermos o que gostamos e mostrar o que sabemos! Cabeça bem levantada pois fizeram tudo para atingirem outro resultado mas onde a outra equipa também o fez. Força ai campeões!
Melhor em campo: Tiago II e Santos. Tiago II foi o pulmão da equipa forasteira e por ele passou todo o jogo da equipa. Quer esteve na defesa onde se destacou, como a procurar o ataque realizou uma boa exibição. Do lado academista Santos com boas defesas conseguiu alimentar o sonho academista. Com saídas decisivas aos pés dos atacantes não mostrou medo e anulou algumas investidas contrárias.

Outros resultados:
Pinguinzinhos - Mangualde 6:0
Crasto - Viseu Benfica 3:1
Vila Chã Sá - Viriatos 2:9
Lusitano Vildemoinhos - Dínamo Estação 5:3

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Repesenses121110771234
Pinguinzinhos12110182733
Académico Viseu1291261828
Lusitano Vildemoinhos12714483622
Viriatos12615345819
Penalva Castelo11605423818
Viseu Benfica12417284313
Mangualde12417223313
Crasto12336313212
Dínamo Estação1223740509
Vila Chã Sá12111025694
Santo André110110101141


19 fevereiro 2011

Derrota saborosa para os academistas


Casa Benfica Viseu - Académico Viseu 2:1
Golo Casa Benfica Viseu: João Caiado (27 min) , Diogo almeida (42 min)
Golo Académico Viseu: Berna (17 min)

Casa Benfica Viseu: Garrido, Bernardo Pereira, Alexandre Correia, Filipe Quiroga, Bruno Ferreira, Bernardo Figueiredo, Pedro Martins, Rúben Correia, Diogo Almeida, João Caiado e Miguel Dias.
Treinador: Luis Fonseca
Académico Viseu: João Marado, Gui, Miguel, JP, Caramelo, Tigas, Gonçalo, David, Berna, Pedro Marado, Alex e Daniel.
Treinador: Rui Ferreira.
Árbitros: Carlos Rodrigues e Dinis Figueiredo.

Este é um derby que reserva fortes emoções e onde a decisão da passagem para o série dos candidatos ao título do escalão de Infantis está em aberto.
Por isso este jogo promete fortes emoções e isso tem um reflexo directo na grande assistência presente no campo.
O primeiro remata da partida cabe a João Caiado que remata bem para defesa atenta do guarda-redes academista. Os academistas tentam reagir com rápidos lances de contra-ataque. Aos 7 minutos Pedro Marado remata muito por alto após desmarcação de Caramelo.
Cabe aos benfiquistas a maior posse de bola pois precisam de um resultado positivo para assim alcançarem o primeiro lugar e aos 9 minutos João Caiado remata novamente para boa defesa de João Marado.
A resposta academista dá-se aos 10 minutos com Pedro Marado a ficar perto do golo.
A partida está mais equilibrada com o jogo a ser disputado muito a meio campo, numa guerra titânica.
O marcador viria a ser inaugurado aos 17 minutos através de um livre quando Berna remata forte e leva a bola a passar por baixo da barreira e assim bate Garrido.
A resposta benfiquista dá-se aos 20 minutos com Diogo Almeida a rematar bem para defesa atenta do guarda-redes academista.
Os locais pressionam e aos 22 minutos fica uma enorme dúvida na área quando João Caiado parece ter sido tocado no interior da área academista. Fica a dúvida!
Três minutos depois Gonçalo Sousa remata perto da baliza de Garrido.
Aos 27 minutos momento de enorme infelicidade para os academistas quando João Caiado remata fraco para defesa de João Marado que contudo deixa a bola escapar-se para as suas redes.
Chega-se ao intervalo com um empate no marcador, num jogo cativante.
A segunda parte começou com os academistas a terem mais posse de bola e ao 2 minutos Gonçalo Sousa remata com perigo à barra da baliza de Garrido. Na resposta benfiquista o pequeno mas irrequieto Bruno ganha o lance sobre a linha lateral à defensiva academista e centra bem valendo o corte de Tigas a evitar o golo.
Aos poucos os academistas conseguiam novamente ter mais posse de bola e aos 37 minutos na sequência de um livre Bernardo Figueiredo obriga Daniel a grande defesa evitando assim a cambalhota no marcador a favor dos benfiquistas viseenses. Os locais estavam mais pressionantes e conseguiam empurrar os academistas para terrenos mais atrasados e aos 40 minutos Bruno Ferreira marca o livre e Alexandre Correia aparece a cabecear para defesa atenta do guarda-redes academista.
Dois minutos depois João Caiado com uma boa leitura de jogo liberta Diogo Almeida que sobre a linha da área entra na mesma e faz o segundo golo para os benfiquistas, para gáudio dos seus adeptos.
Com este resultado os benfiquistas igualavam os academistas no topo da tabela classificativa, e um golo daria-lhes a liderança e aos 48 minutos João Caiado surge sozinho num contra-ataque e Tigas consegue recuperar bem e fazer o corte providencial.
O jogo estava completamente em aberto e ambas as equipas procuravam um golo que lhes desse uma situação mais vantajosa nesta luta titânica pela liderança. Com o aproximar do final do jogo, os academistas conseguem equilibrar e aos 54 minutos Pedro Marado bem desmarcado por Berna remata bem perto da baliza de Garrido. O mesmo jogador academista dois minutos depois ganha em velocidade o lance à defensiva contrária e num remate colocado leva a bola a bater no poste.
Sobre os 60 minutos é a vez de Tigas rematar com perigo. No primeiro minuto do período de descontos Bernardo Pereira marca bem um livre e Daniel num voo brilha e evita assim que o marcador fosse alterado. No canto do cisne para os benfiquistas aos 62 minutos João Caiado primeiro e depois Bernardo Pereira rematam bem mas a muralha defensiva academista consegue aliviar e assim embora perdendo atingir a primeira posição.
Arbitragem com bastantes lances contestado, onde uma grande penalidade por assinalar e o segundo golo benfiquista merecem os maiores destaques, mas embora se tenham que dar o benefício de dúvida nos parecem ter sido mal ajuizados.

Out: clima de guerra. Um derby é sempre um derby, mas o clima de guerra e provocação de quem tem que ser um exemplo, ou seja adultos espectadores. Com esses actos nada ajuda à serenidade dentro do terreno do jogo. Foram 60 minutos de um jogo, sim um jogo e um desporto que estes campeões adoram e que alguns adultos ( felizmente em menor número) querem estragar! Reflectir para ensinar da melhor forma tão jovens crianças!
In: qualidade de jogo, união academista. O jogo prometia e os jovens jogadores cumpriram! Assim vale a pena assistir a um jogo de futebol e se os benfiquistas tiveram mais posse de bola e ocasiões para marcar, os academistas demonstraram nas alturas de maior aflição uma enorme entre-ajuda que lhes valeu o primeiro lugar. Arte, entrega, querer foram os tónicos em ambas as equipas e com isso o espectáculo cativou os muitos adeptos presentes neste jogo. Outro ponto positivo foi a união dos jovens academistas e nos momentos mais complicados foi algo muito importante. Neste tópico ficou na retina a acção perante o azar de João Marado e onde toda a equipa se envolveu com ele e lhe deu a força para suplantar este momento. Um grupo nasce destes actos!
Melhor em campo: Tigas. Intransponível! Foi um bastião na defensiva academista e ganhou quase todos os lances em que se envolveu. Mostrou segurança nas alturas mais delicadas e isso catapultou os academistas para um resultado que lhes permitiu conservar a liderança na tabela classificativa.

Outros resultados:
Lusitano Vildemoinhos - Dinamo Estação 1:8
Repesenses - Viseu Benfica 13:0

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu1080272924
Casa Benfica Viseu10802411024
Repesenses1071260722
Dínamo Estação1041 5263813
Viseu Benfica1020826646
Lusitano Vildemoinhos10001031000

Raça academista dá bom início.


Académico Viseu - Sátão 4:1
Golos Académico Viseu: Luis Almeida (2, 5 min), David Lopes (18 min), Rúben Lopes (45 min)
Golo Sátão: Pedro Miguel (19 min)
Académico Viseu: Pedro Santos, Afonso Rodrigues, João Rodrigues, Leandro Costa, Luis Almeida, Diogo Cabral, Rúben Lopes, Rodrigo Marques, Gonçalo Cardoso, Ricardo Roldão, David Lopes e Edgar Almeida.
Treinador: Sérgio Branquinho.
Sátão: Zé Miguel, Cristiano, Zé Pedro, Pedro Machado, Nuno Costa, Pedro Miguel, Jacques, Diogo Jesus, Hélder Dias, Diogo Machado, Zé Ferreira e Miguel.
Treinador: Luis Carlos.

Árbitro: Carlos Rodrigues.

Este jogo entre os benjamins do Académico de Viseu e do Sátão marca o início da segunda fase do escalão. Desta forma ambas as equipas procuravam começar com uma vitória.
Logo no segundo minuto os academistas viriam a marcar quando Gonçalo Cardoso desmarca bem Luis Almeida que perante o guarda-redes forasteiro abre o marcador. Os academistas entram melhor na partida e viriam novamente a marcar com Luis Almeida a aparecer solto de marcação e assim bisar na partida.
A resposta contrária dá-se à passagem do minuto sete com Pedro Miguel a rematar bem para defesa atenta de Pedro Santos.
Três minutos depois Hélder Dias bem desmarcado por Diogo Machado remata sem a melhor direcção gorando-se assim uma flagrante hipótese para o Sátão reduzir.
O Sátão tenta reagir aos dois golos sentidos mas caberia aos academistas a melhor ocasião para marcar quando Rúben Lopes em boa posição vê o seu remate ser defendido por Zé Miguel.
Esse mesmo golo viria a surgir aos 18 minutos quando num momento de inspiração David Lopes num remate indefensável bate Zé Miguel.
Aos 19 minutos João Rodrigues corta a bola com o peito mas a dupla de arbitragem assinala grande penalidade, num lance de muita contestação. Chamado a marcar Pedro Miguel faz o golo quer anima os forasteiros.
Chega-se ao intervalo com os academistas na frente do marcador fruto do bom futebol que foi praticando frente a um adversário que procurou sempre importunar os academistas.
A equipa do Sátão entra com uma toada mais pressionante e a ter assim mais posse de bola mas sem ter remates que levam real perigo para Pedro Santos.
Contudo a melhor oportunida para marcar caberia aos academistas quando aos 32 minutos Edgar Almeida remata forte para Zé Miguel defender com grande dificuldade.
Após uma entrada mais pressionante da equipa forasteira cabe agora aos academistas o maior domínio da partida e com isso ficam mais perto da baliza contrária. Aos 38 minutos Pedro Miguel bem desmarcado é desarmado na hora exacta por João Rodrigues que assim evita o reduzir da vantagem academista.
A partida esta aberta com ambas as equipas a procurarem aquele que é o sal do futebol e aos 40 minutos Luis Almeida remata bem para boa defesa de Zé Miguel. Três minutos depois David Lopes desmarca bem Luis Almeida que liberto de marcação remata um pouco ao lado. Contudo aos 45 minutos os academistas viriam mesmo a marcar com Rúben Lopes a aparecer bem solto de marcação e faz o golo.
Dois minutos depois Pedro Miguel num livre leva a bola a embater com estrondo na baliza academista. No ultimo minuto regulamentar Ricardo roldão aparece solto de marcação mas remata ao lado.
Arbitragem que passaria de forma ilesa da partida, senão fosse a grande penalidade marcada que nos pareceu de forma errada.

In: primeira parte academista. Especialmente nos primeiros 20 minutos os academistas rubricaram uma exibição de grande nível e conseguiram nesse período marcar três golos que lhes permitiu alcançar uma vantagem larga que foi um passo importante para a vitória final.
Melhor em campo: David Lopes. No eixo do meio campo rubricou um exibição cheia de raça e com muita entrega e para além de procurar evitar as investidas forasteiras ainda tinha a missão de servir os colegas, o que conseguiu. Para além disso premiou a sua exibição com um golo de belo efeito que ficou na retina dos adeptos.

Outros resultados:
Footlafões - Cracks Lamego 1:0
Carregal Sal - Dínamo Estação 4:2

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu1100413
Carregal Sal1100423
Footlafões1100103
Cracks Lamego1001010
Dínamo Estação1001240
Sátão1001140

Emoção em vitória academista


Académico Viseu - Moimenta Beira 3:2
Golos Académico Viseu: Kiko (9, 16, 52 min)
Golos Moimenta Beira: Gonçalo (47 e 48 min)
Académico Viseu: Diogo, Olavo, Gonçalo Coelho, Simão, Gonçalo Santos, Ricardo, André Guilherme, David Morgado, Guedes, Pipo, Kiko e Miguel Silva.
Treinador: Joaquim.
Moimenta Beira: André Cardoso, António Abreu, Miguel Antunes, Alexandre, Herlander, Leonel, Gonçalo, João Pedro, João Manuel, Marcos André, Diogo Gomes e Tiago manuel.
Treinador: David Silva.
Árbitro: Nuno Filipe.

Este era o jogo que marcava o fecho da fase inicial para ambas as equipas e assim ambas queriam acabar da melhor forma.
Logo no segundo minuto Kiko é bem desmarcado e fica perto do golo. Aos 6 minutos a equipa forasteira reage bem e Leonel leva a bola a embater com estrondo na barra da baliza de Diogo.
Três minutos depois Kiko desmarca bem Guedes que é desarmado no momento certo pelo guarda-redes André Bondoso.
No minuto seguinte Kiko numa jogada de insistência ganha o lance à defensiva contrária e abre o marcador. Sobre os 14 minutos novo bom lance de Kiko com André Bondoso e ter boa defesa.
Contudo no minuto seguinte o mesmo jogador bem desmarcado ganha o lance a Alexandre e perante o guarda-redes forasteiro amplia o marcador.
A resposta forasteira dá-se aos 20 minutos quando João Pedro centra bem mas não tem nos seus avançados o desfecho que mais pretendia. Na resposta é Guedes com um grande remate a obrigar André Bondoso a boa defesa.
A partida está agradável e ambas as equipas procuram o golo que torna assim atrativo o jogo.
Aos 29 minutos grande momento para os academistas quando Pipo consegue rodar bem e desfere um remate que só é travada pela barra da baliza forasteira.
Chega-se ao intervalo com um resultado parcial positivo para os academistas que conseguiram rubricar um bom futebol e assim encontra-se de forma justa em vantagem no marcador.
A equipa forasteira entrou mais pressionante na segunda parte e Leonel remata perto da baliza academista aos 33 minutos.
A partida esta mais equilibrada com os forasteiros a conseguirem ter mais posse de bola mas sem conseguirem criar muito perigo para a baliza defendida por Diogo.
Os academistas tentam reagir com remates de Pipo e David Morgado a passar perto da baliza forasteira. A maior pressão do Moimenta da Beira viria a resultar num golo à passagem do minuto 47 quando Gonçalo aparece a fazer o golo que anima os forasteiros.
No minuto seguinte boa jogada colectiva academista com a bola a chegar novamente a Gonçalo que remata cruzado e estabelece a igualdade no marcador.
A resposta academista dá-se aos 52 minutos com Pipo a marcar bem um canto e Kiko aparece a cabecear fazendo o terceiro golo da conta pessoal. No minuto seguinte os acadmeistas viriam mesmo a marcar por Pipo, mas a dupla de arbitragem decide anular o mesmo por alegado fora de jogo, numa decisão contestada.
Aos 58 minutos Pipo desmarca bem Kiko que fica perto do golo. No minuto seguinte Pipo desmarca desta vez David Morgado que remata lesto levando a bola a embater na barra da baliza defendida por David Morgado.
Vitória merecida academista frente a uma equipa que deu o seu melhor e assim conseguiu premiar ainda mais a vitória academista.
Arbitragem com duas situações de maior nível de decisão em que nos pareceu errar, mas onde a sua melhor posição no terreno lhes dará o benefício da dúvida.

Out: 15 minutos de nervosismo academista. Os academistas vieram algo nervosos dos balneários e isso reflectiu-se nos dois golos sofridos o que tornaram uma vitória que até ali se encontrava à sua mercê, algo complicado de assegurar mas a sua postura guerreira ainda lhes deu força para conseguir tão saboroso desidrato.
In: emoção do jogo. Foram 60 minutos emocionantes e onde ambas as equipas lutaram por um resultado positivo. Ambas as equipas em momentos não viraram a cara á luta e isso só cativou ainda mais os adeptos e mesmo os jogadores de ambas as equipas a quererem dar um grande espectáculo.
Melhor em campo: Kiko. Lutador, brigão e a procurar sempre a bola até ao ultimo segundo. Foi esta a tónica da exibição de Kiko e com isso os academistas conseguiram uma vitória que embora arrancada a ferros foi inteiramente justa. A cereja no topo da sua exibição foram os golos que tornam a sua exibição ainda mais brilhante!

Outros resultados:
Leomil - Sátão 2:2
Armamar - São João Pesqueira 9:0

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Sátão10811561425
Académico Viseu10802501524
Leomil10514292616
Armamar10406275012
Moimenta Beira1030722339
São João Pesqueira1010918643


18 fevereiro 2011

Aniversário João Rodrigues e Rodrigo Rodrigues


Hoje os benjamins academistas João Rodrigues e Rodrigo Rodrigues, completam mais um aniversário!
Um grande abraço
PARABÉNS CAMPEÕES!!!


















13 fevereiro 2011

Tiros ditam leis


VERGONHA! Desta vez começo pelo fim e por algo negativo que não posso deixar passar em claro. Deixo aqui uma pergunta: que aconteceria se numa deslocação fora para disputar um jogo, pedissem aos jogadores seniores que pagassem a respectiva viagem? Não achariam correcto e mesmo imaginável.
Pensei que pelo menos isto os jogadores mais jovens academistas tivessem direito. Mas hoje vi que não, pois mesmo eles tiveram que pagar do seu bolso uma deslocação a Aveiro, onde mais uma vez honraram este simbolo que tanto amam, apesar do abandono ditado pela direcção. Será assim que querem cativar estes jovens para o nosso clube?
A grandeza dos clubes vê-se nestes actos, pois os grandes e que são visíveis todos dão! Haja vergonha e ponderação de quem manda para fazer deste clube maior, isto se houver vontade para tal!

Beira Mar - Académico Viseu 2:1
Golo Beira Mar: Ribeiro (31 min) , Tiago (69 min)
Golo Académico Viseu: Marcelo (37 min)
Beira Mar: Canha, Ricardo, Fábio, Yusuf(Sousa, intervalo), João (Steven, intervalo), Aurélio (Esteves, 70+ 2min), Melo, Abreu, Ramalho, Lucas (Tiago, 52 min) e Ribeiro.
Suplentes não utilizados: Rafa, Rui e Sérgio.
Treinador: Rainho.
Académico Viseu: Marco (Fábio, intervalo), Pedro Pereira, Eduardo, Paulo Jorge, Rafael Silva, Tiago Vaz Pinto, Renato (Vasco, intervalo), Gonzalez, Samuel (Rui Cardoso, 47 min), Rui Silva (Kiko, 55 min) e Pedro Costa (Marcelo, intervalo).
Suplentes não utilizados: Rafael Barreiros e João Silva.
Treinador: Bruno e Pardal.
Árbitro: Paulo Pinheiro, Auxiliares: Álvaro Martins e João Calado (A.F. Coimbra)

Este era um jogo que marcava o encerramento da primeira fase do Campeonato Nacional de Iniciados. Com os objectivos ja concretizados ambas as equipas procuraram assim encerrar a mesma fase com uma vitória e assim o jogo promete.
Primeiro minuto e o Beira Mar fica perto do golo com Ribeiro na ala esquerda do seu ataque a rematar cruzado e a fazer Marco a ter uma grande defesa evitando assim o inaugurar do marcador para os beiramarenses.
Os academistas conseguem equilibrar a contenda e tentam reagir com rápidas movimentações de Samuel e aos 10 minutos o mesmo jogador aparece solto para Canha conseguir se adiantar e anular uma boa hipótese de golo.
Partida equilibrada com ambas as equipas a procurarem o golo o que cativa os adeptos existentes no campo, embora caiba à equipa local a maior percentagem de posse de bola.
Aos 22 minutos Aurélio ganha o lance a Pedro Pereira e entra na área academista e centra para nenhum colega de equipa conseguir o remate para golo.
Com a mudança de ala de Aurélio os beiramarenses conseguir criar mais dificuldades para a defensiva viseense e aos 31 minutos numa boa jogada a bola fica para Ribeiro que no meio da área solto de marcação empurra para o abrir do marcador.
Chega-se ao intervalo com um resultado a favor dos auri-negros fruto de um golo que surge no melhor momento local.
Os academistas entraram bem na partida e aos 37 minutos viriam a empatar o jogo num momento de enorme inspiração de Marcelo que recebe sobre a linha lateral e desloca-se um pouco para o interior do campo e desfere um remate indefensável para o voo de Canha.
A partida esta equilibrada o que cativa mais os adeptos. A resposta local dá-se aos 47 minutos quando Aurélio em boa posição remata bem valendo o corte providencial de Paulo para canto. No seguimento do lance mais uma situação de perigo com Aurélio a desmarcar bem Lucas que não consegue o remate.
Aos 53 minutos Aurélio desmarca bem Ramalho que em boa posição remata um pouco ao lado quando os adeptos auri-negros já gritavam o golo.
É um momento de grande pressão dos locais que empurram os academistas para terrenos mais atrasados mas onde a defesa academista está a conseguir suster estas investidas da melhor forma.
Aos 59 minutos boa jogada do irrequieto Aurélio a ter um centro milimétrico para Steven aparecer solto de marcação mas a rematar so lado da baliza de Fábio.
Cinco minutos depois é a vez de Melo em boa posição rematar um pouco ao lado da baliza academista. A equipa local intensificava a pressão e viria a marcar no ultimo minuto regulamentar quando Tiago desfere também ele um remate indefensável apesar do voo de Fábio.
Chega-se ao final da partida num jogo bem disputado e que ambas as equipas nunca viraram a cara perante um terreno sempre complicado e até onde o tempo condicionou a sua arte. Por isso ambas as equipas merecem destaque neste jogo.
Arbitragem embora com alguns erros não influenciou no resultado final da partida.

Out: entrave do relvado. Num estádio que ja recebeu as equipas mais importantes do pais, o Mário Duarte apresenta umas condições algo deficitárias e que aliada à forte chuva que se abateu sobre Aveiro o deixaram em muitos pontos impraticável e só a força fazia rolar a bola.
Valeu o grande espirito de luta destes campeões!
In: qualidade de golos. Dois dos três golos são de levantar qualquer estádio e merecem um digno destaque. Num jogo bem disputado por duas equipas que procuraram sempre o melhor resultado, os golos são duas pérolas que fazem deste futebol um verdadeiro hino no desporto.
Melhor em campo: Rafael Silva. Apesar da derrota academista, Rafael Silva rubricou uma enorme exibição e não deu qualquer hipótese aos jogadores que teve pela frente. Uma exibição intratável!

Outros resultados:
São Romão - Mangualde 4:0
Anadia - Taboeira 4:2
Repesenses - Oliveirense 1:2
Núcleo Guarda - Tourizense 2:0
Sp. Covilhã - Crasto 5:0

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Beira Mar222020711062
Oliveirense 221633591951
Anadia221345472243
Taboeira221147423037
Académico Viseu22787323129
São Romão22859354229
Repesenses228410382828
Núcleo Guarda227510223126
Covilhã226610263424
Tourizense225413226419
Mangualde224117206013
Crasto223219176011

12 fevereiro 2011

Aniversário Eduardo



Hoje o Eduardo, um dos jogadores dos Iniciados do nosso clube faz anos. Continua como és e verás que o céu é o limite dos teus sonhos.
Um grande abraço campeão!

PARABÉNS CAMPEÃO!!!


















09 fevereiro 2011

Aniversário João Sousa


Hoje o João Sousa, um dos jogadores dos Infantis do nosso clube faz anos. Um grande abraço campeão!

PARABÉNS CAMPEÃO!!!