31 maio 2009

Aniversário João Coelho


Hoje é o João Coelho o aniversariante. Ele é Juvenil no nosso clube!

Parabéns CAMPEÕES!!

27 maio 2009

Aniversário André

Hoje o André é o aniversariante. Ele é Juvenil no nosso clube.
Parabéns CAMPEÃO!!

25 maio 2009

Festa regada com derrota


Repesenses - Académico Viseu 4:2
Golos Repesenses: Tiago Ferreira (12 min), José Luis (17 e 21 min), Tiago Silva (59 min)
Golos Académico Viseu: Pedro (2 min), Eduardo (8 min)

Repesenses: Diogo Reis, Zé Luis, Tiago Ferreira, Tiago Batista, Nuno Pinheiro, Francisco Teixeira, Tiago Silva, Alexandre Paiva, Tiago Norte, Renato Madureira, Miguel Duarte e Luis Manuel.
Treinador: Mister Renato.
Académico Viseu: Gonçalo Braguez, Bernardo, Gonçalo Rodrigues, Eduardo, Paulo, Hugo, Aníbal, Frederico, Pedro, Miguel Ângelo, Miguel e Rafael Barreiros.
Treinador: Júlio e Joaquim.

Os jovens academistas após a conquista do Campeonato no fim de semana passado tinham mais um derby com o Repesenses, procurando acabar da melhor este campeonato. Por sua vez os jovens repesenses procuravam a sua primeira vitória nesta fase derradeira.
Entrou melhor o Académico que viria a inaugurar o marcador após uma boa jogada de Hugo que sobre a ala esquerda do seu ataque consegue centrar bem para o interior da área, onde aparece Pedro a fazer o golo. No minuto seguinte é Rafael Barreiros que fica perto do golo valendo no caso a boa defesa de Diogo Reis.
A resposta do Repesenses dava-se aos 4 minutos com um remate muito por alto de José Luis. No minuto seguinte nova boa ocasião de golo para a turma local quando Tiago Batista livre de marcação remata com estrondo a barra da baliza de Gonçalo Braguez.
Todavia seria o Académico a marcar novamente desta vez por intermédio de Eduardo que marca bem um livre sem hipóteses para o guarda-redes local.
Tal como tinha acontecido anteriormente os jovens repesenses reagiram bem ao golo sofrido e desta forma conseguiram mesmo marcar por intermédio de Tiago Ferreira que aproveita algumas fragilidades defensivas academistas e rematando cruzado faz o golo que reduzia o marcador.
Aos 15 minutos a turma local esteve perto do golo por duas vezes quando Tiago Silva numa primeira vez obriga o guarda-redes academista a boa defesa. Na segunda em boa posição após desmarcação de Zé Luis e sem qualquer marcação falha na direcção do seu remate.
Contudo o golo do empate viria mesmo a surgir à passagem do minuto dezassete quando Zé Luis consegue se libertar da marcação contrária e desferir um remate cruzado que leva a bola a anichar-se nas redes contrárias.
A resposta academista dá-se por intermédio de Hugo que após uma boa jogada individual consegue descobrir Frederico que remata de primeira valendo a atenção do guarda-redes repesense.
Já sobre o apito para o intervalo nova ocasião para a turma local, quando tiago Silva, bem desmarcado por Tiago Ferreira não consegue dar ao seu remate a melhor direcção quando os seus adeptos já gritavam pelo golo.
Tal como na primeira parte coube aos jovens academistas a primeira ocasião de perigo, quando após livre de Edurado, Aníbal tenta de forma acrobática marcar valendo a atenção de Luís Miguel. Aos 37 minutos canto para Francisco Ferreira que marca bem e Tiago Silva, novamente perdulário, aparece sem marcação mas a cabecear ao lado.
Aos 41 minutos boa ocasião para o Académico marcar quando Miguel é derrubado no interior da área repesense. Chamado a marcar Miguel Ângelo permite a Luis Miguel uma boa defesa.
A partida estava mais equilibrada e ambas as equipas estiveram perto do golo no minuto 45. Primeiro Pedro bem desmarcado por Hugo falha na direcção do remate. Por suas vez na resposta é Zé Luis a obrigar Gonçalo a boa defesa.
Contudo a cambalhota no marcador viria mesmo a acontecer aos 51 minutos quando Zé Luis numa boa jogada de insistência consegue desferir um remate que só para nas redes academistas. Os academistas sentem este revês e nos minutos seguintes estiveram perto de sofrer o golo mas a direcção dos remates de Zé Luis e de Tiago Silva não foram as melhores. A resposta academista dá-se com um bom remate de Hugo à baliza repesense, valendo a atenção de Luis Miguel.
Já no minuto de compensação, a turma repesense viria a marcar novamente, numa jogada típica de contra-ataque que aproveitando o maior balanço ofensivo academista, Tiago Silva aproveita os espaços e sobre a direita do seu ataque desfere um remate cruzado e carimba o resultado final.
Estava selado o resultado final que premeia a entrega repesense e castiga algumas fragilidades defensivas academistas que se revelaram fatais no resultado final.
Arbitragem sem grandes problemas mas que cometeu alguns erros no ajuizar de foras de jogo, visto assinalar os mesmos em sitios que não deviam ser marcados. Contudo com a prática e o ensinamento prático levaram-os a não cometerem os erros na 2 parte.
Com o apito final, embora derrotados neste jogo, os jovens academistas fizeram a festa que premeia uma época dourada, fruto de muito trabalho e que os levou à conquista de novo título. PARABÉNS CAMPEÕES!

Melhor em campo: Zé Luis. Esteve a bom nível e com dois golos, conseguiu premiar uma boa exibição. Procurou sempre desequilibrar a defensiva academista, o que conseguiu e levou à mesma sempre muito perigo com as suas investidas.
In: entrada academista e jogo repesense. Querendo premiar a conquista do título com uma vitória, os jovens academistas entraram da melhor forma com dois golos e com uma boa troca de bola. Do outro lado estava uma equipa que procurava também uma vitória e que tudo fez para a atingir e que com um jogo inteligente conseguiu conquistar!
Out: fragilidades defensivas academistas. Desta vez o sector que tem sido o grande bastião e o trunfo desta equipa sentiu dificuldades e foi vencido perante as investidas contrárias. As muitas alterações na sua composição podem justificar algum menor entendimento da máquina academista.

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu421112107
Pinguinzinhos3111

11

44
Repeses

3

102811

3


24 maio 2009

Eficácia dita derrota injusta


FootLafões - Académico Viseu 2:1
Golo Académico Viseu: Gonçalo Sousa

Académico Viseu: Rui Pedro, Pedro Pais, Denis, Pipo, Gonçalo Santos, João Caiado, Gonçalo Sousa, Guilherme Lopes, Andre Guilherme, Rodrigo, Miguel e Diogo.

Este era o último jogo do Campeonato para os jovens academistas nesta fase derradeira deste Campeonato distrital de Escolas e desta forma queriam acabar da melhor forma esta fase.
Pelo outro lado estava a equipa do FootLafões que procurava uma vitória de forma a assumir a liderança na tabela classificativa e colocar-se assim em melhor posição para a conquista do título.
Começou melhor a turma forasteira que pautaram asua primeira parte com uma excelente exibição. Uma mão cheia de oportunidades dos academistas por concretizar no 1º tempo levou a que ao intervalo o resultado se pintasse com um nulo injusto.
No recomeço, o FootLafões entrou melhor n partida e aproveitando duas flagrantes oportunidades conseguiu colocar-se numa boa posição no marcador com dois golos.
Até ao fim do jogo, o Académico consegue novamente superiorizar-se, mas apenas faz um golo por intermédio de Gonçalo Sousa.
Neste jogo os jovens academistas demonstraram que em nada são inferiores ao seu adversário, podendo o resultado ter sido bem diferente se a eficácia tivesse sido melhor.
Embora acabando com uma derrota, estes jovens academistas mostraram ao longo do campeonato um grande serviço que os levou a conquistar um muito honroso lugar no podium deste escalão. Parabéns Campeões!

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

FootLafões3300

10

59
Pinguinzinhos32011166
Académico Viseu

4

004919

0

23 maio 2009

Infantis Goleadores

Académico Viseu - Cracks Lamego 8:0

Os jovens infantis B academistas revelaram mais uma vez a sua veia goleadora. Frente aos Cracks de Lamego uma equipa bem constituida fisicamente os jovens academistas mostraram o seu bom futebol e conseguiram uma goleada que os coloca no topo da liderança de forma isolada.
Outros resultados:
Repesenses - Cracks Lamego 1:6

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu33002259
Cracks Lamego

4

1121016

4

Repesenses3012

2

131

22 maio 2009

Esclarecimento

Ultimamente tenho recebido alguns comentários que me fazem pensar e ao qual decidi para pela ultima vez uma resposta às mesmas.

"Não sei o porque de não por o meu comentário, não disse nada de mais. Só se foi por não ter falado nos seu afilhados.Força Académico"

As pessoas parecem não entender ou já não sei se é mesmo o de não quererem entender. Os comentários vão sendo postos quando posso, pois ao contrário de grande parte deste país eu trabalho e orgulho-me disso. E para manter o meu local de trabalho preciso de dar o máximo. Por isso é normal só publicar e aceitar comentários das pessoas quando chego a casa e reservo algum tempo a isso. Se as pessoas não compreendem já me escapa, mas agora falar de afilhados? Quais todos os meninos que eu acompanho? Falar sem se saber e principalmente criticar sem se saber são mesmo algo típico da sociedade portuguesa.

Já agora refere o porquê de haver treinos de captações. Será que um clube não pode andar à procura e bons valores que por vezes surgem nestes treinos? Ou será que só alguns clubes podem fazer?

Outra das frases:
"os infantis B tambem existem sabiam?"

Sim por acaso sei que existem e como também já disse aqui várias vezes não tenho o poder de estar em dois sitios ao mesmo tempo, por isso pedir sempre ajuda. Mas em mais de 20 jogos e com mais de 30 pessoas envolvidas neste escalão, quantas pessoas se dignam a responder a este repto? Uma ou duas, no qual destaco a ajuda do jogador Francisco. De resto nada. Penso que não estou a pedir nada do outro mundo e já que se critica também se pode tentar ajudar a evoluir este blog. Mas ajudar? Para quê? Custa muito... vale mais criticar sem se por as mãos na massa.

Aniversário Guilherme Moita


Hoje é o Guilherme Moita o aniversariante. Ele é Iniciado no nosso clube.

Parabéns CAMPEÃO!!

19 maio 2009

Aniversário Tiago


Hoje é o Tiago Vaz Pinto que faz anos. Ele é Infantil no nosso clube.

Parabéns CAMPEÃO!!


16 maio 2009

Campeões, Campeões!!

video
Pinguinzinhos - Académico Viseu 1:1
Golo Pinguinzinhos: Bruno Figueiredo (16 min)
Golo Académico Viseu: Tiago Vaz Pinto (6 min)

Pinguinzinhos:Carlos Bastos, Bernardo Simões, Diogo Lopes, Rodrigo Cruz, João Pedro, Rúben Martins, Diogo Varanda, Bruno Figueiredo, Gonçalo Costa, Hugo Mota, Ivo Duarte, Marcelo Ferreira.
Treinador: André Mota.
Académico Viseu: Fábio, Bernardo, Miguel Almeida, Rafael Barreiros, Paulo, Hugo, Anibal, Frederico, Pedro, Rafael Silva, tiago Vaz Pinto e Gonçalo.
Treinador: Júlio e Joaquim.
Cartões Amarelos: Bernardo (56 min), Rúben Martins (60+1 min)
Cartão Vermelho: Rafael Silva (48 min)
Árbitros: Olga Almeida e Bruno Pedro.

Este era um jogo que colocava em confronto as duas equipas que se encontravam numa melhor vantagem para atingir o título distrital de Infantis.
Desta forma esperava-se um jogo bastante equilibrado e os primeiros cinco minutos foi o espelho fiel disso mesmo e só aos 5 minutos é que Bernardo Simões tem um remate a uma das balizas, no caso a academista. Contudo a resposta foi fatal com um cruzamento teleguiado de Rafael Silva para Tiago Vaz Pinto vir detrás e antecipar-se ao guarda-redes contrário abrindo assim o marcador. A resposta local dá-se aos 8 minutos com Bruno Figueiredo a ter remata forte para defesa atenta de Fábio.
Aos doze minutos é Hugo após bom entendimento com Rafael Silva a rematar por alto. O golo do empate surge aos 16 minutos quando é dado algum espaço a Bruno Figueiredo e este não perde tempo, rematando cruzado e fazendo o golo do empate.
Este golo fez crescer a turma local e no minuto seguinte é Beranrdo que obriga Fábio a esticar-se de forma a evitar o golo.
Depois deste lance, embora os Pinguinzinhos tivessem mais posse de bola, o Académico conseguia controlar as investidas e reduzir os espaços dados e só aos 28 minutos é que se veria um lance de perigo com um remate forte de Rafael Silva a obrigar Carlos Bastos a defesa incompleta a que faltou a presença dos avançados academistas. Na resposta Higo Mota aparece isolado perante Fábio e este no chão consegue uma defesa de elevado nível de dificuldade conservando o empate, já no período de descontos é Bernardo a ter um bom remate levando a bola a rasar o poste academista.
Chegava-se ao intervalo com um resultado justo para o que se assistia na partida, onde embora com mais posse de bola local, o Académico também dispôs de lances perigosos.
A segunda parte prometia uma turma dos Pinguinzinhos a lutar por um resultado positivo que os coloca-se em boa vantagem para a luta do Campeonato e no primeiro um desequilibrio na defesa academista deixa Hugo Mota em boa posição perante Fábio que de força corajosa faz uma boa defesa. Aos 33 minutos Bruno Figueiredo tem um lance individual rematando colocado valendo a atenção de Fábio.
O Académico procurava libertar-se das amarras que a turma local lhe submetida onde Hugo e Rafael Silva eram as flechas para os contra-ataques. Aos 40 minutos minutos é Bernardo Simões a ter bom remate para defesa fácil do guarda-redes academista. No minuto seguinte é Bruno Figueiredo que num livre descaído para a direita leva a bola a passar perto da baliza academista faltando um toque dos seus colegas a fazer o golo.
Reduzido a 6 elementos após expulsão de Rafael Silva, procurava suster o impeto local embora este fosse mais alimentado com o coração do que com a cabeça e só aos 55 minutos é que Bruno Figueiredo consegue ter boa jogada individual e rematar com algum perigo. O mesmo jogador teria novamente nos pés o golo quando num livre obriga Fábio a boa defesa conservando assim o empate muito importante.
Os minutos finais foi um pouco jogado com o coração por parte da turma local, embora sem ter conseguido qualquer lance de perigo para a baliza defendida por Fábio.
Arbitragem a bom nível sem grandes erros e assim conseguiu levar a melhor à forte contestação protagonizada pelos adeptos.
Com o soar do apito final da dupla de arbitragem irrompeu a festa por parte dos academistas e dos seus adeptos pela conquista de um título que premeia a boa época destes jovens e que faz o Académico ser bicampeão consecutivo neste escalão.

Melhor em campo: Fábio. Foi o bastião da defesa academista e conseguiu com um punhado de defesas manter um resultado positivo e dar segurança à defesa academista. Não se atemorizou com as investidas contrárias e mostrou-se em elevado nível levando-o a ser o melhor jogador em campo.
In: qualidade das equipas. Estas duas equipas possuiam dos melhores jogadores do distrital neste escalão e disso provocaram neste jogo. Embora sem ser um jogo dislumbrante as equipas mostraram ser dignas da presença nesta fase derradeira. Se de um lado a turma local procurava como lhe competia o unico resultado que lhe interessava: uma vitória, os jovens academistas conseguiram mostrar o seu trabalho defensivo e tal como as formigas lutar por uma vantagem conquistada anteriormente. Parabéns a ambas as equipas!
Out: comportamento de adeptos. Muitas das vezes assiste-se a provocações e intimidações externas ao campo do futebol e esse é um aspecto que só faz o futebol perder o seu brilho. Ainda mais com jovens jogadores, estes mesmos adeptos que são pais deviam ser o exemplo de formação para eles e que desta forma são sim uma imagem de maus exemplos. A meditar!!!

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu32101067
Pinguinzinhos3111

11

44
Repeses

3

00249

0


Fragilidades ditam derrota


Pinguinzinhos - Académico Viseu 4:0
Golos Pinguinzinhos: Rafael Fernandes (17 min), Miguel Ângelo (p.b, 22 min), Xavier (27 min) e Rafael (50 min).
Pinguinzinhos: Diogo Garrido, João Morgado, Leandro, Rui Pedro, Miguel, Francisco, Rafael Fernandes, Gabriel, Diogo Ferreira, André, Xavier e Bruno Cordeiro.
Treinador: Carlos Silva.
Académico Viseu: Rui Pedro, David Morgado, Leoanrdo, Pipo, Gonçalo Santos, João Caiado, Gonçalo Sousa, Guilherme, André Guilherme, Rodrigo, Miguel Ângelo e Diogo.
Treinador: Joaquim e Júlio.
Cartões Amarelos: Gonçalo Sousa (43 min).
Árbitros: Olga Almeida e Bruno Pedro.

Este era um jogo que colocava em jogo muita das esperanças de ambas as equipas. Enquanto que a turma local com uma vitória igualava no topo classificativo o FootLafões, a turma academista só uma vitória o colocava ainda em jogo quanto a uma possivel luta pela titulo distrital de Escolas.
A partida começou equilibrado embora que com maior posse de bola para a turma local. Contduo só aos 11 minutos é que se iria assistir ao primeiro remate com real perigo a uma das balizas. Coube a Diogo Ferreira com um remate forte que passou um pouco ao lado da baliza academista.
O marcador viria a ser inaugurado num lance de infelicidade do guarda-redes Diogo, quando após defesa a remate de Rafael Fernandes deixa a bola escapar-se das mãos e escapar para o interior da sua baliza.
A resposta academista dava-se por Gonçalo Sousa com um remate que coloca a prova o guarda-redes Diogo Garrido. Contudo nova infelicidade iria bater nos jovens academistas quando Diogo Ferreira tem um cruzamento largo fazendo a bola passar pelo guarda-redes academista e Miguel Ângelo tem um corte infeliz levando a bola a anichar-se nas suas redes.
Com este golo o dominio da partida passa a ser inteiramente feito pela turma local que não deixava os academistas subirem no seu terreno e já sobre o apito para o intervalo Diogo Ferreira tem bom remate que quase surpreende o guardião academista.
Este era um resultado fruto de uma actuação personalizada dos Pinguinzinhos que souberam aproveitar as fragilidades e acima de tudo o enorme nervosismo que se sentia nas hostes academistas.
Os Pinguinzinhos viria a entrar da melhor forma na parte derradeira quando Xavier num livre do meio campo consegue rematar forte e bater Diogo. A resposta dava-se com remate ao lado de João Caiado após ter sido bem assistido por Rodrigo.
Aos 32 minutos é Gonçalo Sousa a colocar À prova o guarda-redes local Diogo Garrido.
Aos 35 minutos primeiro João Caiado e depois Gabri levam o perigo com bons remates às balizas contrárias. Aos 37 minutos lance de Gonçalo Sousa a rematar e a bola a bater ainda em Rodrigo que quase dá origem ao golo academista valendo o corte providencial de Xavier.
Era os Pinguinzinhos que pressionavam mais e por duas vezes ficam perto do golo quando primeiro Xavier e depois Gabriel tem boas ocasiões de alvejar a baliza academista.
Contudo já nos descontos viria a surgir novo golo local, no melhor lance da partida quando André sobe pela ala direita do seu ataque e centra com conta peso e meida para Rafael Fernandes fazer o golo que carimbava o resultado final.
Por vezes complicar o que é fácil faz da missão dos árbitros muito mais dificil. Com os jogadores a criarem poucos motivos para decisões erradas não se percebe os erros que esta dupla de arbitragem teve neste jogo. Nervosa e muito complicativa pintaram de negativo o seu trabalho.

Melhor em campo: Gabriel. É daqueles jogadores que não dando por vezes nas vistas, está no lugar certo e a levar a bom caminho os ataques de uma equipa. Uma formiga com arte!
In: jogo local. Com melhor posse de bola e matreirice a turma local mostrou ser umas das fortes candidatas ao título distrital deste escalão. Soube aproveitar o nervosismo contrária e ganhar de forma incontestada.
Out: nervosismo academista, comportamento de adeptos.
Muitas das vezes assiste-se a actos, provocações e intimidações externas ao campo do futebol e esse é um aspecto que só faz o futebol perder o seu brilho. Ainda mais com jovens jogadores, estes mesmos adeptos que são pais deviam ser o exemplo de formação para eles e que desta forma são sim uma imagem de maus exemplos. A meditar!!!
Por outro lado os jovens academistas mostraram-se estranhamente muito nervosos e nunca conseguiram por em jogo os seus verdadeiros trunfos e armas. Com alguns erros e mais com o coração do que com a cabeça a reacção esteve um pouco longe do que de tão belo já conseguiram fazer. Uma palavra para estes campeões. Embora possa estar a correr mal esta fase vocês já são uns campeões por tudo o que já fizeram ao longo deste campeonato. Sejam felizes!
É nas derrotas presentes que se ganham alicerces para as vitórias futuras!!

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

FootLafões2200

8

46
Pinguinzinhos32011166
Académico Viseu

3

003817

0


14 maio 2009

Aniversário Correia e Miguel Ângelo


Hoje são dos os aniversariantes. Um é o Correia o aniversariante. Ele é Junior no nosso clube. O outro é o Miguel Ângelo escola também no nosso clube

Parabéns CAMPEÕES!!

13 maio 2009










Hoje são 3 os aniversariantes. Na esquerda é o Melo que é Junior no nosso clube. No centro é o Nuno e na direita o Oliveira, ambos são juvenis no nosso clube


Parabéns CAMPEÕES!!

10 maio 2009

Recordar amigo


Com as pausas nos Campeonato dá sempre para recordar amigos e campeões em acção.
Força aí amigo e conquista o que mais sonhas. És capaz! SONHA e VOA nas asas do sonho!

P.S: Só por curiosidade, o jogo que assisti foi o V.Guimarães - Académica Coimbra 0:2, onde o segundo golo foi marcado pelo Zito. PARABÈNS!

Academistas arrsadores

Académico Viseu - Repesenses 7:1
Os jovens academistas após uma vitória gorda em Lamego procuravam obter mais três pontos num derby que suscita sempre grandes emoções.
Foi mais parte os jovens academistas que assumiram o dominio do jogo e foram ampliando o marcador até atingirem uma gorda vitória que os isola no topo da sua série.

Infantis:
Académico Viseu - RepesensesB 7:1

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu B22001456
Cracks Lamego

2

01147

1

Repesenses B2011

1

71

Infantis A e Escolas folgam

Os jovens escolas e infantis A, tinham neste fim de semana uma folga, aproveitando para retemperar energias para as fases fulcrais do seu Campeonato.

Infantis:
Pinguinzinhos - Repesenses 6:2

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu2200956
Pinguinzinhos2101

10

33
Repeses

2

00249

0



Escolas:
Pinguinzinhos - FootLafões 0:2

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

FootLafões2200

8

46
Pinguinzinhos2101763
Académico Viseu

2

002813

0

06 maio 2009

05 maio 2009

Reviravolta forasteira

Académico Viseu - FootLafões 4:6

As escolas academistas tinham neste jogo, uma hipótese para redimir da derrota consentida na primeira jornada desta fase derradeira. Por sua vez a equipa do FootLafões procurava entrar da melhor forma nesta fase.
O Académico entrou melhor na partida e colocou-se numa vantagem por 2-0. Esperava-se que este fosse um bom prenuncio para uma vitória mas a reacção forasteira permitiu dar uma enorme cambalhota no marcador que permitiu aos forasteiros atingir uma vitória.

NOTA: Visto não ter assistido ao jogo, gostava de pedir a quem puder ajudar a "construir" esta notícia que me mande informação sobre o mesmo. O meu obrigado!

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Pinguinzinhos1100743
FootLafões1100

6

43
Académico Viseu

2

002813

0



(em actualização)

03 maio 2009

Aniversário Rafael


Hoje é o Rafael Barreiros o aniversariante. Ele é infantil no nosso clube.

Parabéns amigo. Acredita nos teus sonhos e verás que passarão brevemente a serem reais. Um abraço do meu tamanho CAMPEÃO!!

02 maio 2009

Vitória abre horizontes


Académico Viseu - Repesenses 3:1
Golos Académico Viseu: Pedro (5 min), Rafael Silva (11 min) e Rafael Barreiros (13 min)
Golo Repesenses: Zé Luis (27 min)

Académico Viseu: Fábio, Bernardo, Gonçalo, Eduardo, Rafael Barreiros, Hugo, Aníbal, Miguel Ângelo, Pedro, Rafael Silva, Tiago e Gonçalo Braguez.
Treinador: Júlio e Joaquim.
Repesenses: Diogo Reis, Renato Madureira, Tiago Silva, Alexandre Paiva, Tiago Norte, Francisco Teixeira, Zé Luis, Tiago Batista, Tiago Ferreira, Nuno Pinheiro, David Franco e Luis Manuel.
Treinador: Mister Renato

Este era mais um derby no escalão de Infantis mas que se assumia com um maior nível de importância face a estarmos já na fase derradeira do Campeonato.
O Académico entrou mais pressionante, procurando um golo que o coloca-se na vantagem no marcador e por duas vezes fica perto do golo quando Rafael Silva e depois Rafael Barreiros rematam com muito perigo à baliza repesense. O golo viria a surgir à passagem do minuto por Pedro que responde da melhor forma a cruzamento de Rafael Silva.
O Académico controlava a partida e aos 11 minutos viria novamente a marcar quando a defensiva forasteira deixa Rafael Silva com espaços e este aproveita da melhor forma, ampliando assim a vantagem academista. Era um período de maior pressão academista e onde o Repesenses não conseguia explanar o seu jogo e aos 13 minutos viria a sofrer novo golo quando Rafael Barreiros num processo simples mas eficaz consegue levar a bola a anichar-se nas redes contrárias.
A resposta é pronta e Tiago Batista consegue ganhar o lance à defensiva academista e obriga Fábio a defesa complicada. No minuto seguinte é Pedro que se consegue antecipar ao guarda-redes Diogo reis, ficando a milimetros do golo.
O Repeses começava a crescer no jogo e aos 21 minutos dispõe de uma flagrante hipotese para reduzir quando Tiago Silva após lançamento longo da sua defesa aparece isolado perante Fábio e este consegue fazer uma mancha que evita assim o golo.
Era o melhor período da turma repesenses e aos 24 minutos Zé Luis remata forte levando a bola a embater caprichosamente na base dos dois postes da baliza academista. O mesmo jogador viria a conseguir reduzir quando acredita num lance perdido e à saída de Fábio consegue o golo que colocava os jovens repesenses de novo na luta pelo resultado final.
Chegava-se ao intervalo com uma vitória academista fruto de uma entrada de rompante que lhe permitiu obter 3 golos.
A segunda parte começou com uma boa oportunidade para os jovens academistas quando Hugo tem um bom remate ficando perto da baliza contrária. Na resposta o jogador mais influente do Repesenses, no caso Zé Luis, tem boa jogada de perigo valendo o corte providencial de Bernardo. O jogo estava mais aberto e aos 39 minutos Rafael Silva consegue arrancar pela ala esquerda do seu ataque e remate cruzado falhando o remate fatal primeiro de Hugo e depois Anibal. Três minutos a seguir é Hugo que tem bom passe para Anibal que em boa posição perde o tempo de remate e é desarmardo por Tiago Batista.
Era uma segunda parte mais equilibrada onde o Repeses tinha mais posse de bola, mas o Académico conseguia gerir a vantagem no marcador de forma exacta que possuia. Aos 45 minutos é Tiago Silva que em boa posição obriga Fábio a defesa atenta para canto. No seguimento do mesmo nova bola na trave da baliza academista fruto de um bom remate do atacante repesense.
O Repesenses procurava novo golo e esteve perto de o conseguir quando Alexandre Paiva consegue entrar na defensiva academista e remata forte valendo a defesa com os pés de Fábio. Na resposta é Rafael Silva que tem boa jogada individual pela esquerda do seu ataque e remata bem valendo a defesa de Diogo Reis. Após esta defesa a bola ainda chega a Gonçalo que não consegue desferir o melhor remate.
Entrava-se nos descontos da partida e o Repesenses teria uma boa oportunidade para reduzir: seria uma grande penalidade a castigar uma falta sobre Tiago Silva. Chamado a marcar Tiago Batista desfere forte mas leva a bola a embater com estrondo na baliza agora defendida por Gonçalo Braguez.
Chegava-se ao final da partida com uma vitória academista fruto de uma boa entrada que lhe permitiu atingir uma vantagem que se revelou fatal para os intentos forasteiros, mas onde os locais souberam gerir da melhor forma a mesma e desta forma assumir de forma isolada o primeiro posto da tabela classificativa desta fase derradeira. Por outro lado o Repesenses foi crescendo na partida dando uma boa mostra do seu valor na segunda parte onde embora domino não conseguir marcar golos.
Arbitragem embora contestada embora muitas vezes sem sentido, esteve em bom nível.

Melhor em campo: Miguel Ângelo. Revelou-se sempre que teve em campo um muro intransponível ao ataque contrário e que foi fundamental para o gerir de uma vantagem que souberam de forma exímia atingir. A par com Fábio foram os guardiões de um prémio que tal como as formigas fazem juntaram e que no final souberam gozar da mesma.
In: entrada academista. Foi uma entrada a grande nível dos jovens academistas que souberam eliminar os pontes fortes repesenses, não os permitindo construir nenhum lance de real perigo. Por outro lado obtiveram uma vantagem que soube depois gerir e que lhe permite atingir um posto de enorme relevo na tabela classificativa.
Out: entrada repesense. Foi o factor desequilibrante. Com uma entrada longe do melhor revelou-se fatal para o seus intentos e só após uma desvantagem gorda de 3-0 é que os jovens repesenses conseguiram-se libertar da pressão academista e ir equilibrando a partida e criar lances de perigo.

Clube

J

V

E

D

GM

GS

Pontos

Académico Viseu2200956
Pinguinzinhos1001

4

60
Repeses

1

00113

0


Fim de época vitoriosa


Académico Viseu - Sampedrense 3:0
Golos Académico: André Sobral(8 min), Diogo (67 min) e Zé Henriques (70 min)

Académico Viseu: Cunha, Rodolfo (Gito, 75 min), Diogo Cunha, Melo, Jorge, Leandro (Nogueira, 65 min), André Sobral, Ferreirinha, Diogo, Romeu (Lobo, intervalo) e Zé Henriques.
Suplentes não utilizados: Toni, Marco, Diogo Pereira e Nicolau.
Treinador: Sérgio Nunes.
Sampedrense: André, Hélder, Sérgio (Yuri, 79 min), Nico (Diogo Marques, 68 min), Pedro, Bianchi, Diogo Oliveira, Márcio (Tiago Almeida, intervalo), Neves, Luis Duarte, João Rodrigues.
Suplentes não utilizados: Jorge e André Santos.

Cartões Amarelos: Hélder (70 min) e Pedro (88 min)
Árbitro: Eduardo Ferreira, Auxiliares: Marco Cláudio e Paulo Cardoso.

Este era o ultimo jogo para ambas as equipas no Campeonato Distrital de Juniores. Sem grandes decisões para serem tomadas este jogo previa-se num jogo aberto e com ambas as equipas a procurarem o melhor resultado.
Começou melhor o Académico que viria a marcar à passagem do minuto 8 quando Lenadro e Jorge fabricam bem um lance pela esquerda do seu ataque, com este ultimo a cruzar largo para o segundo poste onde aparece André Sobral que fuzila o desamparado guarda-redes sampedrense.
O jogo era jogado a ritmo lento e só aos 20 minutos é que se assistiria a novo lance de perigo para uma das balizas quando Diogo desmarca Romeu que não consgeue o melhor remate, embora consiga encaminhar a bola para Zé Henriques que aparece a rematar ao lado da baliza de André.
Aos 27 minutos é André Sobral que tem boa jogada pela direita e cruza para Romeu que não consegue o remate. Na sobra é Ferreirinha que remate por alto.
Aos 34 minutos surge uma resposta tímida da turma visitante quando Diogo Oliveira em boa posição remate muito por alto. Na resposta é Romeu que fica perto do golo quando num remate cruzado leva a bola a rasar o poste da baliza contrária.
Entrava-se nos 5 minutos finais da parimeira parte e Rodolfo com um bom remate quase que surpreende o guarda-redes contrário.
Já sobre o apito para o intervalo surge a melhor oportunidade de golo para o Académico, quando após boa jogada de envolvência entre André, Diogo e Romeu, este ultimo remata fraco para defesa fácil de André.
Chegava-se ao intervalo com um resultado justo numa partida jogada a ritmo lento digno de final de temporada.
Como seria de esperar a turma do Sampedrense entrou na segunda parte com o firme propósito de marcar e logo no primeiro minuto Neves tem grande ocasião para marcar falhando na direcção do seu remate. Aos 52 minutos é a vez do Académico ter boa ocasião de golo quando num lançamento lateral de Rodolfo, Zé Henriques obriga André a voar de forma a evitar o ampliar do marcador.
Aos 60 minutos a turma forasteira tem uma grande ocasião para empatar quando Hélder deixado sem marcação no interior da área academista remata bem, valando a atenção de Cunha. No seguimento do canto Neves marca bem o mesmo e de forma directa quase que surpreende o guarda-redes academista.
Contudo seria o Académico a ampliar o marcador quando num livre de Zé Henriques, Diogo aparece a cabecear mais alto do que a defesa contrária e faz o golo.
Uma possível resposta a este golo viria a ser eliminada com um erro infantil de Hélder que leva a mão à bola após centro de Jorge. Chamado a marcar a grande penalidade Zé Henriques não dá hipóteses a André.
O Sampedrense procura reduzir o marcador e aos 78 minutos fica perto de atingir tal intento quando após desatenção entre um defesa academista e o seu guardião a bola sobra para Tiago Almeida que com a baliza à sua mercê remata ao lado.
O Sampedrense procura o golo mas seria a turma academista que teria os remates mais periogosos embora sem obter o golo.
Chegava-se ao final de uma partida jogada a ritmo lento, mas onde a vitória academista é justa, embora o Sampedrense merece-se o golo de honra por nunca ter baixado os braços.
Arbitragem sem grandes lances para errar, levou a sua exibição a bom porto.

In: golos. Apimentaram e deram o sal ao jogo e foram fruto de algumas das boas jogadas que o jogo teve. Quando os jovens academistas encarrilharam o seu jogo conseguiram levar muito perigo à baliza sampedrense e assim obtiveram uma vitória que os faz encerrar da melhor forma uma temporada algo atribulada.
Out: qualidade futebolistica. Foi um jogo tipico de final de época e onde não existem decisões a serem tomadas. Foi jogada a ritmo lento e a qualidade do futebol teve por vezes longe do campo.

Outros resultados:
Arguedeira - Cracks Lamego 1:1
Penalva Castelo - Sátão 2:0
Campia - Castro
Resende - Gente Nave Alvite

01 maio 2009

Agenda de fim de semana

Juniores:
Académico Viseu - Sampedrense
Local: Estádio 1º Maio Fontelo - Viseu (2 Maio - 10:30 horas)
Árbitro: António Eduardo Ferreira

Infantis A:
Académico Viseu - Repesenses
Local: Campo Futebol 7 Fontelo - Viseu (2 Maio - 18 horas)
Árbitro: Bruno Nascimento

Escolas:
Académico Viseu - FootLafões
Local: Campo Futebol 7 Fontelo - Viseu (2 Maio - 11:30 horas)
Árbitro: Bruno Pereira